A importância do marketing de conteúdo para universidades

O último censo do ensino superior divulgado pelo MEC aponta que, só em 2016, foram 3 milhões de novos alunos nas faculdades. Com mais de 2 mil instituições de ensino atuando no mercado, como fazer para captar futuros estudantes? Saiba que essa questão está intimamente ligada à importância do marketing de conteúdo para universidades.

É conhecido que o número de pessoas com acesso ao ensino superior no Brasil aumentou consideravelmente nas últimas décadas. Seja devido à melhoria da situação econômica do brasileiro, ou por conta dos programas de incentivo do Governo Federal. A oferta do ensino privado também vem crescendo nesse intervalo de tempo.

Apesar dos números mencionados esse é um mercado que ainda tem muito a crescer no país. Razão ainda maior para investir na conquista desse público-alvo estudantil. Do lado destes, a primeira etapa do processo para escolha de um curso é evidentemente a pesquisa. É preciso conhecer melhor a área de graduação e também a instituição de ensino em que a faculdade será cursada. Essa é, afinal, uma decisão que vai impactar a vida do jovem de uma forma significativa.

Com isso, os futuros estudantes e suas famílias têm grande interesse em coletar informações sobre instituições, profissões, mercado de trabalho, salários, oportunidades de carreira, especializações, tempo de estudo, dentre tantas outras coisas. Em resumo há uma grande necessidade por informações de qualidade sobre o ensino superior e seus desdobramentos.

A sua estratégia de marketing de conteúdo irá de encontro às dúvidas e inseguranças de quem está para ingressar na universidade. Pois a publicidade nos moldes tradicionais não está apta a responder as questões que mais afligem os estudantes. E essa busca por informações irá contemplar até mesmo as pessoas que já são formadas. É comum o uso de conteúdo para explicar, por exemplo, as diferenças entre pós-graduação e MBA.

Detalhes sobre a própria instituição, suas políticas e estrutura, também podem ser inseridas nesses conteúdos. O mais importante é que é possível desenvolver um laço com o público pré-universitário. Fator que pode ser determinante na tomada de decisão desses clientes. Além de tudo, essa é uma estratégia que permite à universidade se posicionar nos canais frequentados pelos futuros estudantes. Afinal é no ambiente digital que este público pode ser facilmente encontrado.

Portanto, um planejamento completo de marketing de conteúdo para universidades tem o poder de:

  • Captar novos alunos
  • Fidelizar e reter os estudantes já matriculados
  • Estimular o aluno a fazer mais cursos na instituição
  • Criar embaixadores entre os estudantes
  • Mostrar a autoridade da sua instituição de ensino

O segundo tópico acima mencionado é um ponto que muitas universidades negligenciam. Pois não basta captar novos alunos, uma vez que aqueles atualmente matriculados precisam de igual cuidado e atenção. É fundamental que eles se mantenham engajados e interessados na instituição. Agir de forma indiferente com esse público no futuro pode render depoimentos negativos sobre o curso ou a universidade.

Os estudantes de hoje, nativos digitais, precisam que o estabelecimento de ensino superior dialogue com eles de forma constante. As postagens em redes sociais, os e-mails informativos, tudo deve ser criado de forma a assistir o corpo discente. O aluno tem de estar sempre bem informado sobre a faculdade e suas atividades. Além disso, material relevante deve ser inserido nesses canais de comunicação. O objetivo é ampliar o que os matriculados sabem sobre a sua área de escolha.

O resultado desses esforços é fácil determinar. Existe uma máxima do mercado que diz que o cliente satisfeito é a melhor propaganda. É justamente sobre esse ponto dos seus atuais alunos que o marketing de conteúdo irá agir. E essa ferramenta pode oferecer ainda mais para uma universidade. De modo geral é preciso lembrar também para esses clientes, assim como aos futuros, os diferenciais da instituição.

Qual é o fato que faz com que a sua universidade se diferencie no mercado? É a flexibilidade na hora de montar uma grade? O oferecimento de cursos ou disciplinas específicas na modalidade à distância? É o investimento em projetos de pesquisa e extensão? A facilidade de pagamento das mensalidades? Não importa o diferencial, ele deve ser mencionado e destacado na sua comunicação.

Por essa ser uma prática de natureza não-invasiva, contrária à publicidade tradicional, o público estará mais propenso a prestar atenção. Também as ações do estabelecimento de ensino devem ser divulgadas por esse meio. Podem ser trabalhos comunitários, projetos sociais ou artigos acadêmicos já publicados por alunos e professores. O importante é fazer conhecer a universidade para além do ensino oferecido.

Essa é uma forma de demonstrar que a instituição agrega valor aos alunos, ao meio acadêmico e também à sociedade. É um caminho que faz com que os estudantes sintam orgulho de estudar no local em questão. E para se atingir esse objetivo é preciso ir muito além de manter blogs e páginas atualizadas. É o planejamento estratégico digital que vai apontar onde o seu conteúdo será verdadeiramente relevante.

Ajuda em muito utilizar o dinamismo da linguagem digital para encontrar formas variadas de se comunicar com o público-alvo. Ofereça e-books, publique vídeos, tenha colaboração do corpo docente nas postagens do seu blog, dialogue de todas as formas possíveis. 

Outra boa recomendação é, sempre que possível, envolver os alunos matriculados na criação de conteúdo. Na preparação de vídeos institucionais, por exemplo. Para os cursos que envolvem criações audiovisuais como cinema, publicidade e jornalismo, pode ser ainda uma atividade extracurricular. De tabela o engajamento vai colaborar para diminuir a evasão.

Podemos até nos arriscar e condensar os benefícios expostos até aqui em um único conceito. Uma forma simples para fazer entender melhor a importância do marketing de conteúdo para universidades. Basicamente essa prática mercadológica e de comunicação determina a forma como os alunos encaram a instituição. Sejam esses os estudantes futuros, atuais ou passados.  

E uma vez que seja implantado o marketing de conteúdo, quais outros frutos pode-se esperar? O resultado prático é a atração de novos alunos, a fidelização dos matriculados e formados e a projeção no mercado. Para um estabelecimento ligado ao ensino e à inovação científica, produzir informação de qualidade é a melhor forma de promover a própria autoridade. Além de tudo falamos de uma prática com um bom retorno sobre investimento.

Aplicar dinheiro na produção de anúncios em jornais ou televisão, tende a ser custoso e dificilmente apresentará os resultados esperados. Além disso uma boa universidade mostra para que vem, e não apenas faz propaganda para gerar novas matrículas. Para fechar a lista de vantagens, não podemos deixar de mencionar as muitas formas de mensurar essa estratégia.

Primeiro, trata-se de um acompanhamento que permitirá ao seu estabelecimento de ensino conhecer melhor o público-alvo com o qual trabalha. Em segundo, permitirá acompanhar suas ações de forma a saber o que funciona ou não. O que dá a oportunidade de ajustar com rapidez as estratégias de forma a sempre atingir o melhor resultado.


Entre em contato

Não podemos negar que o mercado educacional é um grande beneficiado do marketing de conteúdo. Já vivemos inclusive um cenário onde a estratégia é indissociável da presença digital das universidades. Para incrementar práticas de marketing produzindo conteúdo de qualidade para a sua instituição de ensino, entre em contato com a RedaWeb. Venha acessar o nosso site para maiores informações. Ou se preferir, ligue para 0800 750 5564 para assinar um plano de produção de conteúdo.