Marketing de conteúdo: entenda os valores

As estratégias de marketing para o ambiente digital se tornaram um dos principais atalhos para divulgar marcas e conquistar clientes. Um dos motivos para isso é a exposição do público ao ambiente virtual: 3 horas e 39 minutos diários, segundo a pesquisa Digital In 2018. Nesse contexto, o marketing de conteúdo é especialmente eficaz para converter e conquistar autoridade.

Acontece que todos esses ganhos demandam um investimento por parte da empresa. Surge, então, uma grande dúvida entre muitos empreendedores que estão planejando começar uma estratégia de conteúdo. Afinal, será que o orçamento disponível é suficiente para cobrir os custos envolvidos na atividade?

A fim de sanar a dúvida a tal questão, elaboramos um breve guia para que você entenda os valores praticados nesta atividade. Ao longo dos tópicos seguintes, serão abordados orçamentos de diferentes proporções e as opções para produção de conteúdo. Antes de tudo, porém, vamos entender melhor o papel das agências e consultorias da área.


Entenda o que fazem as consultorias e agências de marketing de conteúdo

Muitos donos de empresas sabem a importância que as estratégias digitais têm para os seus negócios. O problema é que reconhecer este fator não é o suficiente para produzir um conteúdo de qualidade e que gere engajamento. Outra questão importante é que um bom resultado orgânico demanda uma produção frequente.

Para quem tem que administrar uma empresa, isto acaba se tornando inviável. Falta, portanto, tempo e técnicas necessárias para conseguir resultados sólidos no ambiente digital. É por isso que a maioria das organizações recorre às consultorias ou agências de marketing de conteúdo. O papel de ambos é essencialmente o mesmo.

Em primeiro lugar, são essas parceiras que criam as estratégias para o material que será feito para a sua empresa. Para que um bom plano de ação seja colocado em prática, são analisadas a área de atuação do negócio e a(s) sua persona(s). A partir desse conhecimento, é elaborado um cronograma de conteúdo, que depois será executado conforme as regras de SEO, ranqueamento e assim por diante.


Como funciona um orçamento básico para a área

O papel de uma agência é analisar estrategicamente as necessidades do negócio para criar e executar um plano de conteúdo. Um material que precisa estar otimizado para os buscadores e para o usuário das mídias sociais e da internet de modo geral. Esses foram os pontos abordados anteriormente.

Podemos nos perguntar agora o valor do serviço. No orçamento mais básico são desenvolvidos textos e, por vezes, ações de interação com o público. O material deve vir acompanhado de elementos visuais. Essa é uma tarefa para os designers da agência, que devem respeitar a identidade visual da marca.

Ao mesmo tempo, todo o material imagético estará dentro de uma proposta. Ou seja, será elaborado de forma a se adequar a cada material que será criado dentro do plano de conteúdo. Se for realizado um trabalho mais completo pela agência, o marketing de conteúdo vai resvalar na mídia paga, oferecendo conteúdos estratégicos para alavancamento patrocinado. 

Sendo assim, os custos precisam cobrir, em primeiro lugar, a produção de conteúdo - um trabalho para redatores e analistas de conteúdo. O valor cresce em função da quantidade de material que será produzido. Também é necessário arcar com os custos de design, já que todo texto acompanha uma imagem. Os valores ficam entre R$ 390 e R$ 1500 mensais, se somarmos tudo o que foi citado.


Calculando orçamentos médios e altos

Para quem dispõe de mais capital de investimento para desenvolver a sua presença online, existem orçamentos médios e altos. E em ambos os casos não é só uma questão de aumentar a quantidade de textos produzidos. Na realidade, são agregados outros serviços ao projeto.

Análise/auditoria e desenvolvimento de site são bons exemplos disso. Nesse caso, o marketing de conteúdo envolve valores maiores para os textos, devido à sua criação mais frequente. Ademais, há um trabalho de análise mais aprofundado. Quanto ao design, como ele passa a envolver o site da empresa, também sofre um aumento geral em seu valor.

Por conta destes fatores, o serviço tem custos que vão de R$ 1800 a R$ 2500. Agora, uma campanha de alto orçamento implica em um trabalho complexo de SEO, conversão e ranqueamento. Neste caso, são criados posts diários, mensagens de e-mail, e-books - escrita e diagramação - ou infográficos. O trabalho é bastante elaborado e multidisciplinar. É natural, assim, que os seus custos ultrapassem R$ 3 mil.


Diferenças entre custos internos, de freelancer e agências especializadas

É importante notar que os valores mencionados nos últimos tópicos representam apenas uma média. Os preços que são praticados no mercado podem variar conforme a fornecedora. E os investimentos também variam em razão de quem é o responsável pelo marketing de conteúdo. 

Algumas empresas preferem criar o seu material internamente. Para tanto, precisam contratar ou destacar profissionais para a tarefa. Em raros casos, o próprio gestor toma conta da atividade de produzir conteúdo. O mais comum, no entanto, é delegar a tarefa a uma equipe. Quem investe nessa opção alega que é mais fácil manter um controle sobre o conteúdo produzido.

Em contrapartida, os custos totais da produção tendem a aumentar. E o gestor precisa dedicar mais tempo ao acompanhamento das atividades. Uma alternativa é buscar por freelancers. Nesse caso, há menos investimento envolvido e é possível produzir mais. Acontece que é mais difícil assegurar a qualidade do conteúdo.

Outro problema é que pode haver desistência ou certa falta de comprometimento por parte desses profissionais. Afinal, eles não possuem vínculos empregatícios, então, podem acabar não finalizando seus trabalhos. A alternativa às duas opções anteriores é buscar por uma agência. Ela possui preços convidativos, profissionais especializados e tem comprometimento com a sua empresa enquanto prestadora de serviços.


Quando a relação de custo-benefício é melhor?

Vimos anteriormente que produzir internamente sai caro e toma tempo. Já os freelancers, podem produzir mais por um valor menor, em compensação, o seu engajamento é incerto. A agência torna-se, então, a melhor opção. Ela não custa tanto quanto a atividade interna, e é menos custosa do que contratar freelancers individualmente.

Como ela não possui um vínculo com a sua empresa, seus profissionais estão engajados em fazer uma entrega de qualidade. Além de tudo, essas organizações são as mais inteiradas a respeito do marketing de conteúdo. Por isso, têm sempre algo a acrescentar aos seus projetos e algo que você pode aprender.


Saiba como a RedaWeb pode ajudar a sua empresa na produção de conteúdo

Quer investir em marketing de conteúdo de forma racional e eficiente? Então, você deve aproveitar para descobrir como a RedaWeb pode ajudar a sua empresa. Basta fazer uma visita ao nosso site para maiores informações ou ligar para 0800 750 5564, caso queira assinar um plano de produção de conteúdo.