A atuação do profissional de marketing na era digital

Não há dúvidas de que o mundo está mudando muito rápido, pela força da tecnologia, fazendo com que surjam novas profissões para atender as exigências do mercado. O marketing é uma área que vem sofrendo muitas transformações, se tornando muito mais complexo, dinâmico, elaborado e a nova aposta do momento. 

O mundo digital modernizou as relações, inclusive com o cliente e fez com que as empresas passassem a ter uma visão global e mais preparada para receber as novidades contínuas que vem se apresentando. Como a concorrência se tornou ainda mais acirrada e a tecnologia chega atropelar um profissional mais desatento, o marketing digital é essencial para destacar a marca no meio da multidão.  


As inovações do marketing digital

A fase de deslumbramento com as novidades digitais já passou e hoje o marketing está mais amadurecido e consciente de seu papel na sociedade. Para que qualquer marca exista diante de seu público, ela hoje precisa estar inserida no meio web e o marketing digital é o caminho mais assertivo para ações produtivas e bem-sucedidas. 

A internet avança cada vez mais pelo mundo e já faz parte do cotidiano da maior parte das pessoas. Integrada em suas vidas pessoais e profissionais, o acesso imediato em qualquer lugar através dos smartphones permite resolver quase tudo pelos meios digitais. 

Mais transparente e voltada para objetivos e soluções, o marketing digital vem se solidificando no mercado e ganhando um direcionamento ainda mais especializado. O objetivo é encontrar caminhos diferenciados e que vão muito além da adaptação do marketing tradicional para o digital. 

Quando novas frentes surgiram, o marketing tradicional se viu diante de espaços e linguagens diferentes, das quais não se tinha conhecimento anterior. Tudo era novidade, para todos e as ferramentas eram aprendidas junto às práticas, assim como não se tinha ideia da dimensão dos resultados. 

Logo, as técnicas iniciais eram as do marketing tradicional, usadas em mídias como as de TV, jornais e revistas, malas diretas e pesquisas qualitativas. As ferramentas oferecidas pelas redes sociais que chegavam ao mercado e logo se tornaram febre, ainda não eram suficientes para aplacar a sede de oportunidades que se apresentavam na internet. 

Essa construção de estratégias e especialidades foi formada a partir de acertos e erros. No Brasil, as agências de marketing digital vêm apresentando o mesmo nível de sofisticação do que os mercados de ponta dos EUA e Europa. Porém, ainda há muitas que vivem sob influência do marketing tradicional. 

Mais do que em qualquer outra área profissional, as especialidades e ambientes do marketing digital vão sendo alteradas conforme surgem novas tecnologias. E elas se multiplicam vertiginosamente, apresentando inovações que impulsionam o profissional a se manter sempre atualizado para estar alguns passos à frente da concorrência. 


A atuação do profissional de marketing e suas preocupações

Além das frequentes mudanças tecnológicas, o profissional de marketing encontra outros desafios. Afinal, o usuário da internet também é um produtor de conteúdo e tem acesso a todas as ferramentas oferecidas pelas redes sociais. E mesmo que isso não signifique habilidade em promover empresas e marcas, faz com que o especialista tenha que se destacar em meio à multidão de leigos ativos na web. 

Até pouco tempo o marketing digital era atrelado a carreiras de comunicação social como publicidade e propaganda, marketing e jornalismo. Mas hoje é essencial que haja profissionais com formação nas mais diversas áreas, especialmente ligadas às ciências matemáticas, estatísticas, programação e engenharia. Só profissionais analíticos podem identificar caminhos para utilizar plenamente o marketing automation, inclusive a análise de métricas e monitoramento. 

A velocidade da web requer um profissional de marketing bastante atendendo as possíveis falhas. Um erro é capaz de se transformar numa avalanche de críticas em poucos minutos e as informações incluídas nos conteúdos  pode se propagar tão rápido que pode levar a perda de controle sobre seus caminhos. 

Outro ponto que afeta os profissionais de marketing digital é a variedade de plataformas existentes. A complexidade do ambiente digital dificultou o domínio das variáveis e impôs, mais do que nunca, a necessidade de manter as conexões e integrações com os outros. 

Esse exemplo traz à luz o quanto o profissional de marketing precisa da solidão e da interação ao mesmo tempo para realizar seu trabalho. Enquanto a pesquisa e a concentração são fundamentais para a maestria do trabalho, é preciso se manter ligado aos outros especialistas e até mesmo outros profissionais de diferentes campos. É como trabalhar em home office, mas manter contato com outros colegas para completar seu trabalho. 

Outro desafio constante é conseguir manter o foco nos objetivos do seu cliente e com uma visão ampla do público-alvo, aliando toda a tecnologia disponível para chegar aos resultados. É o cuidado diário de não se dispersar diante das centenas de ferramentas disponíveis, que pode desperdiçar tempo e recursos, se distanciando mais dos resultados. 

O consumidor se transformou tanto quanto as tecnologias. Se antes ele era presa fácil da publicidade, hoje ele não se deixa seduzir por frases de efeito. Antes de se decidir por um produto ou serviço ele quer saber se vai suprir suas necessidades e conhecer melhor a marca. Exigente e ao mesmo tempo imediatista, ele quer adquirir algo com valor agregado, mas não dispensa a velocidade. 

Não há tempo a perder com falta de produto no estoque ou agenda apertada. A não ser que seja algo realmente diferente e exclusivo, se a resposta não for dentro de um limite aceitável de tempo, ele parte para a concorrência. Se for atendido com presteza, por outro lado, no tempo hábil e com a devida atenção e respeito da empresa, ele costuma disseminar a sua qualidade positiva para amigos e parentes. 

Mas se houver um ruído nessa relação ele não se intimida em expor as qualidades negativas da empresa e causar um efeito contrário ao desejado, que é o de servir como referência de repulsa aos possíveis novos clientes. Basta uma avaliação negativa para cair a taxa percentual de indicações.

Esse posicionamento e visão sobre o cliente indicam que o marketing digital não se baseia apenas em análises, números e divulgações. Mas, sobretudo em vida, sentimentos e sensações. Mesmo que a especialização do profissional de marketing da era digital atue debruçado em cálculos, o fator humano é fundamental para que as estratégias deem resultado real e positivo. 

O profissional de marketing vem se modificando nas últimas décadas e a tecnologia é o principal estímulo a essa mudança. A era digital veio com novas ferramentas, estratégias e expectativas que exigem capacitação e experiência. Acesse o site da RedaWeb ou ligue para nós no 0800 750 5564 caso queira assinar um plano de produção de conteúdo!