SEO: o que significa e como utilizá-lo?

Você provavelmente já ouviu falar sobre técnicas de SEO. É um termo muito utilizado atualmente, principalmente por quem possui um site oficial da sua marca ou loja física. Não importa qual seja a sua área de atuação, é importante chegar ao cliente através da internet, afinal, todos estão conectados e, dessa forma, é possível chegar a um número cada vez maior de pessoas e clientes em potenciais. 

Mas, para que isso aconteça, é preciso criar um site com um conteúdo relevante para o seu público-alvo, além de fazer com que ele apareça nas primeiras páginas de busca do Google. Afinal, são diversos os conteúdos criados na rede todos os dias e é preciso criar um destaque, uma diferenciação para que as pessoas cheguem em seu site primeiro. 

É nesse cenário que entra o SEO. Essa é a sigla para Search Engine Optimization, ou Otimização de Mecanismos de Busca, em tradução livre. De forma básica, essa otimização é utilizada por uma série de técnicas dentro de cada site, para que este seja notado pelos mecanismos de busca, como o Google. 

Quanto melhor e mais ágil for a estratégia adotada para SEO, melhor será o ranqueamento do site na busca do Google. Cada palavra-chave que possa futuramente se tornar uma pesquisa de um cliente em potencial deve estar localizada de maneira estratégica no site, para que o buscador reconheça essa palavra e mostre o site nos principais resultado. O SEO é importante para gerar acessos e visualizações do site e produtos oferecidos. 


Como o SEO funciona?

O SEO consiste, basicamente, em otimizar uma página específica ou várias dentro de um mesmo site, em buscas orgânicas. Uma busca orgânica seria, no caso, para que o site apareça na busca sem ajuda de anúncios pagos, que tendem a direcionar a busca. Ou seja, uma busca orgânica e o uso de estratégias SEO garantem que o site seja notado sem o uso dos anúncios. 

As principais estratégias SEO podem incluir: criação de conteúdo, como textos relacionados ao assunto principal do site que possam ser notados, usando palavras-chaves que sejam relevantes para o assunto. Ou então, até mesmo, a criação de uma URL (o endereço do site) totalmente personalizada, fazendo uso também das principais palavras-chave. 

Toda vez que um site é criado, é preciso que ele seja lido pelos buscadores e seus sistemas. Então, quando a página é publicada dentro da internet, em geral a URL é um número de série, gerado de forma automática. Mas, pode ser mudado de forma manual e trocado diretamente pelas palavras mais importantes da página. Dessa forma, é possível ajudar no ranqueamento final na hora da busca orgânica do Google. 

O Google funciona com ajuda de robôs que leem as páginas de forma automatizada. A própria empresa criou um vídeo explicando que existem mais de 30 trilhões de páginas dentro de toda a internet. Todas  ela são indexadas pela plataformas, usadas de forma intensa para combater um spam que pode ser encontrado online e, por último, é utilizado um algoritmo muito específico que faz com algumas páginas sejam escolhidas para o topo antes que as outras. Esse algoritmo é responsável por mostrar o conteúdo mais relevante para cada usuário, levando em consideração mais de duzentas características específicas. 

O índice de páginas do Google possui mais de 100 milhões de gigabytes. A maioria dessas informações se encontra armazenada em memórias RAM, de forma física. É por esses pequenos cuidados que o Google garante um resultado de pesquisa exclusivo e para cada usuário, em menos de um segundo, podendo chegar até a um oitavo de segundo em algumas pesquisas. 

Assim, uma técnica de SEO deve apresentar o site com suas principais informações.. Dessa forma, o site e todas as suas páginas internas passarão a ser exibidos nos resultados de pesquisa. Se o SEO for planejado da melhor forma e aplicado da forma correta, maior é a chance de o site aparecer nas primeiras opções das páginas do Google. 

Essas estratégias e técnicas SEO podem ser aplicadas, absolutamente, em todo e qualquer site. Mas mesmo quando bem aplicadas, podem não gerar resultados imediatos. Por exemplo, não será no dia seguinte que o Google reconhecerá a sua página da web como o melhor resultado para uma busca de um possível cliente. Pode levar um tempo para que todas as estratégias comecem a funcionar de forma conjunta e gere um bom resultado. 

É preciso contar também que existem algumas regras consideradas pelos mecanismos de busca antes de indexar um site em seus respectivos sistemas. Essas regras podem gerar variáveis que vão determinar o posicionamento final do site em uma busca.


Estratégias SEO 

Para gerar um bom alcance nas páginas do Google, é necessário ficar atento a uma série de estratégias a serem adotadas. Uma das principais, já comentadas, é criar um conteúdo relevante para o site, com o uso de palavras-chave mais importantes e relacionadas. Lembre-se de manter o site atualizado, pois o algoritmo do Google tende a mudar o ranking de sites também de acordo com as últimas postagens. 

Ainda sobre o conteúdo, é preciso lembrar que deve ser de alta qualidade, pensado diretamente para o público a quem se deseja atingir. Não deve conter muitos erros ou abreviações. Sempre pensando em como os mecanismos de busca, como o Google, podem ler e identificar esse conteúdo.

É importante também criar uma URL personalizada para cada página dentro do site. Quando uma nova página é criada, tende a ser umA URL automática da plataforma de criação que, em geral, não costuma a aparecer nos resultados da busca. Uma URL simples e direta, fazendo uso das palavras-chave, pode ajudar no ranqueamento final. 

Outra estratégia mais específica é o uso de meta tags. Uma meta tag é umas das primeiras coisas a serem configuradas dentro de um site, diretamente em seu HTML, e é um dos pontos chave do SEO. As meta tags são algumas linhas inseridas dentro do código-fonte do site que ilustram algo, quase como se fossem etiquetas. Essas etiquetas podem mostrar diretamente ao mecanismo de busca as principais informações da sua página da web. 

Essas meta tags podem ser utilizadas em todo o site, como por exemplo, o título, sua descrição e as palavras-chave que podem aparecer em posts e em páginas fixas. Dependendo do desenvolvedor do site, é possível encontrar facilmente o código HTML e configurar as meta tags. 


Você já conhecia o SEO e como aplicar ao seu site? Para garantir um ótimo posicionamento em resultados de busca no Google, fale com a RedaWeb agora mesmo! Entre em contato pelo telefone 0800 750 5564 e encontre o melhor plano de criação de conteúdo para o seu site!