Blog Entenda as diferenças entre blog e site

Entenda as diferenças entre blog e site

Empresária trabalhando no notebook no escritório moderno

As vendas online vieram para ficar. Poucos clientes, agora, preferem se descolar até uma loja do que receber suas compras no conforto da residência.  


Porém, muitos empresários ainda desconhecem ferramentas essenciais para que seus negócios entrem de vez no mundo digital e, claro, aumentem o lucro. 


Uma das principais dúvidas dos empreendedores se refere às diferenças entre blog e site, recursos fundamentais para a realização de uma estratégia digital. 


Preparamos esse artigo para eliminar essa incerteza de uma vez por todas. Continue conosco até o fim do texto e saiba como desenvolver seu blog ou site. 


Boa leitura! 


Quais as diferenças entre blog e site?


As principais distinções se referem ao conteúdo, linguagem e utilidade de cada um para a estratégia de marketing. Saiba mais sobre as diferenças e anote as dicas para produzir um conteúdo adequado ao seu tipo de empreendimento. 


O que é um site?


É a apresentação da empresa, onde ela expõe seus produtos e serviços. Tem o objetivo de mostrar o que ela oferece, suas competências e o que ela pode fazer pelos seus consumidores.  


Quem tem um e-commerce pode utilizar seu site como canal de vendas, desta maneira, os clientes podem fazer a aquisição de itens ou contratar serviços sem que precisem gastar com gasolina, pegar trânsito ou deixar outras tarefas.  


Um site dispõe de um conteúdo atualizado de forma menos constante, pois novas publicações são feitas somente quando ocorre a disponibilização de novos produtos ou serviços, alteração nos preços ou nos meios de pagamento. 


Essa forma de comunicação é institucional e deve ser feita de maneira mais formal. Mesmo que seu negócio tenha a imagem de “descolado”, é preciso ter em mente que ele é cartão de visitas de sua empresa para clientes e mercado. 


As vendas pela internet no Brasil tiveram um recorde de faturamento em 2021 com 161 bilhões de reais, uma elevação de 26,9% em comparação com 2020.  


Portanto, possuir apenas uma loja física representa perda de oportunidades de expansão do negócio, de visibilidade e da possibilidade alavancar a lucratividade. Quem não tem um e-commerce vai ficar para trás no mercado. 


O que é um blog?


o blog oferece textos informativos e sempre atuais sobre o mercado em que a companhia atua. Por meio desse conteúdo, a empresa se mostra como especialista em determinado tema e, assim, se torna referência para o cliente.  


Os artigos de blog não visam fazer uma propaganda, mas sim criar a imagem de uma empresa expert em determinado tema, a quem o cliente sempre vai recorrer quando tiver uma dúvida, assim, é estabelecida uma relação de confiança e possibilidade de converter esses leitores em novos consumidores. 


Um blog pode ou não estar inserido em um site. Pensando em uma estratégia de marketing, a preferência é pela integração entre os dois, isso permite que alguém conheça a empresa pelo site, mas também tenha acesso fácil ao blog. 


Essa ferramenta precisa ser atualizada constantemente com novos artigos. Além disso, os textos já publicados devem ser revisados para que o leitor não se depare com informações defasadas e perca a confiança em seu conteúdo. 


Se o empreendedor não tem conhecimento ou tempo para montar seu próprio site ou blog, há empresas especializadas na criação de conteúdo digital capazes de avaliar o negócio e o mercado e criar estratégias personalizadas. 


Um blog tem a flexibilidade de apresentar uma linguagem mais informal e descontraída, mas sem exageros como gírias ou palavrões. O conteúdo pode ser feito em forma de conversa para que o leitor se sinta íntimo da companhia.  


Agora que você entendeu quais as principais diferenças entre blog e site, confira alguns itens que não podem faltar em nenhuma das duas ferramentas. 


O que não pode faltar em um site?


