Como produzir temas para blogs corporativos?

Para que as empresas possam ser bem-sucedidas no atual mercado, é necessário utilizar estrategicamente o poder da internet, tarefa que é feita de maneira sistematizada e eficaz pelo inbound marketing e marketing de conteúdo.

Nessas modalidades de marketing, um ponto-chave são os blogs corporativos. Por meio deles, é possível gerar mais oportunidades de negócios, já que permitem atrair visitantes qualificados, transformá-lo em leads e convertê-los em clientes, além de contribuir para a criação de autoridade da marca no mercado.

No entanto, é comum escutar relatos de empresários e profissionais reclamando que seus blogs apresentam resultados abaixo do esperado ou mesmo não geram nenhum benefício ao negócio. Entre as causas desse problema, a falta de planejamento estratégico na definição dos temas para blogs corporativos é uma das com maior peso.

É preciso ter em mente que qualquer investimento em marketing só terá o retorno esperado quando bem planejado, pautado em dados e informações reais e pertinentes e integrante de uma estratégia com objetivos, tarefas, plano de ações e indicadores de avaliação bem definidos, não sendo diferente com o conteúdo.

Para auxiliá-lo a maximizar o potencial de retorno de blog corporativo, neste artigo você encontrará preciosa dicas a respeito das melhores práticas capazes de subsidiar, de maneira adequada, a produção de temas, impulsionando seu negócio de maneira estratégica, com baixo custo e sustentável no curto e médio prazo.


Coleta de dados interna

Se qualquer ação de marketing deve ser planejada com base em dados e informações adequadas, a primeira tarefa a ser feita para a criação de conteúdos, verdadeiramente oportunos e capazes de criar oportunidades de negócios, é realizar o levantamento de dados e informações úteis na definição de temas.

Vale ressaltar que, independente do ramo de atuação e porte da empresa, essa pesquisa deve ser feita de maneira sistematizada, levando em consideração quais os objetivos e metas que precisam ser alcançadas.

Além disso, tenha em mente que, de acordo com especialistas em marketing digital, conteúdos com potencial de retorno são aqueles que são relevantes para o público-alvo, ou seja, capazes de resolver uma necessidade ou desejo que tenha.

Algumas maneiras de coletar dados internos, isto é, da própria empresa, estão listadas abaixo.

Entrevista com funcionários

Se for micro ou pequena empresa, essa tarefa pode ser feita pelo próprio empreendedor, por meio da anotação dos principais pontos em cada área da empresa.

Em empresas médias e grandes, com estrutura e departamentos bem definidos, é realizada por meio da entrevista com um ou mais funcionário considerado fundamental naquele setor específico.

Na área de produção, é possível entender quais são as principais características do produto ou serviço, seus diferenciais diante dos concorrentes, quais são os cuidados necessários e o tempo de garantia.

Na área de vendas, as perguntas devem incluir quais são as características do produto ou serviço ofertado que mais impressiona clientes e interessados, quais são as principais dúvidas apresentadas, o que influencia na perda de uma venda, comparações feitas, etc.

Análise de feedback em redes sociais

As redes sociais são ótimos locais para a coleta de dados, pois nelas é possível ter acesso direto à opinião e impressões de clientes e interessados, sem que haja a interpretação de outra pessoa, como na entrevista com funcionários.

Por isso, avalie quais são as principais dúvidas dos usuários em relação ao produto ou serviço, as características sociodemográficas que as pessoas que curtiram ou seguem a página têm em comum e quais são as principais reclamações feitas, tanto em termos de atendimento quanto em termos de pós-venda.

Interpretação de relatórios

Os documentos que registram o histórico de atividades da empresa, independentemente do tipo de atividade registrada, são fundamentais não só na definição de temas para conteúdos como também para o planejamento da estratégia de marketing como um todo.

Por eles, é possível verificar, por exemplo, se existem clientes que fazem compras com regularidade, os períodos com maior e menor lucro e se o faturamento vem de muitas vendas de baixo valor ou poucas vendas de valor elevado. 


Coleta de dados externa

Assim como o levantamento conduzido no interior da própria empresa, a coleta de dados e informações de fontes exteriores ao negócio deve ser realizada de maneira sistematizada e condizente com os objetivos institucionais traçados.

Apesar de muitos considerarem esse tipo de pesquisa mais complexo, em alguns casos, é extremamente simples, pois os dados já estão tratados e sistematizados, bastando registrá-los.

As duas principais fontes de informação que devem ser levadas em conta nessa tarefa são expostas na sequência.

Análise da concorrência

O mercado atual se encontra em seu estado mais competitivo. Impulsionado pela tecnologia e por índices altos de desemprego, na maioria dos nichos de mercado existem muitas empresas ofertando as mesmas soluções.

Assim, além de oferecer produtos e/ou serviços de qualidade e inovadores e prezar pelo bom atendimento, é fundamental monitorar a concorrência para se manter competitivo. 

Fique atento aos temas trabalhados pelas empresas que representam competição direta a seu negócio, pois dessa maneira é possível entender quais são as tendências do ramo de atuação e os benefícios de suas soluções perante os demais.

Leitura de materiais especializados

A maioria dos setores do mercado conta com publicações especializadas e pesquisas conduzidas por instituições de autoridade, como as de caráter regulatório e de incentivo ao empreendedorismo.

Dessa maneira, pela riqueza e seriedade do conteúdo, devem ser consideradas como importantes fontes de informações externas. 

Exemplos de dados que podem ser coletados desses materiais incluem as principais tendências do setor, os desejos de clientes e interessados a respeito de aspectos como inovação e sustentabilidade ambiental, casos de sucesso entre empresa e consumidor, entre outros.

Portanto, o levantamento de dados e informações constitui a etapa basilar na produção de temas para blogs empresariais, devendo ser conduzida com empenho, seriedade e profissionalismo para que possa fornecer insights adequados e, posteriormente, gerar maiores oportunidades de negócio às empresas.

Contudo, a tarefa não se encerra na coleta, pois para que os conteúdos possam ser úteis e relevantes é necessário considerar a persona - o consumidor que apresenta as características ideais, capazes de resumir o público-alvo da empresa - e o estágio do funil de vendas em que os leads se encontram.

Caso queira saber mais a respeito de diretrizes de produção de conteúdo para portais institucionais ou assinar um plano de produção profissional para blog ou qualquer outro veículo de comunicação de sua empresa, online ou offline, conte com a RedaWeb.

Por meio de nossa expertise de mercado e qualificação da equipe profissional, somos capazes de oferecer as melhores e mais adequadas soluções em marketing de conteúdo ao seu negócio. Entre em contato pelo site ou pelo telefone 0800 750 5564 para saber mais.