Blog Guia do WordPress: o que é, como funciona e como utilizar

Guia do WordPress: o que é, como funciona e como utilizar

Computador portátil (notebook) exibindo o logotipo do WordPress

Temos que admitir, quando o assunto é construir um site do zero e de forma simples, o primeiro nome que surge é a mente é, definitivamente, WordPress. Mas, embora sua fama seja realmente grande, nem todo mundo sabe o que esse sistema de gerenciamento de conteúdo faz na prática.  


A popularidade desta plataforma se deve, em grande parte, por conta de seus serviços gratuitos, sua enorme versatilidade e sua capacidade de personalização única, que garante ao usuário liberdade para criar e se destacar online.  


Por isso, hoje, preparamos um guia do WordPress completo para que você conheça suas vantagens, particularidades e curiosidades. Se você gostou da ideia, tire alguns minutos e permaneça conosco até o final deste artigo.  


 

O que é o WordPress 


Resumidamente, o WordPress é o sistema de gerenciamento de conteúdo (CMS) mais popular do mundo, sendo usado por cerca de 63% de todos os sites presentes na internet, segundo a análise da W3Techs intitulada “Usage statistics and market share of WordPress” (Estatísticas de uso e participação de mercado do WordPress). 


Certo, mas o que significa, exatamente, CMS? Bem, um sistema de gerenciamento de conteúdo é uma espécie de aplicativo que autoriza o usuário a publicar, gerenciar, editar, excluir, alterar e manter conteúdos online de um jeito bastante simples.  


Além disso, um CMS ainda permite adicionar praticamente qualquer tipo de informação ao site em questão, como áudios, textos, imagens e vídeos. Ou seja, há liberdade para exibir, através deste sistema, conteúdos dos mais diversos formatos.  


A popularidade do WordPress, devemos salientar, se deve também por suas diferentes possibilidades de aplicação. Isso porque, através dele é possível criar não apenas sites, mas lojas (os famosos e-commerces), editores e uma ampla variedade de plataformas, capazes de gerar centenas de milhares de visualizações diariamente.  


Outro ponto positivo da desse sistema é que ele é reconhecido como um software de código aberto. Certo, mas o que isso significa? Simples: que seu código é visível e acessível para qualquer pessoa que quiser baixá-lo e utilizá-lo.  


Por trás desta característica única, por sua vez, existem diversos voluntários trabalhando para melhorar o sistema e torná-lo ainda mais incrível. Logo, com tantas melhorias e mudanças frequentes, nada melhor do que ter acesso a um guia completo do WordPress, não é mesmo? 


 

Como funciona o WordPress?


Por ser uma plataforma tão poderosa e popular, é de se imaginar que o WordPress seja de fácil usabilidade, não é mesmo? Pois, saiba que isso é realmente um fato.  


Para se ter noção, o processo de trabalho por meio deste sistema é tão simples que podemos resumi-lo com apenas alguns pontos, sendo eles: 


  • O usuário deve escolher um nome para seu domínio (site) e registrá-lo devidamente;
  • Em seguida, basta escolher a hospedagem para o site, que costuma ser paga;
  • Então, ele deve instalar o WordPress e fazer login em seu painel administrativo (também é possível acessar a plataforma através do navegador, sem instalações prévias);
  • Por último, é só escolher entre os diversos temas e plug-ins disponibilizados para personalização do site.


Acredite, esse é o passo a passo resumido de como o WordPress funciona. Em suma, a plataforma consiste em diversos componentes-chave voltados para ajudar no gerenciamento dos sites, entre eles estão o painel administrativo, os temas e os plug-ins, que trabalham juntos para oferecer uma melhor experiência ao usuário.  


Com um guia do WordPress em mãos, você pode aprender a acessar cada uma dessas opções, além de diversos outros subcomponentes, melhorando ainda mais o layout e a usabilidade do seu projeto.  

