Cornerstone Content - O que é e como Criar esse Conteúdo

O conteúdo do seu site é o que fará o público segui-lo e recomendá-lo, e também é o suporte para a sua estratégia de marketing digital. É nele que estarão as palavras-chave, onde você irá dispor de imagens personalizadas e, acima de tudo, terá a oportunidade de contar mais sobre a sua empresa, seus produtos e serviços.

Com tantas informações disponíveis e o acesso sendo feito de maneira tão simples, os artigos curtos perderam seu espaço, e tornou-se necessário investir mais tempo e esforços na produção de conteúdo de alta qualidade. Se você quer conquistar o seu espaço na internet e atingir grandes resultados, é preciso criar textos que sejam significativos ao usuário. Você precisa de conteúdos que agreguem valor à sua página e deem a ela autoridade na rede. 

O que Cornerstone Content e a importância para a estratégia


SEO

 

Pense nas páginas mais importantes do seu site, aquelas que você definitivamente quer que o usuário encontre, leia e se engaje. Essas têm grandes chances de possuir um Cornerstone Content. O termo, emprestado do inglês, significa algo como “conteúdo de sustentação”, é nele que as informações mais valiosas estão inseridas, essa será a página que os backlinks serão direcionados e as que guiarão a navegação do seu usuário. A chamada Cornerstone Page é, basicamente, a espinha dorsal da sua página e de qualquer estratégia SEO.

Boas páginas com esse tipo de conteúdo agregam autoridade ao domínio. Quanto mais bem escritas e com tópicos mais relevantes, maior será a tendência de outros sites usarem ela como uma referência nas próprias postagens, aumentando o seu tráfego e dizendo às ferramentas de pesquisa, “Ei, esse site é importante”. Isso será de grande ajuda para se manter no topo dos resultados orgânicos em buscas.

Se o seu texto acrescenta algo à vida de alguém, provavelmente essa pessoa voltará por mais. Você pode usar essa oportunidade em estratégias de marketing, fisgando o consumidor em potencial, e trazendo para a sua empresa. Assim que o leitor chega ao seu site, ele deve permanecer nele, por isso esse tipo de técnica é tão importante. Ao abordá-lo através de um tópico essencial é possível guiá-lo para o seguinte, e outro após esse, e outro... 

Artigos que sejam significativos para um determinado setor, são relevantes para o cliente. O indivíduo que acessa o seu site quer acompanhar páginas que são coerentes, possuem histórias relevantes e são capazes de dar informações além da página inicial, e é disso que o próprio Google gosta. Sites que possuem uma estrutura lógica de links são os favoritos da ferramenta e é nesse sentido que o Cornerstone Content é o pilar da estratégia SEO. Esse tipo de conteúdo é o topo de uma pirâmide de páginas, em que cada passo leva naturalmente ao próximo, montando essa rede de pensamentos, ideias e soluções interligadas. Isso facilita demais a imersão do usuário na sua página, e dos algoritmos do Google que fazem a leitura dos tópicos para definir quais são os mais importantes e que merecem estar na primeira página.

Para entender melhor como um conteúdo de alta qualidade pode beneficiar a sua estratégia SEO imagine um silo, desses para armazenar grãos. Os grãos são os tópicos que o seu site se propõe a abordar, e o silo é o seu conteúdo de sustentação. Ele mantém os grãos no lugar, e quando você quer uma semente específica, vai até o silo. Esse tipo de artigo tem como função criar uma conexão entre todos os outros dispostos nas diferentes páginas do seu site, e, quando você precisa de um específico, vai até o principal. 

A relação de dependência deve ser explorada da melhor maneira. Quando a página que contém o Cornerstone Content manda links para outros tópicos, esses tópicos devem mandar de volta, para evidenciar a relação estrutural entre cada componente. Quanto maior for o número de áreas que o seu website trabalha, maior será o número de conteúdo a ser criado para suprir essa estrutura de links, todos sempre levando a um central que possui informações indo e voltando de todos os lados.

Para que o seu artigo-pilar seja aproveitado de maneira efetiva, é necessário conhecer técnicas de SEO e trabalhar para a sua implementação. Por exemplo, na página inicial você deve ter links que levem à sua Cornerstone Page, pois é dela que saem os primeiros acessos a domínios.


Como criar um bom Cornerstone Content


Quando você se propõe a criar um conteúdo que será a base de toda a estrutura de links do seu site, deve se preocupar em manter um padrão da mais alta qualidade, e conhecer todas as técnicas, tanto de estrutura SEO quanto da própria redação em si. Confira algumas dicas para elaborar o seu artigo.

Delimite um assunto. A parte mais simples do processo pode se tornar complicada em algumas situações. O assunto abordado neste artigo deve estar intimamente ligado com a área de atuação da sua empresa, caso contrário toda a coerência da estrutura estará comprometida, o usuário estará em um site de advocacia lendo um texto sobre impactos ambientais da agricultura, enquanto o Google pune a sua página rebaixando ela no ranking de resultados relevantes.

O tópico deve abranger todas as áreas às quais ele servirá, mas é necessário ter em mente que todos os assuntos deverão ser desenvolvidos completamente, para se ter um conteúdo de alta qualidade. Quando definir a ideia central do seu artigo, mantenha uma visão ampla do que será discutido, saia um pouco do seu papel de redator, e pense como um usuário que acabou de chegar à página. “O que de relevante eu espero encontrar nesse site?”, aborde essa questão de vários ângulos, até encontrar um meio-termo que consiga abranger todas as áreas, enquanto mantém o público focado na questão que será discutida.

