equipe reunida na frente do computador

Contar histórias é uma arte que pode ser aplicada ao mundo dos negócios com o objetivo de criar conexões e fortalecer o relacionamento entre a marca e o mercado. Uma boa história pode impulsionar as vendas e gerar lucros para a empresa. 


Como isto é possível?  Por meio de duas estratégias de marketing digital: storytelling e marketing de conteúdo


O que é storytelling e como esta estratégia de marketing pode ajudar a empresa a vender mais?


Storytelling significa contar histórias, com palavras e recursos audiovisuais, tais como vídeos, fotografias e ilustrações gráficas. O foco é criar uma narrativa envolvente para falar sobre a marca, produtos e serviços, com foco em branding (reconhecimento da marca) e vendas. 


Histórias que contêm elementos emocionais podem criar e fortalecer os vínculos entre a marca e o público e guiar a jornada de compras. Isso porque esta estratégia é desenvolvida com base em conhecimento sobre as necessidades e desejos dos interlocutores (público-alvo), entendimento sobre os desafios e proposição de soluções. 


As técnicas de storytelling podem ser aplicadas ao marketing de conteúdo, estratégias de vendas e consultoria. Em qualquer circunstância, a narrativa contém início, meio e fim, alinhada à jornada de compras do público que a empresa deseja ter como cliente.


O ponto inicial é estudar o perfil do público-alvo para desenvolver uma história cativante. É essencial que os interlocutores se identifiquem com os protagonistas da história, os quais vivenciam as mesmas dores, sonhos, conflitos e desafios. Assim, a solução apresentada no desenlace da história pode ser assimilada com mais facilidade e considerada pelo público-alvo na  escolha de uma marca, produto ou serviço. 


A tomada de decisão é guiada pela credibilidade e confiança em uma empresa que demonstra mais empatia, entendimento sobre as necessidades, desejos e objetivos dos consumidores. Storytelling ajuda a construir memórias e experiências positivas para o público-alvo do negócio. 


Storytelling: 5 dicas para planejar  o seu projeto


1. Conhecimento do público-alvo 


O ponto de partida é conhecer o perfil dos interlocutores da história para facilitar a identificação com as personagens. Além disso, esse conhecimento é importante para definir o tipo de conteúdo, a linguagem e os canais de distribuição das histórias (site, blog e mídias sociais). 


2. Definição de objetivos e metas 


Reconhecimento da marca ou promover as vendas de um produto ou serviço? Qual resultado a empresa espera alcançar com esta estratégia de marketing? Esse tipo de informação é essencial para contextualizar a história e planejar o desenvolvimento do conteúdo.   


3. Estruturação da narrativa 


A história precisa ser interessante o suficiente para prender a atenção da audiência. É importante haver fluidez do início ao fim, com atenção especial à duração da história. Se a narrativa for ruim e muito longa, o público pode perder o interesse de conhecer o final.  


4. Desenvolvimento da jornada 


A história, no início, apresenta uma situação do dia a dia, familiar ao público-alvo. Em seguida, a personagem principal se depara com um desafio (motivado por uma necessidade ou desejo), partindo em busca de soluções para o conflito interno (o que fazer?). Por fim, avalia as opções, escolhe a ideal e expressa emoções, sentimentos e/ou satisfação com a própria decisão.  


5. Produção da história 


Após concluir as etapas de planejamento, brainstorming e briefing, é momento de produzir histórias.  Esta é uma missão para profissionais qualificados e com experiência em storytelling para empresas e outras estratégias de marketing de conteúdo. 


Em marketing digital, uma boa história também precisa atender às especificações técnicas das mídias e estar otimizada para SEO (Search Optimization Engine) ou motores de busca dos sites de pesquisa. O SEO amplia o alcance do público-alvo e aumenta a popularidade da marca.  


Portanto, para potencializar  os negócios por meio de storytelling, o ideal é contratar uma agência de marketing de conteúdo, experiente e com cases de sucesso. 


Marketing de conteúdo: alcance o cliente ideal na web


O marketing digital é imprescindível para as empresas que exploram o mercado online. Neste universo, uma das estratégias mais fortes é o marketing de conteúdo, com foco no cliente. Os principais canais de distribuição são o site, blog, mídias sociais, redes de pesquisa, displays e e-mail marketing. 


O marketing de conteúdo tem como objetivos atrair a atenção do público-alvo, consolidar uma audiência qualificada (clientes em potencial), nutrir e guiar a jornada de compras, fazer remarketing e para cultivar o relacionamento pós-venda. Tudo isso a partir de conteúdo de qualidade e relevante para o público que a empresa deseja atrair e transformar em cliente.   


O trabalho de uma agência de marketing de conteúdo envolve:


1. Estudo do público-alvo 


Este levantamento é necessário para a construção das personas, que são personagens com perfil semelhante ao cliente ideal. Com a persona em mente, fica mais fácil desenvolver conteúdo assertivo, alinhado às necessidades, desejos e os estágios do funil de vendas. 


2. Planejamento de conteúdo 


A agência de marketing de conteúdo produz materiais específicos para os objetivos do plano de marketing digital – atrair tráfego para o site, blog e mídias sociais, educar o público-alvo, nutrir o relacionamento durante a jornada de compras, fidelizar os clientes e prospectar outros nichos de mercado. 


3. Produção de conteúdo


A agência de marketing de conteúdo produz materiais em diversos formatos, todos otimizados para as redes de pesquisa e displays. Artigos para o site, blog e publicações nas mídias sociais; storytelling; roteiros; landing page; conteúdo rico para e-books, vídeo, podcasts, webinar e tutorial; e e-mail marketing são alguns dos serviços realizados pela agência de marketing de conteúdo. 


Para desenvolver conteúdo relevante ao público-alvo da empresa, a agência pesquisa, além dos temas, as palavras-chaves que proporcionam mais visibilidade aos links, com base em pesquisas orgânicas (realizadas espontaneamente, em sites de busca) e avalia quais links devem ser patrocinados.    


4. Pós-produção  


Após a aprovação do conteúdo, a etapa final abrange o lançamento e a análise de resultados. O lançamento do conteúdo é realizado nos meios de comunicação e marketing digital mais relevantes para a empresa – site e blog corporativo, mídias sociais, e-mail marketing e promoção de links patrocinados em redes de pesquisa (site de busca) e displays (sites afiliados ao Google, por exemplo). 


Por fim, a agência de marketing apresenta o relatório com os resultados obtidos pela publicação – quantidade de pessoas alcançadas e as taxas de conversões (acessos, cliques, download, preenchimento de formulários). Esta análise é essencial para conhecer o retorno do investimento, orientar as estratégias futuras e coletar dados para aprimorar o conhecimento do perfil e hábitos de consumo do público-alvo. 


Em resumo, podemos dizer que a estratégia de marketing de conteúdo proporciona visibilidade e notoriedade à marca, atrai clientes em potencial para os canais de vendas online e pontos comerciais e amplia as oportunidades de vendas e prospecção de parcerias saudáveis para os negócios.  


Agora que você já sabe como storytelling e marketing de conteúdo podem gerar mais vendas, conheça os pacotes de serviços oferecidos pela RedaWeb Agência de Conteúdo.