 

Saiba o que o WordPress oferece


Falar sobre as ferramentas oferecidas pelo WordPress não é uma tarefa fácil. Afinal, elas são inúmeras. Entretanto, separamos algumas das mais populares e importantes. Vamos conhecê-las juntos? 


Temas e designs prontos para o uso


Um dos maiores destaques do WordPress, principalmente quando o assunto são blogs, é a variedade de temas disponibilizados para uso. Com eles, é possível garantir ao seu site um design único em minutos, com as mais diversas combinações de cores e disposição de elementos. 


Vale lembrar, aliás, que a plataforma oferece tanto opções pagas quanto gratuitas de temas. No caso das pagas, por exemplo, o usuário tem acesso a recursos adicionais, além de total suporte por parte dos criadores do visual.  


Diferentes plug-ins


Como mencionamos anteriormente, o WordPress é uma plataforma de código completamente aberto, onde os usuários recebem uma arquitetura básica e podem realizar configurações sobre ela. Assim, se você deseja adicionar determinados recursos ao seu site, basta escolher e instalar uma ou mais opções de plug-ins disponíveis.  


Os plug-ins, a nível de curiosidade, são como pacotes de códigos extras, capazes de aprimorar as funcionalidades básicas do site.  


Suporte constante


Como o WordPress é voltado e construído por uma enorme comunidade de usuários, qualquer dúvida que surja em sua utilização pode ser tirada rapidamente, de maneira 100% online. Para isso, basta acessa os diversos fóruns de suporte da plataforma, que contam com milhares de participantes em todo o mundo.  


Gerenciamento de contas fácil e seguro


Pense no seguinte exemplo: você possui um blog que recebe conteúdos de diversos colaboradores, inclusive, alguns que você nem ao menos conhece pessoalmente.  


Logo, revelar a senha de acesso ao blog para todos eles não parece algo muito seguro, não é mesmo? Assim como, se responsabilizar pela postagem de todo o conteúdo, não soa muito prático. Então, o que fazer? 


Com o WordPress é possível definir um usuário e uma senha para cada pessoa que contribui ou gerencia o site, designando para eles o que é ou não possível ser alterado ali dentro. Você pode definir, inclusive, algumas funções para essas pessoas, como autor, editos, colaborador ou assinante.  


Ferramentas de gerenciamento e análise de SEO


Criar um site com o layout perfeito e com um tema chamativo não significa que você conseguirá visualizações em segundos. Na verdade, para isso é preciso focar também no trabalho de otimização, ou seja, de SEO.  


No WordPress você tem acesso a plug-ins que o ajudam nessa tarefa, tornando o processo mais simples e rápido. 


Alta responsividade


Responsividade significa, basicamente, que um site se adéqua ao tamanho da tela em que é visto. Se você o acessar pelo celular ou pelo computador, terá um layout adaptável e sem informações ou elementos sobrepostos. Tudo de forma bastante funcional. 


Integração da sessão de comentários


Para que haja um maior engajamento, o WordPress ainda possui seções de comentários integradas, voltada para a interação entre administradores e leitores.  


 Como usar o WordPress de graça?


Bem, vamos por partes. Sim, é possível utilizar o WordPress de maneira gratuita. No entanto, existem alguns custos para iniciar um site na plataforma. Isso porque, primeiramente, será necessário hospedar seu site em um domínio. Hospedagem, por sua vez, é onde o seu site fica na internet, ok? 


No entanto, como tudo o que você precisa é de um domínio e de uma hospedagem, no final o custo é realmente baixo.  


As ferramentas gratuitas disponibilizadas pelo WordPress, no final das contas, são: 


  • Seu software principal;
  • Seus milhares de temas;
  • Diversos plug-ins com as mais variadas finalidades;
  • Atualizações constantes;


Por que é considerado o maior CMS do mundo?


Já vimos que o WordPress é conhecido por ser um CMS, ou seja, um sistema de gerenciamento de conteúdo. Suas vantagens são tantas que ele é considerado, inclusive, a maior plataforma do tipo existente, representando 63% de todos os CMS existentes na internet e 42,4% de todos os sites online mundialmente.  