Ainda no papel de leitor, questione, “Por que eu entrei nesse site e não em outro?”. Esse é um dos pontos que pode significar perda de tráfego e pontuação nas ferramentas de busca. Enquanto a internet está cheia de textos simplesmente replicados, crie conteúdos originais, que não podem ser encontrados em nenhum outro lugar.  É uma boa maneira de fisgar usuários que estão à procura de um diferencial. Se você copia a ideia central de outro domínio ou até mesmo a própria estrutura discursiva, aquela em que o texto é escrito, tenha certeza que os algoritmos do Google perceberão que a sua página não passa de uma réplica. Sempre invista em conteúdos criativos, para garantir a sua competitividade nos rankings e entre os consumidores.

A melhor maneira de saber se a sua ideia é única no mercado, é conferir o que os competidores estão fazendo para conquistar seguidores. Sempre pesquise as estratégias que estão sendo usadas e os modelos, através deles você pode aprender truques valiosos para construir o seu site. Os conteúdos que eles não estão trabalhando devem ser peças centrais no seu artigo, e os que eles já comentam devem receber ainda mais atenção. Para saber direcionar melhor os seus esforços é necessário pesquisar.

Faça uma busca intensiva pelas melhores palavras-chave para aplicar nesse contexto. As que geram alta competitividade são essenciais para páginas menores dentro do seu domínio. Na Cornerstone Page, priorize palavras que, apesar de representarem um grande volume de buscas, sejam curtas. Essas são mais simples de incorporar no artigo de maneira natural, mantendo a fluência da leitura, e facilitando na hora de colocar os links para as páginas que ficam na periferia da espinha dorsal.

Palavras-chave curtas abrem espaço para que você possa criar maior coesão dentro do seu site. Por exemplo, se você trabalha com procedimentos estéticos e na página principal a palavra “clínica de estética” aparece com um link para o subtópico “cirurgia plástica”, e lá está a combinação “clínica de estética e cirurgia plástica”, uma palavra-chave com grande volume de buscas, o Google entende que está trabalhando com uma mesma indústria, e acrescenta pontos pela coerência com a qual o assunto é tratado dentro da estrutura.

Um dos últimos pontos a serem revistos e otimizados são os links internos. Leve em conta que se o seu artigo for bom, ele será compartilhado, e você definitivamente quer links que levem aos seus serviços, então planeje um mapa que interligue todas essas informações. Faça um levantamento com todas as páginas relacionadas ao assunto, prepare os links e direcione as palavras-chave da melhor maneira possível.

Após o tópico ser definido, a maneira como ele será trabalhado estar clara e as palavras-chave que se relacionam com cada link estarem prontas, chegou a hora mais temida: começar a escrever. É justamente essa a parte que dá mais trabalho, principalmente se você for iniciante e não tem hábito de redigir textos constantemente.

Título

 

O título é uma das partes mais difíceis de escrever, pois você deve encontrar uma frase com pouquíssimas palavras, mas que resuma tudo o que o seu texto quer dizer, ao mesmo tempo em que excita o leitor a abrir a página para conferir o que está sendo dito. Esse é um bom lugar para colocar a palavra-chave com o maior volume de buscas.

Conteúdo em si

As informações tratadas no corpo do texto são a parte mais relevante para os algoritmos de busca, pois é nele que os links estão inseridos, e sobre ele que a análise de coesão e coerência é feita. 

Aqui entra a questão do número de palavras. Por mais simples que possa parecer, isso possui uma grande importância no contexto geral. Textos de 300 palavras você encontra em qualquer lugar e, além disso, não são suficientes para tratar todos os pontos essenciais, e pode ser impossível inserir uma quantidade satisfatória de links mantendo a naturalidade da escrita. Artigos de 5000 palavras são impraticáveis no mesmo nível, pois o usuário geralmente não está disposto a ler tanto conteúdo. A chave é encontrar um número suficiente para desenvolver todo o tópico sem atropelar ideias ou perder a fluência ao inserir palavras-chave. O ideal é manter o número entre um e três mil, assim os serviços de busca têm material suficiente para trabalhar seus algoritmos, e o seu público encontra um texto que informa sem extrapolar em extensão.

Se você quer optar por um artigo grande, tenha certeza de que há conteúdo suficiente e ideias que precisam ser desenvolvidas. Não há nada pior que passar um longo tempo lendo um conteúdo que parecia interessante, e ao chegar ao final descobrir que eram apenas palavras repetidas para fazer volume. 

Quando chegar ao final do texto, assim como nós estamos, revise quantas vezes forem necessárias. Procure por erros ortográficos, pontas que ficaram sem nós e ideias desconexas. Não tenha medo de cortar trechos do seu artigo ou de refazer. É assim que um conteúdo de alta qualidade é desenvolvido, através do comprometimento com a excelência. Cheque as suas palavras-chave e links. Se após tudo isso ainda estiver agradável para a leitura, está na hora de postar.

Aproveite que você agora tem um conteúdo de qualidade superior ao que é encontrado, e forneça meios para os seus usuários manterem contato, como um formulário em que ele possa inserir um endereço de e-mail para receber notificações de atualizações no site. Se o seu conteúdo for bom, ele será compartilhado pela maioria das pessoas que o lerem. Por se tratar da espinha dorsal da sua página, revise constantemente, atualizando com novos links conforme a página cresce, e adicionando mais conteúdo quando for necessário.

Escrever pode ser a parte mais difícil do processo, pois envolve cuidados com a gramática, a leitura do conteúdo em diversas perspectivas e a procura minuciosa por formas de melhorar o conteúdo, mas você pode contar com ajuda especializada durante todo esse processo. A RedaWeb é uma empresa que reúne escritores, jornalistas, revisores e redatores profissionais para garantir a produção de conteúdo de qualidade para todas as suas necessidades. Teste o nosso serviço por um mês. Entre em contato pelo 0800 750 5564 ou acesse o nosso site para conferir os planos que oferecemos.