Blog Como o Growth Hacking pode te ajudar no marketing digital?

Como o Growth Hacking pode te ajudar no marketing digital?

equipe elaborando estratégias de marketing digital

Em mundo cada vez mais digital, podemos perceber o quanto esse processo tem mudado a forma em que as pessoas tendem a consumir produtos, serviços e a maneira em que tendem a se relacionar com as empresas de sua preferência. 


Antigamente, só era possível comprar algo ou saber de uma promoção indo diretamente a empresa, ou avaliando propagandas via TV e rádio, bem como anúncios em jornais e outdoors.

 

Agora, através do marketing digital e a integração de diversas marcas no meio online, é possível comprar produtos, serviços e conhecer empresas em poucos cliques. No entanto, a concorrência no meio digital está se tornando cada vez mais saturada, e logo, é necessário dispor de estratégias e ferramentas capazes de qualificar ainda mais a marca no mercado, a fim de torná-la referência em sua oferta.

 

Para que isso seja possível, precisamos otimizar nossos processos internos, e podemos realizar essa prática com o Growth Hacking. 


Quer saber mais sobre o assunto? Então, confira o nosso post até o final e tire todas as suas dúvidas sobre essa estratégia e como pode ajudar o marketing digital da sua marca. 

 

O que é Growth Hacking e qual a sua importância? 

 

Antes de tudo, podemos definir que o Growth Hacking nada mais é do que um tipo de estratégia que está inteiramente relacionada ao crescimento acelerado e significativo da empresa. No entanto, esse crescimento tem como base a coleta de informações a respeito de seus principais pontos críticos, seja de forma micro ou macro.

 

A prática do Growth Hacking envolve uma série de experimentos. Setores e equipes buscam realizar a adoção de hipóteses, sem contar na validação de protótipos, de testes, com o simples objetivo de conseguir identificar oportunidades e brechas para fazer com que a marca possa crescer eficientemente no mercado. 

 

Sendo assim, não fica difícil entender que essa estratégia tende a ser conceituada e conhecida como o marketing que é direcionado para os experimentos. Quem fundou o conceito de Growth Hacking foi Sean Ellis, que deu origem à expressão enquanto buscava utilizar estratégias para desenvolver startups na época, e que hoje são gigantes. Algumas delas são extremamente conhecidas, como é o caso da Eventbrite e Dropbox. 

 

Os pontos que são identificados pela empresa como processos que devem ser retirados, melhorados e otimizados são definidos por um conjunto de KPIs que, em geral, tendem a medir a quantidade de tráfego no site ou página, a quantidade de leads, vendas, e quaisquer outras métricas do marketing digital. 


Caso o ponto crítico a ser analisado é o tráfego direto, por exemplo, o método Growth Hacking irá transformar esse KPI em diversos tipos de experimentos que ofereçam total potencial para atrair cada vez mais pessoas para o site, página ou qualquer outra estratégia relacionada, porém com mais assertividade e eficiência. 

 

Por que incorporar o Growth Hacking ao marketing digital?

 

Agora que você já sabe o conceito e a importância dessa estratégia para os métodos atuais de vendas, não fica difícil entender o quão importante ele pode ser para o marketing digital. Conforme abordamos no tópico anterior, as estratégias convencionais de marketing — tais como TV e rádio, por exemplo — não estão entregando o mesmo valor que antigamente.

 

Isso porque os anúncios gerados pelo marketing tradicional chegavam a todos os tipos de pessoas. Ou seja, espectadores que sequer estariam a fim de obter o produto ou serviço que a empresa deseja. 


Nesse contexto, podemos observar que os custos de mídia tradicional eram caríssimos e não segmentam as pessoas por ordem de comportamento, interesse, entre outras métricas importantes de serem analisadas. A compra da publicidade era feita dessa forma: sem garantia nenhuma de resultados efetivos. 

 

Dessa forma, o marketing tradicional acabou se tornando totalmente inviável para as empresas, unicamente por conta do custo e pela alta taxa de rejeição do público atingido. Logo, as empresas precisaram se reinventar, e nesse quesito, perceberam a devida importância do Growth Hacking para o marketing digital.

 

De forma geral, ele se apresenta como um método completamente seguro, uma vez que oferece uma gama de ferramentas e experimentos para realizar testes, e assim, analisar os dados antes da empresa efetivamente aplicar as estratégias pretendidas. Então, as empresas só poderão realizar suas ações de marketing digital uma vez comprovadas a eficiência das estratégias — soluções mais tangíveis e melhores que o marketing convencional. 

 

De forma prática, o Growth Hacking basicamente observa e analisa as atividades do marketing digital e se pergunta: como é possível fazer com que esse processo cresça em escala, com atividades repetitivas e de forma em que a marca não gaste muito dinheiro e tempo? A partir dessa pergunta e questionamento, o growth hacking busca oportunidades para fazer a empresa crescer.

 

Quais são as fases do Growth Hacking?

 

1. Product Market Fit

 

Em geral, nesse primeiro momento, a empresa irá criar produtos e serviços que as pessoas queiram. Em outras palavras, é essa a base de qualquer marca no mercado, e claro, do growth hacking. Aqui, não haverá necessidade de criar um novo produto ou serviço do zero, mas sim alterá-lo, otimizá-lo e desenvolvê-lo se possível, a fim de conquistar os olhos dos consumidores. 

 

2. Growth hacks

 

Nessa estamos, iremos efetivamente aplicar as estratégias de growth hacks. É nesse momento onde tendemos a formular hipóteses, de tal forma que os processos começam a ganhar vida, e é onde os primeiros usuários começam a aparecer. Em outras palavras, o objetivo é buscar a identificação das mudanças que serão geradas para prover os resultados almejados. 

 

3. Viralização e escala

 

Já que o growth hacking é uma estratégia que busca acelerar e desenvolver um processo, ele irá buscar utilizar o mínimo de recursos financeiros possíveis no marketing digital. Afinal, seu propósito é trabalhar de forma mais orgânica, sustentável e menos custosa possível. 


Nesse ponto, ele irá fazer com que os usuários se tornem promotores da sua marca, estimulando o “buzz marketing” através de compartilhamentos e indicações. 

 

Gostou deste artigo? Conforme vimos, o growth hacking é, sem dúvidas, um dos pilares mais importantes do marketing digital para empresas. Afinal, todos buscam digitalizar suas atividades para conseguir alcançar públicos mais quentes ou se relacionar com eles para conduzi-los por um funil de vendas eficiente. 


No entanto, com a concorrência em alta, nada mais estratégico do que dispor dessa ferramenta para se desenvolver melhor nas estratégias de marketing digital, e conseguir gerar autoridade de marca em seu setor de atuação. 

 

Quer saber mais sobre o assunto? Então acesse o site da RedaWeb ou entre em contato conosco através do telefone 0800 750 5564 para assinar um plano de produção de conteúdo e escalar seu site rumo ao topo das pesquisas.


Artigos relacionados.

Ver mais artigos
guia-do-wordpress-o-que-e-como-funciona-e-como-utilizar aida-atencao-interesse-desejo-acao-o-que-e-e-como-utilizar-o-metodo-na-pratica guia-basico-sobre-marketing-digital
Whatsapp
Ligue grátis 0800 750 5564
Ligue grátis 0800 750 5564