O que torna o WordPress tão expressivo nesse quesito? As razões mencionadas abaixo: 


  • Ele é gratuito: embora os usuários precisem adquirir uma hospedagem e um domínio na web, a plataforma em si é totalmente gratuita;
  • É altamente personalizável: o WordPress também possui diversas aplicações, que vão desde blogs, até lojas online e portfólios. Além disso, qualquer desenvolvedor pode participar da sua construção, tornando este CMS algo altamente colaborativo;
  • Ele acompanha o crescimento do seu site: seu site decolou e começou a receber milhares de acesso? Sem problemas! Não é preciso trocar de plataforma, já que o WordPress é capaz de acompanhar o seu crescimento tranquilamente;
  • É fácil de usar: acredite, se você precisasse codificar um site do zero ou pagar por isso, qualquer pequena funcionalidade poderia se tornar um problema ou, ao menos, uma leve complicação. No WordPress, mesmo sem conhecimento técnico, é possível fazer ajustes e mudanças gráficas de forma simples e rápida.  


Vantagens do WordPress


Ainda na dúvida sobre usar ou não o WordPress? Então, confira uma lista com as principais vantagens da plataforma: 


  • Você pode editar seu site de qualquer lugar

E quando falamos em “qualquer lugar”, é qualquer lugar mesmo! Você pode, por exemplo, realizar uma edição através do seu smartphone, utilizando a internet da sua operadora e sentado na sala de espera de um consultório. Não há limites quando o quesito é facilidade! 


  • É possível customizar o site por completo


No geral, você pode realizar qualquer tipo de customização no seu site. Isso porque tanto a conta gratuita quanto a premium oferecem uma infinidade de temas aplicações para serem instaladas em segundos.  


  • Ele é facilmente otimizado


Com o uso dos plug-ins de SEO é possível otimizar seu site e aumentar seu tráfego consideravelmente. Para isso, basta utilizar ferramentas como o Rank Math e o Yoast, capazes de verificar se as suas postagens e páginas englobam ou não as melhores práticas de SEO.  


  • O WordPress possui uma altíssima capacidade móvel de resposta


Por ser responsivo, o WordPress garante rapidez na resposta, não importa de onde o usuário ou leitor esteja acessando o site. Desta maneira, as informações continuam claras independentemente do tamanho da tela.  


  • Não é preciso instalar nada


Seja você um usuário comum ou um editor, por exemplo, não é preciso fazer download de nenhum programa para acessar o painel de controle do WordPress. Seja qual for o objetivo, é possível resolver tudo apenas utilizando o seu navegador habitual.  

 

Como começar a usar o WordPress?


O WordPress é uma plataforma bastante intuitiva. Isso significa que não é necessário ser especialista no universo online para conseguir utilizá-lo de maneira eficiente. Nesse caso, basta: 


Criar uma conta no WordPress: o primeiro passo é acessar o WordPress através do seu navegador e criar uma conta pessoal, que é totalmente gratuita. Há ainda a opção de realizar o login utilizando sua conta do Google ou da Apple;

Criar um site: assim que a sua conta for criada é possível dar início ao seu site, personalizando-o por completo;

Editar e gerenciar o seu novo site: na sequência, o WordPress executará inúmeras operações e um painel de controle surgirá na sua página inicial. Nele você terá a oportunidade de configurar pontos básicos, como colocar o slogan do seu site ou uma logomarca. 


Saiba como escolher a hospedagem


Agora que você já sabe das vantagens de utilizar o WordPress e já possui um nome para o seu domínio, chegou a hora de descobrir como escolher a melhor hospedagem para tornar seu site realmente presente na internet.  


Antes de mais nada, é preciso entender que hospedagem na web é, basicamente, o espaço que você aluga para armazenar absolutamente todos os arquivos do seu site.  


