Dicas de planejamento para determinar o seu público alvo

Todo esforço empresarial é desperdiçado se não estiver voltado para a obtenção de clientes. Para isso, é necessário ter um planejamento para determinar seu público-alvo. Afinal, você precisa conhecer bem seu objetivo para encontrar o caminho certo.

A definição do seu público-alvo é um dos fundamentos para a atuação do marketing. Ela determina a linguagem a ser utilizada, os canais onde sua marca estará e a melhor oferta para fidelizar o cliente. Portanto, conheça neste artigo 5 dicas para você começar o planejamento para encontrar seu público.

1. Identifique sua oferta

O primeiro passo do seu planejamento é identificar as características da sua oferta para o mercado. Essa etapa pode ser feita rapidamente, pois basta uma breve descrição. Basicamente, é preciso entender o que você tem na mão. Você precisa descrever com exatidão o que está colocando no mercado para suprir determinada demanda. Veja alguns pontos que você deve encontrar:

  • O que é meu produto e o que ele resolve?
  • Quais são os recursos do seu produto e quais os benefícios?
  • Como ele irá ajudar as pessoas e a quem ele pode ajudar?

Responda brevemente cada pergunta com três ou quatro frases curtas. A partir disso, você fará um esforço para inverter o pensamento e se perguntar: quem são e onde estão as pessoas que procuram meu produto? Então vamos para a segunda dica.

2. Use uma pesquisa do público-alvo

A pesquisa é complexa, e quanto mais tempo você se dedicar a ela, melhor será para seus objetivos. Portanto, defina no seu planejamento um dia ou mais para realizar uma “pesquisa de gabinete”. Com a própria internet você encontrará boas informações.

Comece pesquisando sobre a demografia do público. São as informações básicas sobre o potencial consumidor.

  • Idade;
  • Gênero;
  • Nível de escolaridade;
  • Profissão;
  • Renda;
  • Estado Civil.

A segunda ação do seu planejamento é a definição do local. Onde seu público se encontra? Você pode ser bem específico, colocando até o raio de distância em que podem ser encontrados. Se você irá atuar apenas online, com um e-commerce, essa informação não é tão importante. Contudo, a definição será fundamental conforme seu negócio expanda.

A terceira ação do seu planejamento é a compreensão da personalidade e da psicologia do público. Evidentemente essa tarefa não é tão simples como as informações demográficas, mas é preciso fazer um esforço para buscar uma definição. Veja:

  • Pelo que o público se interessa?
  • Como é o temperamento do público? Mais calmo ou agitado?
  • Ele costuma opinar sobre muitas coisas ou é reservado?
  • Ele possui hobbies? Faz atividades regulares?
  • É engajado politicamente? Possui bandeiras?

Você não precisa conhecer absolutamente cada cliente, mas é importante ter ao menos duas características que descreva a personalidade “média” do seu alvo. Elas serão importantes para descrever as ações de marketing a princípio. À medida que você colha mais informações, a psicologia e a personalidade podem ser refinadas. 

3. Utilize ferramentas

Dentro do planejamento para definição do público-alvo você precisa elencar algumas ferramentas que irá utilizar para determinar seu público-alvo. Elas ajudam a identificar o potencial consumidor com base em dados e informações reais do público presente na internet. Com isso, você pode tirar muitas dúvidas que surgiram no levantamento feito no passo anterior.

Vamos citar apenas duas ferramentas que são bastante difundidas e conhecidas, mas você pode encontrar muitas outras de extrema valia.

A primeira é a ferramenta Google Trends, que revela dados com base nas buscas de usuários. Basta pesquisar algumas palavras-chaves relacionadas ao seu produto, filtrar por localização para gerar muitas informações preciosas. 

O interesse do seu público se revela nas buscas realizadas ao longo do tempo, com gráficos do volume de busca e estatística de diversos lugares. A ferramenta ainda oferece palavras-chave para utilizar no seu marketing online.

A segunda ferramenta é o Facebook Insights, ligada ao Facebook Business. Funciona basicamente como o Google Trends, mas a base de dados são os consumidores presentes na rede social. Você pode configurar por região, setor, gêneros, geração e até estilo de vida.

Pegue as informações levantadas na primeira parte do planejamento e cruze com os dados obtidos pelas duas ferramentas. O resultado que você terá será bem preciso sobre seu público.

4. Teste o público-alvo

O teste do público não deve ser feito apenas uma vez: é uma tarefa constante. Você deve buscar diariamente por feedbacks que ajudarão a determinar o público-alvo. Portanto, comece perguntando diretamente para um cliente sobre suas necessidades e interesses. 

Questione se o produto atendeu suas expectativas e como poderia melhorar. É importante manter uma conversa ativa com os mais variados clientes.

Para melhorar o seu teste, utilize também os diversos canais disponíveis na internet. As redes sociais, por exemplo, são uma excelente forma de testar o público-alvo. Veja o que gera mais engajamento atualmente, responda suas dúvidas e aproveite o diálogo para melhorar a comunicação. 

O site da sua empresa também pode ter um canal interessante para definir seu público. A utilização de um SAC irá evidenciar quais são as principais dúvidas. Com isso você melhora o produto para que elas não surjam mais.

Utilize também formulários de pesquisa para perguntar diretamente sobre um produto ou sobre o serviço em geral. No site você também pode criar páginas de captação, oferecendo algum cupom, desconto, brinde ou e-book em troca de informações básicas. As landing pages podem lhe garantir o e-mail do contato ou a resposta para uma pergunta simples, no estilo “qual seu interesse no produto”.

O teste de público é importante para descobrir se você está no caminho certo. E mesmo depois de você ter realizado dentro do seu plano de marketing, o teste precisa ser refeito constantemente. Dessa forma você se mantém em sintonia com os interesses do público.

5. Defina a persona

Chegando nessa etapa você já tem o planejamento definido para começar a agendar as ações. Com todas as informações coletadas, você pode criar uma persona do seu público-alvo, que basicamente é para quem você irá comunicar.

A persona é um personagem fictício que representa o consumidor do seu produto ou serviço. Você irá criar esse personagem com base nos dados levantados em todas as etapas do planejamento. Dê a ele um nome, uma profissão, renda, hobbies, etc. Quanto mais informações a persona tiver, mais real ela será, e mais benefícios irá levar para a comunicação, pois será bem direcionada.

A persona é fundamental para que todos os colaboradores da empresa estejam alinhados na comunicação para esse cliente específico. Por isso, se seu público for amplo, é importante ter mais de uma persona, já que existem várias “personalidades” que consomem. 

Lembre-se de verificar constantemente os passos dados no seu planejamento, e certifique-se de sempre conhecer melhor o público através dos seus interesses.

Conte conosco para melhorar sua estratégia de marketing digital. Acesse nosso site ou ligue 0800 750 5564 e assine um plano de produção de conteúdo.