Tendências do marketing de conteúdo
A era pós-digital na qual estamos vivendo é caracterizada pela hiperestimulação. Isso significa que ao navegar pela internet, os usuários recebem estímulos o tempo todo, vindo de todos os lados. Estudos já mostraram que uma pessoa recebe, em média, 34 GB de informação por dia e é óbvio que não retém tudo isso. 

Esse panorama justifica a “briga de foice” que existe entre as empresas com o objetivo de conquistar a atenção do seu público-alvo. O grande desafio é se sobressair, conseguir chamar a atenção de quem está do outro lado da tela para que ela perceba a sua marca no meio dessa enxurrada de apelos. Os autores mais consagrados na área de marketing concordam que a briga entre as marcas não acontece mais “nas prateleiras do mercado”, mas sim na mente do consumidor.

A grande dúvida é: como chamar a atenção do consumidor? E a resposta é clara: investindo no marketing de conteúdo. O chamado “Branded Content” já é o presente e o futuro das estratégias de marketing e pode ser definido como a geração de conteúdo pela marca. 

Ou seja: não espere que alguém fale da sua empresa. Faça isso por si só, mas de forma orgânica!

O princípio básico do marketing de conteúdo é apostar naquilo que é relevante para o consumidor. Aqui, o objetivo não é diretamente aumentar as vendas, mas sim:

  • Melhorar o posicionamento da empresa no mercado;

  • Melhorar o relacionamento entre a marca e o seu público-alvo;

  • Colocar-se como referência no segmento em que trabalha, ou seja, mostrar que entende do assunto como ninguém;

  • Levar para o cliente informações que possam realmente fazer a diferença no cotidiano dele, mesmo que elas não estejam diretamente vinculadas a um produto;

Aumentar o engajamento do público nas redes sociais.


E é claro que ao conseguir atingir todos os objetivos, aumentar as vendas e os lucros acaba sendo uma consequência natural, que vem sem que a empresa precise desembolsar uma grande quantia para comprar um espaço pago, por exemplo. A marca consegue ganhar o seu próprio espaço, sem precisar de mediadores para isso.

Diante de todo esse panorama, muitos empreendedores também têm dúvidas sobre como colocar na prática aquilo que o marketing de conteúdo diz. Por isso, separamos as principais tendências dessa área que estarão muito em alta em 2018, podendo ser excelentes apostas para a sua empresa ingressar nesse tipo de marketing ou fortalecer essa abordagem.


Tendências do marketing de conteúdo: as promessas para 2018


Qualidade x quantidade


Se você tem uma seção de blog dentro do seu web site corporativo, sabe que o grande desafio é “satisfazer” os algoritmos para que a sua página fique bem posicionada nos buscadores, especialmente o Google, que é o mais utilizado no Brasil. Para isso, entenda que a qualidade do material produzido para esse blog é mais importante do que a quantidade.

Para o Google, interessa mais que você esteja produzindo publicações relevantes e capazes de gerar engajamento do que atualizar o blog todos os dias, por exemplo. É óbvio que manter uma frequência de postagens é essencial (até para fidelizar os leitores), mas é preciso prestar uma atenção especial na qualidade daquilo que está sendo publicado.

É indicado que o material traga informações aprofundadas, corretas (originadas de fontes confiáveis), que tenha uma abordagem criativa e interessante.

Funil de vendas x ampulheta


Em 2018, é preciso entender definitivamente que a produção de conteúdo relevante não está mais apenas na etapa de atração de um cliente em potencial, ela acompanha toda a jornada de compra e é por essa razão que o funil se transformou em ampulheta!

Depois da compra, o marketing de conteúdo continua sendo fundamental para que aquele cliente seja retido e se torne um embaixador da marca, ajudando a divulgá-la em seu círculo social. Lembre-se: as pessoas acreditam cada vez menos em publicidade e cada vez mais naquilo que seus amigos e familiares têm a dizer sobre determinado produto ou serviço.

Vale lembrar que para cada etapa dessa ampulheta, o conteúdo deve ser produzido de maneira diferente e específica.

Internet das coisas


A internet não está mais apenas no computador, celular e tablet. Está no rádio do carro, na geladeira, na cafeteira que pode ser programada por meio do smartphone. Mais que isso: a rede tem sido utilizada para fazer com que máquinas se comuniquem entre si! 
Por isso, outra tendência é fazer um diagnóstico para levantar ONDE o seu conteúdo pode ser colocado. 

O blog é essencial (inclusive, continua sendo tendência), mas dependendo do segmento e do formato do seu negócio, não é mais suficiente. 

Por exemplo: em São Paulo, a corretora de seguros SulAmérica criou uma estação de rádio própria, que utiliza para divulgar seu produto, mas também como fonte de informação e entretenimento, especialmente para quem está no trânsito. Assim, ela atinge o seu público: pessoas que utilizam seus veículos para se locomover e, portanto, precisam de um seguro.

É claro que uma ação como essa envolve um budget gigantesco, mas o que vale é o exemplo: explore outros meios pelos quais o seu conteúdo possa chegar ao seu público de interesse.

Vídeos


No blog ou nas redes sociais, quem quiser se destacar em 2018 precisa investir no formato audiovisual. Além de ser mais atrativo, ao assistir um vídeo, o internauta consegue reter melhor as informações, especialmente se ele for combinado com textos escritos de qualidade. Ainda dentro dessa tendência, há uma preferência pelo ao vivo, especialmente porque as redes sociais mais utilizadas do momento (Instagram e Facebook) disponibilizam recurso para isso.

Humanização


O famoso robô Sophia é um exemplo bem exagerado, mas mostra que os avanços tecnológicos vão nessa direção: tornar a máquina cada vez mais humana. O marketing de conteúdo pode (e deve) tirar uma lição disso, quanto mais pessoal o conteúdo parecer, maior será a empatia de quem está lendo e maiores as chances desse conteúdo realmente impactar.

Por isso, deixe transparecer que por trás da empresa existe um ser humano pensando e sentindo aquilo que está transmitindo. Utilize o conteúdo para humanizar a sua empresa, porque na maior parte das vezes é isso que o consumidor quer ver. É isso que pode diferenciar a sua marca de tantas outras que também estão na internet.

E é claro: independente do formato do conteúdo preze sempre pela qualidade das informações e da escrita em si. Terceirizar a produção do seu material é a melhor solução para contar com uma equipe especializada em comunicação sem precisar investir na contratação de colaboradores. Ou seja, é a melhor forma de produzir informação com o melhor custo-benefício. 

Acesse o nosso site e conheça o trabalho da Redaweb! Caso queira contratar um plano, estamos à disposição e tudo pode ser feito online para facilitar a sua vida!