No geral, você pode encontrar diferentes tipos de serviços de hospedagem, cada um com suas próprias particularidades. Abaixo, explicamos brevemente a diferença entre eles. Acompanhe: 


Hospedagem compartilhada


Como o próprio nome já diz, esse é um tipo de hospedagem onde é necessário dividir o servidor com diversos outros sites. Por essa razão, claro, o preço acaba sendo menor. Na maioria das vezes, as hospedagens compartilhadas são usadas para blogs pessoais ou para novos negócios, que ainda possuem pouco tráfego.  


No entanto, quando esse tráfego aumenta, é preciso migrar para outro tipo de hospedagem. 


VPS


Um VPS, ou simplesmente Servidor Privado Virtual, faz parte da lista de hospedagens compartilhadas e dedicadas. No geral, uma hospedagem deste tipo funciona como vários servidores. Entretanto, é apenas um.  


Hospedagem dedicada


O nome “hospedagem dedicada” se deve ao fato de que esse serviço visa alugar o servidor para um único usuário. Neste caso, o cliente obtém controle total para usar todo e qualquer recurso disponível para o seu site.  


No entanto, vale lembrar que o preço da hospedagem depende do número de recursos escolhidos, o que pode incluir RAM, velocidade da internet e espaço de armazenamento, por exemplo.  


Hospedagem gerenciada

Já a hospedagem gerenciada é o serviço de hospedagem onde a própria empresa gerencia absolutamente todas as questões envolvendo à hospedagem em si. Boa parte das pessoas que optam por essa ferramenta de hospedagem, aliás, são pessoas que entendem pouco ou nada sobre a manutenção de sites.  


Com base nessas informações, você pode, enfim, escolher a melhor opção para o que você busca.  


Como otimizar o site no WordPress?


Quando falamos em otimização de sites, estamos nos referindo a torná-los mais rápidos e eficientes para usuários e visitantes. Esse é um ponto importante, já que ajuda a aumentar suas taxas de resposta e retém os acessos por mais tempo.  


Mas, como otimizar o WordPress na prática? Simples! Siga algumas (ou todas) as dicas abaixo: 


  • Escolha um bom plano de hospedagem: o primeiro passo para otimizar o seu site é escolher um bom plano de hospedagem. Assim, você garante que a taxa de resposta do seu site seja alta, o que significa que o conteúdo abrirá com maior rapidez e eficiência, por exemplo; 
  • Opte por um tema de WordPress rápido e limpo: um design mal elaborado e com código muito pesado adicionará peso extra à sua página. Infelizmente, alguns temas do WordPress possuem megabytes extras, não há o que fazer quanto a isso. O resultado? Segundo a mais na hora de carregar o site. Por isso, opte sempre por um layout otimizado tanto para desktop quanto para dispositivos móveis;
  • Monitore todos os seus plug-ins constantemente: a ideia é, antes de instalar qualquer plug-in no seu site, se perguntar “afinal, eu preciso disso instalado?”. Essas ferramentas, embora úteis, são as maiores vilãs da velocidade nos sites do WordPress. Logo, quanto maior sua quantidade, mais lentas as suas páginas ficarão. Tenha isso sempre em mente;
  • Faça uma otimização da sua lixeira: o WordPress ainda possui um sistema de lixeira, semelhante ao que encontramos nos computadores ou smartphones. Assim, sempre que um conteúdo é excluído, seja ele um comentário, postagem, página ou mídia, o mesmo fica armazenado no lixo do site, causando lentidão. Para resolver esse problema, basta fazer uma limpeza periódica por lá; 
  • Otimize também as imagens usadas no seu site: as imagens são excelentes ferramentas para transformar o layout das suas postagens. Além de servirem como quebra de texto, elas ajudam a ilustrar muito bem os diferentes temas abordados. Entretanto, quanto maior o número delas, mais lento o seu site pode ficar. O melhor a se fazer, nesse caso, é otimizá-las para a internet antes de realizar o upload.

