Blog 5 dicas para solucionar problemas financeiros da sua empresa

5 dicas para solucionar problemas financeiros da sua empresa

5 dicas para solucionar problemas financeiros da sua empresa

O Brasil vive uma crise econômica e isso reflete na saúde financeira das empresas. Muitos são os negócios que passam por dificuldades nesse momento, entretanto, a solução pode ser simples.

Com algumas mudanças é possível solucionar problemas financeiros sem recorrer a um endividamento ainda maior.

A forma mais rápida e segura de conseguir recursos para sair de uma crise financeira é olhar para dentro do próprio negócio. Cortar gastos e alterar alguns comportamentos são excelentes maneiras de economizar dinheiro.

Com isso, o dinheiro passa a ser realocado para as áreas mais precisas, consequentemente, permitindo solucionar problemas financeiros da empresa.

A seguir, apresentaremos algumas dicas que vão facilitar esse processo:

Dicas para solucionar problemas financeiros da empresa

1° passo: Conhecer a fundo sua empresa

A primeira coisa a se fazer é conhecer e entender o que está acontecendo com o negócio. Só assim, será possível elaborar o melhor plano de ação para solucionar problemas financeiros.

Sendo assim, é preciso conhecer todas as dificuldades pela qual a empresa passa. Nesse caso, é interessante dividir esses desafios em dois grupos distintos:

  • As dificuldades de nível operacional: que dizem respeito aos problemas internos do negócio.
  • As dificuldades ao nível de mercado: que envolvem os problemas externos, como a dificuldade de acompanhar as tendências de mercado ou atender as necessidades dos clientes.

Quanto aos problemas identificados nos dois níveis, é necessário responder a algumas questões:

  • Qual a eficácia da área comercial da empresa?
  • As ações de marketing estão surtindo o efeito desejado?
  • O setor de vendas tem capacidade para identificar as necessidades dos clientes e atendê-las?

Ainda no quesito “entender e conhecer a empresa”, é importante destrinchar o fluxo de caixa do negócio. Não é incomum encontrar exemplos de empresas lucrativas, que são prejudicadas por um fluxo de caixa mal feito.

Saiba exatamente de onde vem o dinheiro, quanto e quando ele está entrando no caixa. Da mesma forma, identifique todas as saídas. Entenda como e porque a empresa está gastando esse dinheiro. Conhecer o caminho do dinheiro é a forma mais fácil de descobrir onde economizar.

O importante nessa etapa é identificar quais são os custos reais do negócio, quais os gastos que a empresa está tendo hoje e se o quanto ela está lucrando. É claro que determinar essas informações através de contas e o acompanhamento de planilhas é mais complicado e exige muito mais tempo.

Sendo assim, a adoção de boas ferramentas de gestão é essencial para conhecer mais profundamente a empresa. Por exemplo, softwares de gestão podem centralizar os dados e produzir relatórios em tempo real. Dessa forma, fica mais fácil acompanhar todo o processo produtivo.

Da mesma maneira, é mais simples acompanhar o caminho que o dinheiro segue dentro da empresa. Por exemplo, identificar quanto de dinheiro está programado para entrar em determinado dia e o valor das saídas dessa mesma data.

2° passo: identificar quais são os gastos estratégicos da empresa

À medida que passamos a entender e conhecer quais são os gastos da empresa, podemos identificar quais deles são estratégicos e quais não são.

Ou seja, os gastos estratégicos são aqueles que interferem diretamente no seu negócio. Os não estratégicos são aqueles gastos com menor influência no processo produtivo.

Dessa forma, os gastos classificados como não estratégicos podem ser reduzidos ou, até mesmo, eliminados sem comprometer o trabalho da empresa.

Ao analisar um gasto, procure responder às seguintes perguntas:

  • Esse gasto pode ser eliminado?
  • Se não, existe alguma maneira mais barata de obter o mesmo resultado?

Vamos dar um exemplo para explicar melhor o que são gastos estratégicos e não estratégicos. Por exemplo, os seus clientes procuram por excelência em seus produtos. Sendo assim, a qualidade da matéria-prima é essencial, ou seja, esse é um gasto estratégico.

Seguindo o mesmo raciocínio, se o perfil dos clientes diz que eles se informam através das redes sociais, as campanhas de marketing veiculadas na televisão e no rádio terão pouca eficiência. Dessa forma, esse é um gasto que pode ser cortado.

3º passo: renegociar as dívidas

Agora que já entendemos como o dinheiro da empresa é gasto e onde podemos economizar, o próximo passo é renegociar as dívidas.

Para solucionar problemas financeiros, renegociar as dívidas é de suma importância. Com isso, é possível adequar o pagamento das obrigações à realidade atual da empresa, diminuindo o peso da dívida no caixa.

Nesse caso, procure seu credor para fazer a renegociação dessas dívidas. Explique a situação, busque um valor que não comprometa o orçamento da empresa e fique atento às taxas de juros.

Em alguns casos, as taxas de juros aplicadas à dívida são tão altas que substituir uma dívida por outra pode gerar uma grande economia.

Por exemplo, os juros do cheque especial são mais de 10% ao mês. Nesse caso, fazer um empréstimo com uma taxa de juros menor e quitar o cheque especial é mais interessante do que parcelar o pagamento.

4º passo: separar finanças da empresa e pessoais

Muitos donos de empresas não separam as finanças pessoais e do negócio. Com isso, acabam usando os recursos da empresa para arcar com gastos pessoais. Por exemplo, a compra de um carro novo ou o pagamento do supermercado.

Os valores desses gastos podem não ser significativos, entretanto, seu acúmulo pode impactar negativamente nas finanças da empresa. Dessa forma, separar o que é pessoal e o que é da empresa é essencial para solucionar problemas financeiros.

Nesse caso, é importante determinar qual será o valor do pró-labore. Ele deve levar definido levando em consideração o valor do salário pago no mercado para funcionários que possuem as mesmas funções exercidas pelo dono.

5º passo: mudança de atitude dos colaboradores

Agora que os problemas já foram identificados e o processo para solucionar problemas financeiros começou, é importante se manter vigilante para não retornar aos velhos hábitos.

Avalie a necessidade real de cada gasto antes de assumir compromissos, planeje a melhor data de pagamento, esteja atento às reais necessidades dos clientes e não use o caixa da empresa como caixa eletrônico.

Essa mentalidade deve passar a fazer parte da cultura da empresa. A busca pela melhoria da eficiência e a diminuição dos custos deve fazer parte do dia a dia da empresa.

Assim, pequenas atitudes de economia dos funcionários podem gerar grande economia para o negócio.

Quer textos de qualidade como este no seu site sem comprometer grandes quantias? Você precisa de uma agência de marketing de conteúdos especializada na produção de conteúdos digitais. A Redaweb conta com diversos redatores prontos para criar conteúdo original de acordo com as necessidades da sua empresa.

Acesse o nosso site e conheça os nossos planos.

Artigos relacionados.

Ver mais artigos
a-importancia-de-produzir-conteudo-escaneavel-para-o-seu-blog tipos-de-conteudo-para-o-seu-blog-se-tornar-um-sucesso-na-internet a-importancia-do-crm-para-o-inbound-marketing
Whatsapp
Ligue grátis 0800 750 5564
Ligue grátis 0800 750 5564