Google Rankbrain - Saiba o que é e como ele funciona

Entender sobre o funcionamento do universo Google, às vezes, parece um bicho de sete cabeças, não é mesmo? Mas não é. Neste artigo, vamos te ajudar a conhecer o RankBrain, um algoritmo superinteligente, baseado em Inteligência Artificial, que foi lançado pela Google em 2015. Essa ferramenta ainda gera muitas dúvidas por parte de empreendedores e empresários que vendem pela plataforma ou que querem ser achados pelos mecanismos de busca da plataforma.

Se você conseguir entendê-lo e colocar em prática tudo que aprender por aqui, temos certeza que isso irá te ajudar a conquistar mais clientes e ser achado por eles de uma maneira mais eficaz, filtrada e certeira. Portanto, continue lendo este artigo e descubra o que é e como funciona o RankBrain! 


O que é o RankBrain?

O RankBrain não é apenas mais um algoritmo. Ele é a pura Inteligência Artificial inclusa dentro do pacote do algoritmo do Google. Baseado em nos oferecer exatamente aquilo que ele enxerga que nós queremos. 

Para entendermos como o RankBrain funciona, é importante esclarecermos que, ao comprar uma publicidade no Google para tentar entrar nas primeiras ou na primeira página de pesquisa, você precisa seguir alguns padrões e requisitos da plataforma, como informações completas e legíveis ao consumido; títulos curtos e frases objetivas; links confiáveis; palavras-chave; páginas mobile-friendly; conteúdo de qualidade, etc. 

Dentro de tudo isso que o Google exige, o RankBrain é um dos mais importantes, determinado pela plataforma como o terceiro aspecto que mais impacta nos mecanismos de buscas e classificação das páginas.


E como ele funciona na prática?

Ele funciona por meio da parceria entre a Inteligência Artificial e de um conceito denominado de Aprendizado de Máquina ou popularmente conhecido como Machine Learning, ou seja, o seu computador pesquisa, filtra, estuda e te compreende. Ao passo que eles aprendem certos comportamentos que você toma na internet, seus gostos, horários, preferências, etc. E ele passa a te oferecer não somente o que vocês desejam, através das palavras-chaves das suas pesquisas, mas também o que ele acha e entende que você quer.

O RankBrain cruza os dados das suas pesquisas, combina o histórico e passa a te analisar a partir disso. Demais, não é? Porque além de conseguir achar o que deseja por meio das suas buscas, o Google também oferece opções que talvez você nem tenha pensado, mas que por algum motivo ou situação esteve ou está de acordo com os seus interesses.

Na prática, ele funciona com títulos, subtítulos e conteúdos mais complexos das buscas. O encontro de palavras-chave e suas derivações para o Google não é novidade. Por exemplo, você está pesquisando a palavra “nadar”, mas o Google também busca derivações como “nadando”. No caso do RankBrain, ele faz mais que isso: consegue encontrar derivações complexas e assuntos parecidos.

Ele traça conexões e faz com que mais páginas tenham a oportunidade de aparecer nas primeiras páginas das pesquisas. Substituindo, assim, o trabalho manual, que anteriormente era feito por um profissional específico, que criava as listas de sinônimos e substituições de palavras derivadas. Hoje em dia, essa ferramenta faz isso sem precisar da “ajuda humana”.


Conceito de Aprendizado de Máquina e de Inteligência Artificial

Já sabemos como o RankBrain funciona, mas você sabe o que de fato é o conceito de Aprendizado de Máquina e a Inteligência Artificial que compõe os mecanismos do RankBrain?

O Aprendizado de Máquina é um mecanismo que define que os sistemas e algoritmos aprendem sozinhos as ações, sem que precise de um humano para “ensiná-lo” por meio das programações, ou seja, superinteligente e autodidata.

Já a Inteligência Artificial define que o sistema aprende como se fosse um ser humano, fazendo conexões cerebrais de acordo com as informações que processamos ao longo do tempo, prevendo resultados através das buscas teoricamente não-relacionadas. 

Esses dois conceitos fazem do RankBrain uma das melhores ferramentas de pesquisa do Google. Pois ele mostra a sua empresa, seu negócio, site, blog, o que for para além das pessoas que estão procurando exatamente o que você oferta. 

Agora que já sabemos como o RankBrain funciona, como ele trabalha para que o indivíduo encontre o que quer (ou o que ele nem sabe o que quer, mas no fundo quer), vamos estipular como você pode sair na frente e utilizar o mecanismo do Google para o seu negócio.


Como utilizar o mecanismo de busca do Google para sair na frente?

Como já falamos acima, os mecanismos que o Google utiliza para ranquear as páginas são diversos. Mas, o mais importante, é saber desenvolver um excelente conteúdo de maneira objetiva e escrita da forma como o seu público-alvo pesquisaria o seu negócio. 

Por exemplo, se você vende moda feminina, como as meninas buscam seu produto? Por “roupas tendência 2019?”; “calça pantacourt de cintura alta?”, “melhor loja fast fashion no Brasil”? Enfim, você tem que saber o que o seu público-alvo pesquisa e como ele pesquisa. 

Depois que você desenvolveu seu conteúdo focado no seu público-alvo, o RankBrain começa a cruzar as informações do seu conteúdo, otimizar essas informações (resumidamente) e distribuir aos possíveis interessados em seu negócio.

Como essa ferramenta realmente imita um cérebro humano, é essencial que o seu conteúdo tenha as palavras-chave pelas quais você deseja ser achado.

Se você conseguir cumprir todos os quesitos que o Google exige, na hora de criar uma publicidade, com certeza, sairá na frente das páginas que tentam aplicar truques para tentar aparecer na frente de outras. 

Tem muita página que inclui links externos (links de outras páginas referenciadas ou conceituadas) dentro de um conteúdo do qual não há muita conexão, ou seja, as pessoas utilizam os links para se promover por meio de assuntos linkados que não estão de acordo com o conteúdo exposto. Portanto, o RankBrain dá mais valor aos sites e páginas que utilizam o passo a passo do Google do que as páginas que insistem em utilizar truques para tentar aparecer na frente. 

O RankBrain também avalia a qualidade da experiência que o usuário tem no seu site/página. Portanto, crie uma página focada em conteúdo de qualidade, links confiáveis e que tenham realmente a ver com o assunto, fotos nos posts, subtítulos entre 3 ou 4 parágrafos, etc. O SEO do Google é muito avançado e, por isso, você precisa pesquisar e estudar muito como funciona de fato e todos os passos que deve seguir para se dar bem.

Quer saber também sobre outros assuntos relacionados e investir em marketing de conteúdo? Acesse o site da RedaWeb ou ligue para nós pelo número 0800 750 5564, caso queira assinar um plano de produção de conteúdo. Ficaremos felizes em atendê-lo!