Dicas avançadas de SEO: saiba como otimizar o seu site

A estrutura para um bom trabalho de SEO continua a mesma: excelente conteúdo, links de qualidade e bom uso de palavras-chave. Entretanto, o Google altera seu algoritmo com certa frequência, o que acaba impactando a indexação. Por isso, precisamos recorrer frequentemente a técnicas avançadas de SEO.

Atualmente, algumas partes do SEO ganharam mais relevância, passando a ser prioridades do trabalho. Um exemplo são as otimizações para mobile, que se tornaram imprescindíveis para o comércio eletrônico.

Para estar a par dessas atualizações, é preciso dispor de novas táticas. Por isso, neste artigo você vai conhecer algumas técnicas avançadas de SEO para melhorar suas páginas.


1. Expanda as melhores páginas

O trabalho que você fez em todas as páginas pode ter sido o mesmo, mas por razões que só o Google conhece, o desempenho delas não será igual. Algumas terão posições melhores nas páginas de pesquisa, pois estão fornecendo melhores respostas aos usuários.

Essa técnica avançada se resume em expandir essas páginas com mais conteúdo. Você aprofunda a discussão utilizando novas palavras-chave relacionadas. O próprio Google pode fornecer novas sugestões. Ao realizar uma pesquisa, você verá diversos resultados que trazem questões não abordadas no seu conteúdo. Além disso, você pode utilizar ferramentas de palavra-chave para expandir o conteúdo com novas sugestões.


2. Crie posts compartilhados

A qualidade do conteúdo está diretamente ligada ao nível de “especialização” do autor. Por exemplo, se você tem experts ajudando a criar conteúdo, a qualidade levará seu site para o topo. 

Posts compartilhados são excelente formas de levar qualidade ao leitor e demonstrar para o Google que você tem autoridade. É como um guest post, quando você convida alguém para escrever o artigo. A diferença está no número de experts ajudando seu conteúdo.

Para fazer um post compartilhado você precisa abordar especialistas, informando-os sobre o que pretende fazer e por quê. Peça a eles algumas informações sobre o conteúdo, avise-os que criará um post compartilhado e que vai linkar para o site deles. Veja alguns exemplos de títulos:

  • O que 10 especialistas dizem sobre X
  • Dicas de 15 experts em X
  • Os conselhos que 20 profissionais dariam para si mesmos há 20 anos

São títulos que chamam atenção do leitor porque convencem de que há conhecimento no post. Ele se sente tentado a clicar porque sabe que pode obter novos insights. Além disso, os colaboradores do post poderão compartilhar seu conteúdo para o público deles.


3. Passe juice para páginas menores

Como mencionamos acima, nem todas as páginas terão uma performance igual. O segredo aqui é passar um pouco da autoridade (o juice) das páginas maiores para as páginas menores. A maneira de fazer isso é com a linkagem interna.

Nos posts que estão tendo o melhor desempenho, acrescente um pequeno conteúdo mencionando o que foi abordado nas páginas menores. Evidentemente, o conteúdo precisa ser relacionado. Em seguida faça a linkagem para essas páginas, de modo que o Google vai entender que elas se conectam. Um trabalho assim, conectando as melhores páginas com as menores, poderá gerar um resultado rápido.


4. Atenda às expectativas dos usuários

Pode parecer que SEO se resume a otimização interna e link building, mas o melhor resultado depende de outros fatores. O Google trabalha continuamente para descobrir o que é melhor para o usuário. Seu algoritmo não busca o site mais “otimizado”.

Portanto, ele irá analisar fatores como taxa de rejeição, tempo na página, visualizações por visitante e tempo de carregamento. Quando percebe que o usuário chega ao seu site e logo sai, ele julga que o conteúdo fornecido não é bom para o cliente. Provavelmente sua página vai perder posições.

Todos os esforços de SEO devem ser no sentido de melhorar a experiência do usuário na página. É importante descobrir o que eles esperam do seu site, por que estão ali e o que faria eles irem embora. Ferramentas de pesquisa como SurveyMonkey e de análise de sites como HotJar podem fornecer bons insights para você.


5. Utilize o Google Search Console

Vale a pena utilizar sempre o Search Console para extrair o máximo para seu site. Constantemente o Google realiza atualizações na sua ferramenta que são essenciais para seu trabalho de SEO. Um exemplo é a função de inspeção de URL. Você pode inspecionar um link do seu site para identificar problemas. Após corrigi-los, você valida a página diretamente na ferramenta e solicita um novo rastreamento para indexação.

Você também obtém relatórios de desempenho amplos, que cobrem muitos meses de trabalho. Os relatórios de cobertura também fazem uma varredura sobre suas URLs. Você descobre cada possível problema que elas podem ter.

Além disso, o Search Console permite que você filtre relatórios e até compartilhe com outras pessoas, mesmo se elas não estiverem inscritas na ferramenta.


6. Enxugue a estrutura do site

Pense em quantos cliques o visitante do seu site precisa dar para chegar a uma URL da página inicial. Esse fator é muito pouco discutido, mas é essencial. Os crawlers do Google precisam fazer a leitura das suas páginas para realizar a indexação e, para isso, consideram a estrutura hierárquica do site, cujo link principal é a página inicial.

Enxugar a estrutura do site diz respeito a isso: facilitar a navegação por hiperlinks. Portanto, analise como está a navegação por links e deixe a estrutura mais simples possível. 

Se uma página está muito longe da página inicial, o Google tem mais dificuldade de achá-la. A consequência é óbvia: quanto mais uma página se afasta da estrutura principal, menor é a autoridade dela. A regra então é: deixe-a acessível para o usuário e para os crawlers. 


7. Use um Schema Markup

Você já viu reviews e classificações por estrela em algumas páginas quando realiza uma pesquisa? Isso se chama Schema Markup, um sistema utilizado para facilitar o entendimento de um site pelo Google. Trata-se de um código que demonstra os dados estruturados para o algoritmo, o que facilita a identificação do buscador.

Ou seja, quando você usa um Schema Markup, você demonstra o que é a sua página, e com isso garante mais espaço nas páginas de pesquisa. Pouco se fala sobre a importância dessa técnica, mas ela promete ter um grande peso no SEO do futuro.

Como você demonstra para o buscador e para o usuário o que é seu site, os cliques tendem a aumentar. Consequentemente, a taxa de cliques sinaliza para o Google que o conteúdo é relevante. 

SEO depende das táticas clássicas para funcionar, mas é fundamental que você esteja atento às novidades. Elas apontam novos caminhos e novas técnicas avançadas, que manterão seu site sempre competitivo nas primeiras posições.

Caso queira um trabalho profissional para seu site, acesse o site da RedaWeb ou ligue 0800 750 5564 para assinar um plano de produção de conteúdo. Analisaremos todas as necessidades das suas páginas para poder ranquear em primeiro no Google.