Meu site no Google – Como fazer parte do principal site de buscas da internet?

O Google é a maior ferramenta de buscas da internet. Nove a cada dez pessoas o utilizam para fazer as pesquisas no ambiente digital. Por isso, estar bem posicionado nesse gigante é um diferencial em relação à concorrência. Entender como fazer parte do principal site de buscas da internet é indispensável para quem tem alguma plataforma digital.

Mas, efetivamente, como é o processo para chegar até lá? É preciso pagar? Em quanto tempo meu site estará presente no Google? Essas dúvidas são comuns e, ao contrário do que muitos imaginam, fáceis de serem compreendidas. E é sobre isso que iremos abordar abaixo: como fazer parte do Google, o principal site de buscas da internet?


Indexação: o primeiro passo

Pense que você constrói uma casa em uma área rural. Contudo, não existe nenhum tipo de estrada ou caminho para chegar até lá. Como as pessoas irão te visitar ou você receberá uma carta se não tem nenhuma referência para a sua casa? O Google funciona basicamente dessa forma - o que é denominado de indexação.

É preciso que seu site seja reconhecido por esse mecanismo de busca. Contudo, isso só será possível se você construir uma estrada ou uma ponte até lá. Há várias formas de indexar o seu site junto ao Google - e o processo é simples. As formas mais eficazes de, após criar a sua página na web, indexar seu conteúdo são:

  1. Através de uma ferramenta específica do Google para adicionar sua URL. Necessita-se, apenas, colocar a página inicial do seu site, pois as outras serão indexadas automaticamente;
  2. Fazer a divulgação das suas páginas em outros sites. Caso não tenha nenhum parceiro nesse sentido, poderá divulgar nas próprias redes sociais;
  3. Um cadastro no Google Webmasters (método similar ao citado primeiramente). A vantagem, aqui, é que você tem outros recursos de indexação mais rápida.

Vale destacar que seu site só será indexado efetivamente se possuir algum tipo de conteúdo. Aplicações que possuam apenas o domínio, mas sem nada a oferecer para o usuário, podem não ser reconhecidas pelos robôs do Google (que fazem esse processo) ou até mesmo serem excluídas posteriormente do catálogo. Por isso, tenha um conteúdo já de início.


O poder do SEO

Você já sabe como fazer parte do principal site de buscas da internet, tendo as suas páginas no Google, certo? Mas, isso é só o começo: é preciso posicionar seu conteúdo entre os principais resultados da ferramenta de busca. Do contrário, possibilita-se que seu site fique estagnado em páginas que ninguém chega, devido aos milhões de resultados apresentados.

Para que o site efetivamente faça parte das buscas do Google - e não seja um entre os bilhões de páginas da internet - existe uma ferramenta que faz toda a diferença: o SEO. A sigla significa Search Engine Optimization, ou otimização para mecanismos de busca. Como o próprio nome indica, é um conjunto de estratégia que visa otimizar o site para ser mais facilmente encontrado.

Podemos definir da seguinte forma: o Google considera o conteúdo como o fator mais relevante para posicionar os sites em primeiro lugar a partir das palavras-chaves que são colocadas no campo de busca. Só que um site, com o ‘combustível’ do conteúdo, precisa de um motor para fazer o site ter mais potência. E é aí que entra o SEO. Ele possibilita:

  • Que você esteja no topo ou primeira página das palavras-chaves que os usuários pesquisarem e que são relacionadas com o seu site;
  • Escolher títulos, tags e meta tags, descrição de imagens, estruturas que permitam que os buscadores encontrem as palavras-chaves em toda a página, não apenas nos textos;
  • Pensar em como as pessoas pesquisam o que você quer passar ou vender com a elaboração e estruturação de termos que posicionem seu site acima da concorrência;
  • Complementos, que variam desde plugins até questões pontuais como negritar palavras-chaves, entre outros.


Marketing de conteúdo e link building

O SEO é brilhante na prática, mas não funciona sozinho. É preciso de outras duas ferramentas indispensáveis para fazer parte do principal site de buscas da internet. O marketing de conteúdo e o link building possibilitam que o Google torne seu site ainda mais relevante - o que o deixará nas primeiras posições das buscas pelas palavras-chaves que escolhe.

Primeiramente vamos falar do marketing de conteúdo. Ele contribui para que o que está dentro das suas páginas não seja apenas algo estático, mas pensado no usuário. E isso inclui informações relevantes e que demonstrem autoridade no assunto, permitindo que as pessoas compartilhem o seu conteúdo. Nesse processo entra o link building.

Quanto mais usuários e potenciais clientes divulgarem o que você produziu no site, mais ele estará presente em outros locais da internet. A consequência: o Google, ao ver vários links sendo espalhados na rede, entende que aquele site é relevante e irá ‘escalando’ até as primeiras páginas. É daí que vem o nome link building: vários sites que apontem para o seu.

Por isso o marketing de conteúdo e o link building são complementares. É bem verdade que o segundo pode ser feito de maneira autônoma: você espalha vários links pela internet. Mas, convenhamos que fazer isso pode ser trabalhoso e um pouco demorado se comparado a um conteúdo de qualidade que os próprios usuários podem fazer por gostarem do que você produziu.


A escalada rumo ao topo

Apesar de o Google pedir, principalmente, esses três requisitos para posicionar um site no topo, isso pode ser um pouco dificultoso para quem não tem muito conhecimento sobre o tema. Também será trabalhoso fazer isso até mesmo para quem já tem um razoável domínio sobre como estar presente nas primeiras páginas do mecanismo de busca.

A escalada mais rápida rumo ao topo é contar com profissionais, agências de marketing de conteúdo e SEO, para realizar esse processo. Isso traz vantagens agregadas que vão além da tentativa de fazer isso sem as técnicas necessárias. São elas:

  • O seu site é indexado rapidamente, sem problemas de páginas duplicadas ou quebradas, que podem comprometer a ‘leitura’ dos robôs do Google;
  • As técnicas de SEO são aplicadas de acordo com as constantes mudanças do Google, agilizando a escalada rumo às primeiras páginas;
  • O marketing de conteúdo já é otimizado para te colocar no topo do buscador, assim como as palavras-chaves são definidas de acordo com a concorrência;
  • Investir nesse caso é ter economia de tempo e recursos para que, posteriormente, não demandem iniciar o processo do zero ou arrumar técnicas que não deram certo;
  • O Google leva em conta o tempo de presença na internet. Por isso, começar bem é levar seu site mais rapidamente para o topo das pesquisas;
  • Algoritmos do Google mudam constantemente. Saber como agir com essas alterações não apenas impede de cair nas buscas, como ultrapassar concorrentes que não se atentam a esse detalhe;
  • Após um tempo, principalmente quando falamos de SEO, você e/ou sua equipe podem adotar as estratégias e técnicas de forma autônoma.


Acesse o site da RedaWeb e veja como fazer parte do principal site de buscas da internet, o Google, de forma rápida e prática. Entre em contato conosco para conhecer nossos planos de produção de conteúdo através do fone 0800 750 5564.