Blog Técnicas de Rapport: saiba como contruir um relacionamento com o cliente

Técnicas de Rapport: saiba como contruir um relacionamento com o cliente

empresário e cliente apertando as mãos

A palavra empatia já existia no dicionário, mas nunca foi tão usada como na última década. Ela começou a ser o elo entre uma empresa bem-sucedida e o cliente satisfeito, a partir da elaboração de um atendimento focado em ouvir o consumidor e buscar solucionar suas questões relativas à marca. 


A partir dessa empatia surgiu as Técnicas de Rapport, que tem sido muito usada no marketing digital como forma de criar uma menor resistência na comunicação de ambos os lados. Seu principal fundamento é que a partir da empatia, é possível gerar confiança, diálogo e cooperação entre as cliente e empresa, facilitando as negociações. 


A origem do rapport 


O empresário que ainda não ouviu falar de rapport, pode estar perdendo uma grande chance de estabelecer o seu negócio. A técnica vem da psicologia e explica porque nos identificamos de imediato com algumas pessoas, como se já houvesse alguma ligação anterior. Esse impacto com o desconhecido, com quem dá vontade de conversar por muito tempo e que entende o que estamos sentindo rapidamente, nada mais é uma comunicação bem-sucedida. 


O rapport é muito conhecido por empatia, mas também usa outros temos como afinidade, conexão, simpatia, sintonia e outros sinônimos. Ele existe em todas as circunstâncias, desde na área profissional, em relacionamento familiar e amoroso, entre amigos ou simplesmente acontece no dia a dia. 


A palavra em francês é traduzida como “trazer de volta”. Que também é compreendida como “criar uma relação”, o que ajuda a entender a harmonia no contexto que ela propõe. A técnica da psicologia consiste em criar uma ligação de empatia com o outro, permitindo que se abra um processo mais confiável na comunicação. 


O resultado é imediato, sendo visível como a pessoa que está sendo alvo da técnica, se torna mais receptiva e disposta ao contato. Com essa abertura, a pessoa consegue expor mais as suas fragilidades, dúvidas e emoções em gral, com menor resistência do que um diálogo comum. 


A Programação Neolinguística utiliza o rapport de forma ampla, especialmente em áreas como vendas e atendimento ao cliente. Ela é muito bem sucedida para intermediar negociações de vários níveis de complexidade, permitindo uma maior abrangência nas relações comerciais. O que explica clientes criarem uma relação de confiança tão grande com seu vendedor, que muitas vezes chegam a dispensar a pesquisa de preço e produto. 


O conceito de rapport não tem nada a ver com plena concordância com o outro. Ter ideias semelhantes ou idênticas com alguém, não caracteriza o rapport, já que não se trata de reciprocidade e sim de receptividade. Aquele que está praticando uma técnica de rapport, não tem como obrigação concordar com tudo o que está sendo dito, mas ouvir e buscar entender o que o outro diz e sente. 


A conexão não pode ser unilateral, mas uma via de mão dupla. Dessa forma, mesmo que a técnica parte de uma só pessoa, ela precisa criar uma sinergia capaz de provocar essa troca. É fundamental que o interesse seja genuíno e jamais forçado, para não perder o sentido do objetivo a ser atingido. 


Comece a praticar agora mesmo a técnica de rapport 


Eficaz, eficiente, rápida e com retorno imediato, usar a técnica de rapport permite gerar confiança no diálogo. O que é fundamental em tempos de expansão tecnológica e da insegurança que muitos ficam quando tratam de assuntos importantes na web. 


São inúmeros os benefícios provocados pela técnica de rapport, que vão além da confiança imediata estabelecida. Basta pensar em como você mesmo se identifica com outra pessoa, sendo por uma postura corporal, timbre e volume de voz, gestos, expressão facial e até mesmo o simples contato visual. 


Saber da existência e colocar em prática o rapport, pode salvar uma venda, uma empresa, amizades e até um relacionamento amoroso. Afinal, ser mais empático pode ser determinante para atrair a confiança de alguém, ajudando também a se tornar mais influente sobre ela. 


Para melhor entendimento em como a técnica rapport acontece, é comum que o ser humano estabeleça uma conexão mais imediata com pessoas semelhantes. Não precisa ser uma semelhança física, mas identificação pela linguagem, comportamento, modo de pensar e até mesmo jeito de se vestir. 


