Inbound, conteúdo, otimização, ADS e automação: conheça as principais tendências do marketing

Segundo um levantamento recente feito pelo Hubspot, 58% das empresas brasileiras já investem no Inbound Marketing. A prática é uma das estratégias mais efetivas para atender às demandas do consumidor moderno. É claro que no radar mercadológico digital há outros recursos despontando. Inbound, conteúdo, otimização, ADS e automação: você vai conhecer as principais tendências do marketing neste artigo.

Lembrando que muitas destas práticas e ferramentas são aliadas da produção de conteúdo. Esta, por sua vez, é praticada por 70% dos negócios brasileiros. A resposta às publicações é igualmente positiva. Pois ao menos 60% dos consumidores têm uma boa imagem das marcas depois de consumir estes materiais.

É claro que há ainda outros detalhes importantes que devemos levar em consideração. Das tendências de que trataremos, muitas já se consolidaram e outras estão em fase de expansão. É importante prestar atenção a estes fatores para não ficar para trás na busca por um espaço no mercado. Comecemos então por ele que vem se tornando o rei das relações digitais: o conteúdo.


Inbound, conteúdo, otimização, ADS e automação: convergindo na transformação do conteúdo

Não é de hoje que o marketing de conteúdo tem o seu espaço no mercado. Com o passar do tempo ele se torna cada vez mais enxuto e direto. A novidade é que o seu formato está se tornando mais abrangente. Os textos já não são a única forma de comunicação com a audiência.

Conteúdos em vídeos são populares e muito requisitados pelos visitantes atualmente. É por conta disto que o YouTube hoje se tornou o segundo maior buscador da internet, atrás apenas do Google. Para se ter uma ideia do sucesso da estratégia mercadológica audiovisual, este material atinge conversões de 80% nas landing pages.

Até mesmo no e-mail marketing este apoio é bem-vindo, trazendo aumentos significativos na taxa de cliques. Outro exemplo, e que está perfeitamente consolidado, é a tendência de pensar na navegação para dispositivos móveis. O conceito de Mobile First se adapta ao fato de que smartphones são o principal canal de acesso do brasileiro à internet.


CRM e integração

Outra tendência análoga e que diz respeito à relação com os clientes é a adoção de CRMs. Estas ferramentas automatizadas são uma excelente fonte de dados para a organização. O que ocorre é que através da análise de transações é possível criar ofertas e ações personalizadas. Assim, necessidades e desejos do público-alvo podem ser melhor atendidos.

Para que influenciem nas ações que envolvem Inbound, conteúdo, otimização, ADS e automação, eles precisam se integrar a outras ferramentas. Sobretudo com as soluções que a empresa possuir para automação de marketing. Fornecendo dados e atuando em certas tarefas ligadas ao controle, o recurso torna-se útil para o funil de vendas.

Afinal, toda a sua extensão pode ser trabalhada de forma mais assertiva. Especialmente em razão da possibilidade de acompanhamento de campanhas. Inclusive o Follow Up, atividade importante do pós-venda, também é influenciada por esta ferramenta. E com a ajuda de outras novidades a geração de leads torna-se até mesmo automatizada.


Prospectando clientes de forma automatizada: chatbots e outros recursos

Com dados comportamentais dos leads em mãos, há ferramentas que podem automatizar a prospecção. Isto é possível graças à adoção da inteligência artificial. É assim que as empresas desenvolvem rapidamente listas com um potencial de conversão maior baseado em histórico e segmentação.

Um desdobramento disto, e que já vem sendo muito utilizado no mercado, são os chatbots. Geralmente eles são responsáveis pelo atendimento primário ao cliente. Logo, resolvem questões de menor complexidade. É possível até mesmo que eles aprendam com a interação, alimentando o banco de dados da empresa.

No markerting, eles podem dar sugestões de compra para os clientes. O fato é que ações de Inbound, conteúdo, otimização, ADS e automação vão depender cada vez mais da Inteligência Artificial. A seguir, vamos tratar de como este recurso também se relaciona com o ADS.


ADS e a inteligência artificial

Para 2019, uma grande aposta para trabalhar o seu SEO são os robôs de ADS. Basicamente, essa é a inteligência artificial por trás do Google e que analisa os conteúdos da sua página. Eles têm capacidade de aprender e são responsáveis pelo ranqueamento do site. A tecnologia empregada na ferramenta é o Processamento de Linguagem Natural (PNL).

Por entregar ao usuário aquilo que ele está procurando, os robôs de ADS podem agir a favor da sua empresa. Para tanto, a sua página deve ser otimizada para dispositivos móveis, segura, de carregamento rápido, com SEO bem aplicado e dados estruturados. Além, é claro, de apresentar conteúdo relevante para os visitantes. Isto levará a uma melhor classificação no buscador.


Big data e ciclos de venda menores: investindo na otimização

Vimos que entre os fatores de importância para o marketing digital está a coleta de dados. Ocorre neste caso que o seu volume será cada vez maior. E mais: é preciso que os registros ocorram em tempo real, com análises e respostas ágeis. Podemos dizer que o processamento se tornou tão importante quanto a qualidade dos dados registrados.

Por isso, o conceito de Big Data também está envolvido nas ações de Inbound, conteúdo, otimização, ADS e automação. Com o crescimento do capital que as empresas investem na coleta de dados, a otimização será trabalhada de forma acentuada. Consequentemente, tanto a gestão da informação quanto as ações que derivam de sua análise apresentarão resultados cada vez mais precisos.


Realidade virtual e progressive web apps: o futuro é agora

Com inteligência artificial, automação e inbound andando lado a lado, possibilidades cada vez mais disruptivas vão surgir. Em um futuro próximo, a realidade virtual (VR), por exemplo, estará integrada às campanhas audiovisuais na internet. Com este recurso, os clientes poderão visualizar produtos de forma mais precisa. Um fator de extrema importância para a decisão de compra. 

O VR também servirá para apresentar espaços à distância. Estima-se que webinars e conferências estarão entre as possibilidades onde esta tecnologia será adotada. Afinal, com ela podemos “visitar” qualquer lugar do mundo. E ainda há outras possibilidades tecnológicas, como as pesquisas por voz e os conteúdos em áudio.

Não podemos esquecer, é claro, dos aplicativos. Só que neste caso a estratégia atual é investir nos progressive web apps. Eles funcionam através do seu navegador e ganham mais recursos na medida da interação do usuário. No marketing, o web app serve para comunicação e coleta de dados do público-alvo.


Visite a RedaWeb para aprender mais sobre Marketing de conteúdo ou contratar os nossos serviços

Agora você está por dentro das tendências de Inbound, conteúdo, otimização, ADS e automação. Descubra mais detalhes a respeito de Marketing Digital acessando o nosso site. Você também pode visitar a página da RedaWeb para assinar um plano de produção de conteúdo. Para maiores informações ligue 0800 750 5564. Descubra como alimentar a sua página com material de qualidade pode aumentar as vendas.