 

Erros comuns ao usar WordPress e como evitá-los


Para utilizar o WordPress da maneira correta, aproveitando tudo o que a plataforma tem para oferecer, indicamos que você fuja dos erros mencionados abaixo, seguindo as dicas na sequência. 


Não esqueça de fazer backup periodicamente


Fazer backup garante que, não importa o que aconteça, tanto a aparência quanto o conteúdo do seu site estarão protegidos. Logo, ainda que você possua poucas informações ou utilize um layout simples, evite dores de cabeça e perda de tempo. 


Você pode utilizar um dos vários plug-ins de backup do próprio WordPress para isso, inclusive.  


Não mude seu tema com frequência


No geral, os temas do WordPress são como a roupagem do seu site. Alguns deles possuem diversos detalhes e recursos, enquanto outros são bem mais simples. Na dúvida, opte sempre por um tema limpo e que cause uma impressão de organização. 


Por outro lado, evite ao máximo trocar diversas vezes o tema do seu site já com ele no ar. Claro, nós sabemos que é tentador experimentar as centenas de opções disponíveis, mas vá com calma! 


Os motivos para isso? Primeiramente, seus plug-ins podem começar a apresentar defeitos, funcionando de forma incorreta e deixando o site extremamente lento. Em segundo lugar, é um pouco difícil levar a sério um ambiente com tantas alterações. Por último, você está construindo uma marca. Logo, deixe que as pessoas se lembrem dela. 


Use senhas realmente fortes


Por mais óbvio que pareça, muitas pessoas ainda utilizam senhas simples e extremamente fracas em suas contas do WordPress (e em todos os outros lugares), o que, definitivamente, é um erro gravíssimo de segurança.


Em suma, uma senha considerada forte deve conter quatro pontos principais: 

  • Letras minúsculas;
  • Letras maiúsculas;
  • Números;
  • Um ou mais caracteres especiais.


Você não costuma seguir essa dica porque acha difícil lembrar de senhas tão cheias de detalhes? Sem problemas! Basta utilizar uma das inúmeras ferramentas de gerenciamento de senhas online, que possuem extensões para praticamente todos os navegadores. 


Conclusão


Sem sombra de dúvidas, o WordPress é uma das maneiras mais incríveis disponíveis hoje para a criação de um site, exigindo apenas um nome de domínio e uma hospedagem.  


Geralmente, boa parte dos provedores de hospedagem, oferecem painéis de controle que podem ser instalados diretamente na plataforma. Ou seja, é possível deixar tudo ainda mais fácil e simples.  


Também precisamos ressaltar que um dos pontos fortes do WordPress é que ele não exige que seus usuários tenham qualquer conhecimento ou experiência na área de tecnologia, sendo completamente intuitivo. Claro, com uma base de CSS e HTML, é possível fazer coisas incríveis. 


Assim, seja para um blog pessoal, para o e-commerce do seu pequeno, médio ou grande negócio, ou até mesmo para um portfólio de trabalho, o WordPress se mostra uma excelente escolha.  


Na dúvida, faça ao menos um teste na plataforma, para conferir tudo o que ela tem para oferecer e seu nível de usabilidade.  


Esperamos que você tenha gostado deste guia do WordPress e que coloque em prática tudo o que descobriu aqui.  


Se você possui um site e quer aumentar seu tráfego por meio da disponibilização de conteúdos de qualidade e altamente relevantes, não perca tempo e acesse o site da RedaWeb agora mesmo. Você também pode conhecer nossos planos entrando em contato conosco através do 0800 750 5564.


Artigos relacionados.

Ver mais artigos
-dicas-de-conteudo-para-sua-loja-virtual criacao-de-personas-guia-simples-para-iniciantes qual-e-o-tamanho-indicado-para-postagens-online-saiba-aqui
Whatsapp
Ligue grátis 0800 750 5564
Ligue grátis 0800 750 5564