Após a confiança estabelecida, é muito mais fácil levar a pessoa à proposta que se deseja. Como convencer alguém sobre uma venda, uma conquista amorosa e a contar algum segredo. Psicólogos a utilizam muito, exatamente para quebrar a tendência do paciente em se fechar, com medo do julgamento do profissional sobre suas questões. A técnica permite que ele se sinta mais a vontade com alguém que realmente deseja ouvi-lo, para que possa expor tudo o que pensa e sente, com mais liberdade. 


O rapport está sempre acontecendo ao nosso redor, de forma natural e espontânea. Mas é possível trabalhar para que ele aconteça de forma intencional. Mesmo que pareça forçado no começo do exercício, a prática dará a autenticidade necessária para que ele aconteça. Afinal, hábitos podem ser alterados e só a sua prática constante é capaz de torna-lo eficaz. 


Para construir um relacionamento com seu cliente, basta começar o processo de transformação. Que pode ser posto em prática em vários setores da sua empresa, especialmente aqueles que agem diretamente com o cliente, como o departamento de vendas e o atendimento. 


Abaixo, listamos algumas dicas para começar a exercitar o seu rapport. Mesmo que pareça simples demais, seus efeitos podem ser profundos e impactantes!


1 – Sorria!

O sorriso é a principal arma do rapport, por isso está como primeira ação a ser aprendida. Ele pode desarmar uma pessoa que está chateada e com raiva, como se ela encontrasse um alívio diante do problema. Mesmo quando não há presença física ou visual, apenas por telefone, o sorriso vem na voz de quem o pratica.


2 – Pergunte o nome da pessoa

Logo no começo da conversa, pergunte o nome da pessoa e sempre a chame assim em todo o desenvolvimento do assunto. Isso porque ouvir seu próprio nome faz a pessoa não mais se sentir um número, mas alguém que está recebendo atenção personalizada. O contrário acontece para aqueles que esquecem o nome de quem está conversando e o perguntam toda hora. Na segunda vez que o nome é questionando, é possível notar a irritação de não ser percebido. 


3 – Use e abuse da paciência

As pessoas são diferentes e complexas, portanto não agem como nós diante de uma situação. Assim como podem apresentar dificuldades em se expressão, até mesmo em entender, o que demanda paciência para controlar a ansiedade e ser mais tolerante.


4 – Otimista sempre

Pessoas positivas atraem bom ânimo, disposição, reciprocidade. Mesmo que o problema exista, ele é ouvido e compreendido com o único intuito de encontrar uma solução para ele. O otimismo é tão contagiante quanto um sorriso verdadeiro. Basta perceber como aquele colega que só vive reclamando de tudo, vai afastando todo mundo do seu redor. 


5 – Descubra suas conexões

Ao começar uma conversar, busque sempre conexões que o aproxime do cliente. Pode ser sobre as belezas da cidade dele, programas de TV, filmes e seriados, literatura, futebol e outros assuntos, desde que não abram polêmicas que podem causar um efeito oposto ao desejado. 


É possível preparar essa conexão antecipadamente, quando se tem uma reunião. Pesquisando nas redes sociais é possível ter uma ideia dos gostos da pessoa, onde ela mora e outros dados que podem ajudar a costurar uma conversa. 


6 – Replique seus gestos

Quando uma pessoa é introspectiva, ela pode se fechar ainda mais se estiver ao lado de alguém muito expansivo e espalhafatoso. Para se aproximar dela, por exemplo, é preciso usar o mesmo tom de voz, ter mais controle nos gestos e na postura para criar o rapport. 


Mas se a pessoa é extrovertida, não economiza nos sorrisos e gosta de conversar, é bom acompanha-la na espontaneidade, na simpatia e na forma de se expressar. Mas lembre-se que ser empático não significa estreitar uma intimidade, portanto nada de toques desnecessários ou comentários pessoais. 


Após criar o rapport com essas dicas, tudo parecerá mais simples com o cliente. Pratique agora mesmo e siga nosso site www.redaweb.com.br. Com mais dicas de marketing digital e soluções para o seu negócio!


Whatsapp
Ligue grátis 0800 750 5564
Ligue grátis 0800 750 5564