Um site deve ser construído por meio de um visual clean, ou seja, sem excessos gráficos. Precisa oferecer facilidade de navegação para que o leitor encontre rapidamente o que precisa como produtos, serviços, canal de compras, blog, endereços das unidades e serviço de atendimento ao cliente. 


Entre os itens institucionais, é essencial abordar o ramo de atividade da empresa, o que é feito por meio da “missão”. Pode-se contar a história do negócio e de seus fundadores e qual a meta do empreendimento no mercado. Esse item é capaz de transmitir um aspecto mais humano e menos comercial. 


Já o tópico “visão” revela como a empresa quer ser percebida perante consumidores e mercado. Pode mostrar, por exemplo, que ela pretende ser a principal referência de seu segmento em um determinado período de tempo. 


Enquanto isso, a categoria “valores” demonstra os princípios fundamentais para companhia e seus gestores, tal como, esclarecer que sua principal regra é trabalhar constantemente para sempre resolver os problemas dos clientes. 


O ideal é sempre demonstrar os produtos e serviços de forma detalhada, não deixando margens para dúvidas para que haja, por exemplo, a acusação de ter vendido um item que não cumpre o que foi prometido no anúncio do site. 


Lembre-se: em um mundo conectado pela internet, qualquer crítica ou elogio podem chegar a milhares de pessoas em poucos minutos. Portanto, se certifique ao máximo de deixar claro qual a utilidade dos produtos ou serviços. 


Alguns itens realmente são muito óbvios e auto explicativos como móveis e eletrodomésticos, no entanto, serviços como estratégias de marketing precisam ter descrições mais detalhadas para despertar o interesse e mostrar a eficácia. 


Pouco vai adiantar tudo isso se o leitor não conseguir entrar em contato com a empresa para pedir mais informações ou realizar a compra. É preciso que haja canais de atendimento como chats, e-mail, telefone ou formulários disponíveis. 


O que não pode faltar em um blog?


É fundamental publicar textos atualizados e com boa frequência. Cada texto deve abordar um tema que seja relevante para seu público-alvo. É preciso mostrar domínio do assunto de uma maneira que seja visto como especialista. 


Não se deve esquecer de utilizar palavras-chave estratégicas para que o artigo alcance os primeiros lugares no Google e a empresa ganhe visibilidade. 


Quando um leitor acessa o artigo de um blog ele busca esclarecer alguma dúvida. A prioridade do conteúdo deve ser oferecer essa resposta ao público. 


Com isso, sua empresa se posiciona como expert e vai sempre ser procurada, o que gera a possibilidade da conversão de leitores em novos consumidores.   


Uma possibilidade que pode facilitar a navegação do cliente pelo conteúdo do blog é separar os artigos em categorias como economia, negócios e marketing. 


Essas divisões, obviamente, dependem do nicho de mercado em que a empresa atua. É preciso definir títulos que mais podem despertam o interesse. 


Um blog também pode conter uma apresentação para os novos leitores para que eles saibam quais temas são encontrados nesse espaço. Assim, caso tenham dúvidas nesses assuntos, retornam à página em busca de respostas. 


Esperamos que o artigo tenha sido útil para esclarecer as diferenças entre blog e site e, principalmente, mostrar como usar cada um para aumentar as vendas. 


Saiba mais


Acesse o site da RedaWeb ou ligue para o número 0800 750 5564 e conheça nossos planos para produção de conteúdo digital. Saiba o que podemos fazer pela sua empresa por meio de publicações estratégias e personalizadas.

Artigos relacionados.

Ver mais artigos
as-palavras-chave-sao-a-solucao-do-marketing-de-conteudo-descubra-aqui analise-da-concorrencia-ferramentas-que-podem-ajudar -banco-de-imagens-gratuitos-e-pagos-que-voce-precisa-conhecer
Whatsapp
Ligue grátis 0800 750 5564
Ligue grátis 0800 750 5564