Edição de conteúdos – saiba como otimizar o seu material

Do ponto de vista de um produtor de conteúdo, a aptidão e capacidade de edição é primordial para identificar equívocos de maneira muito mais rápida. Aprimorando essa habilidade, a produção de texto é desenvolvida no dia a dia com maior tranquilidade, transcorrendo-se naturalmente entre as linhas. Porém, como é possível se tornar um editor ou revisor competente e eficiente? Bom, qualificar esse mecanismo não é complicado, desde que se pratique bastante e diariamente.

Conseguir ler diferentes tipos textuais e obter conhecimentos variados aperfeiçoam a dinâmica da leitura e escrita, facilitando o trabalho do profissional, levando em conta também a extrema importância de dominar a língua e todos seus recursos e propriedades.

Acompanhar guias e auxiliadores de estilo pode ajudar no processo de edição. Veja, abaixo, mais algumas dicas de como melhorar na edição de conteúdos.

 

Conheça a fundo sua língua

O total controle e conhecimento da língua aumenta o repertório e ativa gatilhos psicológicos que geram maior facilidade na hora de perceber erros e corrigi-los. Ponto chave para todo bom editor!

A finalização de um texto deve ser impecável e para isso o olhar atento e treinado de um profissional é primordial para perfeita compreensão do que se está corrigindo como, por exemplo, problemas gramaticais, falhas de acentuação ou até mesmo simples erros de digitação. Outra prática fundamental é a frequente atualização da língua, que deve ser feita sempre com tom de curiosidade e profundo interesse aos comunicadores e produtores de conteúdo.

A edição de conteúdos bem estruturada evita a transmissão de um material que possa parecer ao público que tenha sido escrito de qualquer forma e sem profissionalismo. Portanto, atentar-se a regras de acentuação, pontuação, dinâmica de texto, além da estrutura e organização de ideias ao longo dos parágrafos são os cuidados que tornam um editor diferenciado e ainda mais capacitado e competente. 

 

Saiba quais são os objetivos do trabalho a ser editado

Não é desejável a estes profissionais apenas dominar o idioma, deve ser compreendido também quais são os objetivos pretendidos. A busca por informações feita de forma prévia junto a quem repassa o material a ser editado é uma dinâmica básica que deve ser sempre realizada.

Sabendo onde deve ser focada a correção ou os rumos para onde deve apontar o texto, suas habilidades de edição de conteúdos são inseridas com maior agilidade, lógica e com entendimento muito mais amplo e inteligente sobre o material a ser editado.

Diante disso, o conhecimento técnico deve estar alinhado à percepção do cliente a quem entregar as correções, portanto, conversar com os envolvidos e entender como pretendem divulgar o material é o eixo central de qualquer edição com excelência.

 

Estimule sua autoconfiança

Do ponto de vista do profissional editor, cultivar a confiança em suas habilidades e percepção de conteúdo torna os trabalhos feitos mais qualificados e práticos. Entenda que modificar algo feito anteriormente vai além de uma correção robotizada, sendo necessário colocar a leitura mais atenta possível e avaliar de forma criteriosa o que deve ser mantido ou retirado.   

A necessidade de corrigir com segurança e firmeza os erros encontrados e apontados em seu trabalho deve partir sem receio de futuros protestos e julgamentos do autor original do texto.

Contudo, apontar os erros sem indicações claras e objetivas dos motivos não traz o resultado desejado. Fique atento para sempre explicar os motivos e prepare justificativas para embasar tudo o que foi feito e aumentar sua confiança e propriedade sobre o assunto em questão!

 

Importância da edição de conteúdos para SEO

O mercado globalizado e competitivo exige dos profissionais da área de comunicação e aos produtores de conteúdo a necessidade de obter conhecimentos sobre SEO, otimização de textos, imagens e muito mais para alcançar resultados consideráveis.

Um tipo de conhecimento amplo e que deve atrair os olhares desse nicho são os modelos de análise objetiva e subjetiva, para compreensão de todo o complexo do meio digital presenciado atualmente.

No primeiro caso, a análise objetiva leva em consideração números, portanto, avaliar indicadores como as impressões, cliques, CTR, taxa de rejeição do site ou blog em que seu texto esteja localizado é essencial para mensurar a qualidade da edição de conteúdos realizada. 

Outros dados interessantes que devem ser sempre salientados são a posição do texto nos buscadores e também o caminho do usuário feito pelo texto ou página e seu tempo de visita no mesmo.

Já no caso da análise subjetiva, a intenção de busca, o foco e qualidade do texto são os pontos primordiais a serem analisados, com o objetivo de direcionar tanto a edição quanto a produção futura de conteúdo.

Uma breve pincelada e estudo sobre os concorrentes diretos e indiretos que abordam temas iguais ou semelhantes é uma metodologia também a ser colocada em ação. Resumindo, olha-se para o conteúdo em si, identificando partes a serem melhoradas, deixando de lado os números e projeções!


Tenha entendimento sobre diferentes tipos de texto

A língua portuguesa é conhecida no mundo todo por sua complexidade e gama de possibilidades na construção textual, portanto, ao iniciar um trabalho, deve ser identificado o padrão adotado no conteúdo original, para delimitar, assim, o direcionamento e enquadramento a ser tomado.  

 

O texto deve ser simples e objetivo

Outro objetivo a ser buscado na edição de conteúdos é deixar o texto dinâmico, simples e de fácil compreensão aos leitores. No caso da produção textual ao universo digital, essa qualificação traz grandes melhorias no trabalho de posicionamento e marketing de conteúdo.

Por isso, é necessário cortar parágrafos muito longos, segmentar o texto com tópicos e subtópicos, títulos e subtítulos, além do uso de letras em negrito, itálico, linkagem interna para destaque do conteúdo e maior quantidade de acessos e leituras desse respectivo material produzido.    

 

Dica de ouro: revise sempre com calma seu trabalho

Como o trabalho a ser feito geralmente já é uma revisão final, todo cuidado é pouco para não deixar passar em branco erros bobos que influenciam na qualidade do material a ser entregue.

Olhar mais de uma ou duas vezes para o que foi escrito, anotado, apontado ou destacado, de modo cada vez mais atento, é uma das dicas mais relevantes a um editor, seja ele experiente ou novato na função.

Ser autocrítico torna a dinâmica do trabalho mais fluente e com foco nos melhores conteúdos, sabendo que a confiança para tal concretização é quesito fundamental.

 

Conclusão 

A edição de conteúdo com todas as dicas passadas acima sendo postas em prática visa facilitar o dia a dia de trabalho de um revisor e demais envolvidos. Portanto, o entendimento profundo da língua portuguesa somado a técnicas de posicionamento de conteúdo e SEO permite que a edição entregue seja bem vista ao ser amparada por esses mecanismos.

Por fim, o olhar atento, criterioso e preciso de um profissional que busca sempre estar evoluindo e otimizando suas habilidades e qualidades, posiciona uma pessoa antenada e ligada à frente dessa empreitada que exige compreensão e dedicação.

Caso queira assinar um plano de produção de conteúdo, acesse o site da RedaWeb ou ligue para nós no 0800 750 5564.