landing page que converte bem
Para quem investe em marketing digital é desnecessário lembrar a importância que as visitas têm para a sua página, e consequentemente, para o seu negócio. Mas é claro que esse é apenas o primeiríssimo passo para que a sua estratégia seja eficaz. Afinal, de nada adianta um grande número de visitas se não houver conversão. É importante então que a sua página seja capaz de gerar leads. Esse termo, em geral, descreve o processo em que o seu cliente em potencial faz um cadastro no seu site.

Com a geração de leads o que se pretende é que as pessoas que visitam a sua página possam ser convertidas em clientes que pagam pelo seu produto ou serviço. As landing pages são a melhor forma de atingir esse objetivo. Por isso é importante criar uma landing page que converte bem. Essas páginas dedicadas à conversão têm por função apresentar uma oferta para os potenciais clientes. O esforço deve ser persuasivo e vir acompanhado de um chamado à ação – Call To Action, ou CTA. Mas você sabe como usar essa ferramenta de forma a extrair sua máxima eficiência?

Fique atento às dicas que seguem para saber como criar uma landing page que converte bem. Entenda como usar essa página para realmente gerar resultados. Ao final do texto você vai saber como criar e otimizar o funcionamento da sua landing page. E saiba ainda que com essa ferramenta de marketing digital você também vai passar a entender melhor o seu público. Quer maior conversão e ainda saber mais sobre os seus potenciais clientes? Continue a leitura.

Dicas para otimizar a sua landing page


Criando sua página de conversão – A estrutura mais básica para a sua página de conversão deve ser uma oferta, seguida pelo formulário que vai permitir a coleta do contato do cliente. Também deve haver, é claro, um CTA. Esse chamado merece especial importância, porque ele deve realmente motivar o visitante. Se a comunicação não for direta e suficientemente entusiástica, de nada adiantará. Invista também em design responsivo, ou seja, que adapte a sua página para ser acessada em dispositivos móveis. É preciso que o visitante conclua a ação de cadastro independente do meio utilizado para visitar sua página.

O problema maior é que antes de criar essa estrutura você precisa saber muito bem quem é o seu público-alvo. Isso é importante porque o seu produto ou serviço não irá ser vendido para todo mundo. Seguramente há um cliente ideal para o que você está oferecendo. Um cliente ao qual toda a sua estratégia de marketing e linguagem irá se adequar. Se o meu produto ou serviço se destina a jovens universitários minhas estratégias serão diferentes do que seriam se o meu alvo fossem empresários e tomadores de decisão na casa dos 40 anos.

Ofereça valor – Com a página devidamente adequada ao seu público, pense numa oferta que seja coerente e atrativa. Não é necessário que seja sempre um produto ou serviço. Atualmente é muito comum que se ofereçam e-books gratuitos, ou ferramentas e aplicativos. Esses elementos vão agregar valor para o visitante, que estará mais inclinado a fazer negócios com você.

Esse benefício é importante não só para o convencimento do visitante, mas também como um fator que irá decidir se ele vai fornecer informações de contato. Portanto, descreva de forma objetiva e atrativa a sua oferta. Saiba também dar destaque às informações mais importantes. Você pode fazer isso através de realces de texto como o negrito. Bullet points também servirão para esse fim. Não deixe de oferecer também uma página de agradecimento para quando a sua landing page conseguir o cadastro de cliente. Você pode relembrar o valor oferecido pela oferta e ainda encaminhar o visitante para outro material do seu site.

Tenha objetividade e foco – Sua página não pode conter distrações. Se houverem muitos elementos na página a ação que você espera do visitante poderá não ser concluída. Imagens devem ser usadas com moderação e animações devem ser evitadas. As cores usadas na sua página também podem ajudar a persuadir o cliente. Adeque a paleta à identidade visual da sua marca, mas não deixe de se beneficiar de um bom uso das cores. Nosso cérebro reage de maneira instintiva a determinadas combinações. Além disso, recursos como uma cor de destaque para a área de conversão são certeiros para a otimização visual da sua página.

SEO – Falar de marketing digital sem mencionar SEO hoje em dia é impossível. A otimização para motores de busca é o que permite que sua página possua um bom posicionamento orgânico em sites como o Google. Ou seja, é o que vai permitir que o seu visitante possa encontrar a sua página com facilidade em uma busca na internet. Saiba que landing pages também podem ser otimizadas para SEO.

As estratégias vão ser muito similares àquelas aplicadas nas outras páginas do seu site. Um bom ranqueamento necessita do uso de palavras-chaves, assim como intertítulos h1 e h2. Acrescente também conteúdo com boa legibilidade, atributo Alt Text para as imagens, etc. Um bom posicionamento no Google para essa página com toda certeza vai influenciar na relevância do seu domínio.

Destaque seu formulário e use boas imagens – Uma vez que a sua oferta agregue valor para o visitante, é hora de pensar no seu formulário de conversão. Esse deve sempre estar em evidência e não apenas pelo uso da cor, como já mencionado. Formulários dentro de blocos funcionam melhor por se destacarem do resto do conteúdo da página. Uma landing page que converte bem precisa sempre apresentar o formulário em evidência. A atenção do usuário deve ser bem direcionada para esse aspecto da sua página.

Não se esqueça também, de que as informações a serem coletadas precisam ser relevantes. Não haverá conversão de lead pela sua equipe se os dados cadastrados não forem os mais importantes para o seu negócio. E tenha em mente que formulários muito grandes desestimulam os seus visitantes. Prefira se ater às informações básicas para contato.

Mencionamos anteriormente que as imagens devem ser usadas com muito cuidado. Mas isso não significa que elas devem ser evitadas, ou que não podem contribuir com as conversões da sua página. Existem algumas dicas para extrair o melhor desse recurso também. Você sabia, por exemplo, que usar imagens de pessoas pode ajudar na conversão? O motivo é que isso tende a gerar identificação e empatia nos visitantes. Mas é claro que a escolha de imagens deve sempre se adequar ao seu conteúdo.

Atenção aos espaços em branco – O uso de “whitespaces” diz respeito ao espaço entre o conteúdo da sua página. As quebras no texto são essenciais para manter o seu visitante interessado. Portanto os blocos não devem estar muito próximos, pois isso dificulta a leitura. Os espaços em branco vão tornar a sua página mais agradável para o leitor. Também é bom evitar parágrafos muito longos, eles tendem a cansar o seu visitante. Por fim, lembre-se de destacar o seu CTA do resto do texto. Isso pode ser feito com espaçamento maior para esse conteúdo, como também através do uso de intertítulos e realces do texto.

Faça testes A/B – Mesmo seguindo à risca as dicas mencionadas, ainda existe um componente de incerteza envolvido. É preciso analisar na prática como as pessoas reagem à sua landing page. Testes A/B vão avaliar qual a combinação que vai conseguir as melhores respostas dos seus visitantes. Assim você pode comparar duas variáveis da sua página, e optar por aquela que resulta em maior taxa de conversão.

Conclusão


O foco de uma landing page é a conversão. Com o devido planejamento, e criando essa página de forma adequada, a ferramenta vai ser um dos pilares da sua estratégia de marketing digital. Mas agora que você sabe como criar uma landing page que converte bem, que tal acessar a RedaWeb? Somos especialistas na criação de conteúdo. Você pode visitar o site, ou ligar para o número 0800 750 5564 se quiser assinar um plano de produção de conteúdo. Entre em contato! Estamos envolvidos no crescimento de diversas empresas por meio dessa atividade. Assine com a RedaWeb e nós poderemos colaborar com o seu crescimento também.