Os mitos do Inbound Marketing: entenda como funciona

A tecnologia é um marco no desenvolvimento da sociedade e da comunicação, oferecendo acesso e aproximação entre pessoas e empresas. Inclusive, ela transformou as relações interpessoais e as mídias, desconstruindo os métodos tradicionais de se comunicar e transformando-os em formas ágeis e imediatas.

Com a capacidade de chegar a qualquer lugar e atingir os mais variados tipos de público, a internet se transformou em um dos principais espaços midiáticos para venda de produtos e valorização de marcas. Mas, com a concorrência e as ciladas que o ambiente da internet pode proporcionar, é preciso utilizar técnicas de marketing como o inbound para aproveitar o espaço ao máximo.


O crescimento do Inbound Marketing

A publicidade vendeu a ideia de que “a imagem é tudo” e ela foi comprada com louvor pela sociedade. Uma boa imagem vale muito no dia a dia e, em especial, na hora de adquirir um produto ou serviço. Mas, apesar da importância da apresentação exterior, o consumidor vem se tornando cada vez mais exigente e não é mais seduzido por meras frases impactantes e imagens sedutoras. Ele quer muito mais, quer conhecer o que pretende adquirir e se aquilo realmente é necessário.

Sob esse aspecto, a forma de vender um produto também mudou. O antigo vendedor, que queria empurrar seu produto para atingir a meta, não tem mais espaço hoje. O mesmo ocorre com as promoções bombásticas que colocavam produtos com preços convidativos, para estimular a venda. Agora, o consumidor quer atenção, quer entender não só o produto mas também a empresa que o produz, assim como o valor agregado que irá adquirir.

O vendedor é uma espécie de consultor, ouvindo mais do que falando, oferecendo ao cliente aquilo que de fato irá suprir sua necessidade e não o que lhe é mais conveniente. A venda começa desde a primeira apresentação do produto ao consumidor, a curiosidade transformada em interesse, até sua aquisição. Mas é após a compra que começa o grande desafio da empresa: manter a fidelidade do cliente.

Eficaz antes e, principalmente, depois da venda, o Inbound Marketing tem sido muito procurado pelas empresas por ser uma estratégia que foca em atrair o interesse das pessoas. Conhecido como Marketing de Atração, ele utiliza o SEO, Marketing de Conteúdo e estratégias de redes sociais para fazer com que as pessoas se sintam interessadas pela marca de forma indireta.

Com direcionamento total para o público-alvo, utiliza uma comunicação direta com ele através da sua linguagem. Dessa forma, é possível criar um elo que tem o intuito de ser duradouro e de parceria entre a marca e o consumidor, através de conteúdos interessantes e relevantes que tenham a ver com ambos.

A proposta é impactar o público-alvo com algo que ele esteja interessado em ler e que tenha a ver com a marca. Depois do primeiro impacto positivo, ele já se torna um leitor mais confiante e que pode apresentar interesse em voltar à página outras vezes em busca de mais informações da mesma qualidade.

Com esse relacionamento criado de forma espontânea pelo consumidor, a empresa tem o espaço ideal para oferecer as suas soluções às necessidades do cliente e transformá-los em promotores da marca pela positiva experiência.

O marketing sempre partiu do princípio da interrupção, ou seja, quando um comercial surgia, era sinal de que a programação foi parada temporariamente para que aquele produto fosse oferecido ao possível consumidor. O público menos segmentado é obrigado a assistir aquele vídeo enquanto espera o retorno do programa que estava assistindo ou usa do momento para procurar outros canais. Os vendedores também usavam de uma estratégia semelhante, muitas vezes surpreendendo o consumidor com uma proposta que nem sempre era de seu interesse.

Os tempos mudaram e essas práticas ganharam o limbo do esquecimento, servindo como exemplo do que não traz resultado positivo no atual consumidor. Além de agir de acordo com as expectativas atuais do mercado, o Inbound Marketing também pode mensurar os resultados para que possam ser aprimoradas as estratégias e ainda amealhar todas as equipes em prol do sucesso da marca.

Mas, por ser tão reverenciado no meio do marketing, esse tipo de estratégia também vem atraindo grandes mitos que ajuda a deturpar sua proposta e que muita gente acaba acreditando. Para evitar cair nessas ciladas, separamos 5 mitos do Inbound Marketing mais comuns e que precisam ser esclarecidos:


1 – Cria estratégias pensando no que a empresa precisa

A ideia do Inbound Marketing é o oposto, já que ele é criado para atender ao consumidor. A persona deve ser ouvida e suas necessidades supridas através de informações que, naturalmente, o ligam a marca. É um tipo de empatia empresarial, em que a estratégia se coloca no lugar da persona e busca atendê-la satisfatoriamente.

Se houver dificuldade em definir temas dos conteúdos, pesquise os anseios, sonhos e desejos de seu público-alvo, assim como a forma como querem ser abordados e até mesmo o tipo de rede social mais usada.


2 - O Inbound Marketing é apenas escrever matérias

Os artigos e até a criação de e-books fazem parte de estratégias de Inbound Marketing, mas estão longe de resumi-lo. Os e-books gratuitos ajudam a orientar o cliente sobre o assunto específico e alimenta a relação entre as partes. Mas, ele é apenas um trunfo dentre todo o planejamento.

Já os artigos publicados devem ser minuciosamente pensados para que realmente sejam inéditos, úteis e interessantes. São capazes de estimular um retorno a página, para que o leitor possa se deparar também com infográficos, postagens de convidados, vídeos, fóruns e muito mais.


3 – Inbound Marketing é uma ferramenta do SEO

Dentre os mitos do Inbound Marketing, este é bastante comum. E não é surpreendente que algumas pessoas acreditem que o Inbound Marketing seja um novo termo para designar o SEO, mas na verdade, são estratégia distintas e que se unem no planejamento.  Enquanto o SEO traz o público-alvo, o Inbound Marketing conquista o tráfego e o converte em leads.


4 – É apenas uma moda passageira

Tal como a moda, o marketing também apresenta suas tendências diante das novas tecnologias que apontam no mercado. Mas, estratégias tão impactantes tendem a ser chamadas de passageiras tal como foi o caso da TV.

O Inbound Marketing surgiu exatamente através da mudança de perfil do consumidor. É inspirado em seus hábitos e na forma como busca informação, fazendo com que crie uma relação cada vez mais estreita entre ele.


5 – Colocar muito conteúdo de uma vez é ótimo

É preciso equilibrar a quantidade de postagens, que não podem ser eventuais mas também em excesso se tornam sem relevância. O mais importante é manter o foco e criar postagens que tenham mesmo a ver com o que o leitor deseja e possam tornar a marca uma referência no assunto.

O Inbound Marketing é uma das estratégias mais relevantes do marketing atual e foi criado de acordo com o novo perfil de consumidor. Se você quiser investir em marketing, não deixe de entrar em contato com a RedaWeb, a melhor agência de marketing de conteúdo do Brasil! Faça isso através do nosso site ou pelo telefone 0800 750 5564.