Plágio e tradução de conteúdo: saiba a diferença

O plágio é algo muito comum entre artigos acadêmicos, textos de internet e trabalhos de universidade, por isso a atenção sobre esse assunto deve ser constante e discutida a todo momento.

Tal termo se refere a qualquer cópia de uma determinada ideia, sem que seja creditada ao autor original. Com o avanço da tecnologia e com ferramentas como o Google Tradutor, plagiar ficou mais fácil, trazendo grandes problemas para quem trabalha com o marketing de conteúdo.

Sendo assim, neste artigo, você vai entender a diferença entre plágio e tradução de conteúdo, além de compreender as consequências de se roubar as ideias de outro autor.

O que caracteriza um plágio?

De forma bem resumida, o plágio é um ato de violação dos direitos autorais. É quando alguém copia uma ideia, ou parte dela, sem dar o devido crédito a quem produziu o conteúdo. 

Segundo o art. 184 do Código Penal, o ato de plagiar é crime, sendo passível de multa ou prisão, que pode ir de 3 meses a 4 anos.  

Mesmo tendo diversas formas de se plagiar um conteúdo, há duas maneiras muito comuns: o plágio direto e o indireto. O plágio direto é quando alguém copia não só a ideia, mas também as mesmas palavras que um autor utiliza.

Já no plágio indireto, a ideia do autor é mantida, mas a pessoa escreve com suas próprias palavras. O problema é que ela não dá os créditos ao autor, nem fornece a fonte de pesquisa.

A tradução no mundo virtual

Com o avanço da internet, traduzir um conteúdo ficou cada vez mais fácil, principalmente com ferramentas como o Google Tradutor. O grande problema é que diversas pessoas, blogs e canais de conteúdo utilizam essas ferramentas com o propósito de plagiar textos de autores, como livros em outra língua ou artigos acadêmicos que não foram traduzidos para o português.

Essa facilidade na tradução de conteúdo leva a um problema maior: o que deve ser considerado plágio?

Tradução de conteúdo é plágio?

Qualquer ação que não envolva o crédito a um ator é considerada plágio. Por isso, a tradução de conteúdo só será considerada plágio quando não houver a localização das fontes pesquisadas.

O plágio é algo extremamente sério e que deve ser evitado a qualquer custo. O lado bom da tecnologia é que, apesar de ter facilitado o plágio com a avanço da internet, também possibilitou diversos programas que auxiliam na sua detecção.

6 programas que detectam o plágio

Confira, a seguir, 6 programas que detectam se há plágio em um texto ou não. Essas ferramentas são extremamente úteis para estudantes universitários e redatores de conteúdo que se preocupam sempre com a autenticidade de seus textos.

Copyscape

O Copyscape é um site que possibilita, gratuitamente, a identificação de plágio entre diversos sites da internet. Tudo o que você precisa fazer é inserir um endereço eletrônico e esperar os resultados da busca. Seu serviço é online, fácil e prático.

CopySpider

O CopySpider é um programa gratuito que é muito útil tanto para identificar plágio entre artigos acadêmicos, quanto para textos da internet. No programa, você seleciona um arquivo do Word para o programa analisar o conteúdo. 

A seguir, ele vai identificar diversos endereços que se assemelham com o texto. Se a porcentagem de semelhança ficar acima de 3%, é considerado como plágio. O único ponto fraco é que o programa só pode analisar um arquivo por vez, mas há a opção de uma conta premium para serviços maiores.

Plagiarisma

O Plagiarisma é bastante utilizado por redatores de conteúdo na internet, alunos universitários e professores. Talvez o que mais atraia o programa seja a sua facilidade no uso, podendo ser usado tanto no Windows quanto no próprio navegador da internet.

Plagium

Esse incrível detector oferece dois tipos de serviços. Na versão gratuita, ele apenas faz uma busca de possíveis trechos semelhantes na internet. Já na versão paga, o programa oferece uma análise mais profunda, trazendo um relatório completo para quem busca uma análise detalhada.

iThenticate

O iThenticate é um dos programas mais utilizados para a busca de plágio na internet. Essa ferramenta faz uma busca completa entre as milhares de páginas e artigos acadêmicos disponíveis no mundo online e, por isso, é altamente recomendada por professores e alunos universitários que buscam uma análise mais aprofundada.

Copia e cola

O Copia e Cola é uma ferramenta de detecção de plágio brasileira, criada pela Universidade do Oeste de Santa Catarina. O grande atrativo do programa é o fato de ser gratuito, além da sua facilidade de utilização. Assim como as ferramentas descritas acima, ela analisa os diversos trechos disponíveis na internet, identificando as similaridades com o conteúdo produzido.

A estratégia de uma tradução de conteúdos

Utilizar um conteúdo traduzido pode ser uma boa estratégia para melhorar e otimizar o fluxo de um site, blog ou canal. No entanto, a pessoa deve se atentar sobre dar o devido crédito aos autores originais deste conteúdo. 

Não pense que isso será algo ruim, afinal, pesquisar e oferecer uma nova maneira de transmitir esse conhecimento para que outras pessoas tenham acesso é um trabalho admirável e interessante. O errado é você se passar como o autor de determinado conhecimento e fazer os outros acreditarem nisso.

Dessa maneira, seja digitando um artigo acadêmico, escrevendo um texto de conteúdo ou gravando um vídeo para o YouTube, você ficará livre das consequências legislativas do plágio e vai atribuir mais credibilidade para a sua imagem como profissional.

Seja criativo e original

Esperamos que esse artigo tenha esclarecido um pouco mais sobre a diferença entre plagiar e fazer um bom trabalho de tradução de conteúdo. 

Para você, que gosta de escrever artigos acadêmicos ou pretende iniciar uma carreira como redator de conteúdo, essas dicas são extremamente valiosas e devem ser lembradas a todo momento.

Um bom redator sabe a diferença entre plagiar um conteúdo e saber passar uma informação valiosa de maneira legal e eficiente. Traduzir um conteúdo muitas vezes pode ser uma ótima maneira de transmitir algo que não está disponível para outras pessoas. 

Dessa forma, um bom trabalho de tradução de conteúdo e com credibilidade vai ultrapassar as barreiras da acessibilidade, contribuindo com a disseminação da informação para pessoas que não têm acesso à determinada cultura ou língua.

E então, gostou de saber mais sobre as diferenças entre plágio e tradução de conteúdo? Aproveite e conheça a agência de conteúdo RedaWeb, e faça um plano de conteúdo agora mesmo pelo site ou no telefone: 0800 750 5564. A RedaWeb possui os melhores planos e serviços para você conquistar os clientes com um marketing de conteúdo eficaz!