Matriz BCG - O que é, exemplos e como fazer

Faz parte da rotina de uma empresa passar por períodos de lucros e prejuízos. Muitas vezes pode ser desesperadora a situação financeira em que a empresa se encontra, e para a gestão pode parecer impossível descobrir o que está causando essa queda no rendimento. 

Em grande parte das vezes a resposta está na maneira que a empresa trata o seu portfólio de produtos, e tudo poderia ser facilmente resolvido com ajuda da matriz BCG. Nesse post você irá entender o que ela é e como elaborar a sua própria.

Por volta da década de 1970, a Boston Consulting Group, uma das maiores empresas de consultoria do mundo, criou a famosa matriz BGC, que sobrevive até hoje como uma das melhores maneiras de definir estratégias e planos de investimento para o negócio.

Trata-se de uma maneira simples e sintética de organizar os dados históricos sobre vendas de produtos, e analisar o seu potencial de crescimento. Dessa maneira, o gestor, ou gestores, podem tomar as melhores decisões sobre os itens ou serviços fornecidos que mais representam no rendimento da empresa.

Pense no seu produto como uma equipe que deve ser constantemente renovada, pois essa foi exatamente a ideia de Bruce Henderson, criador da matriz. De acordo com as suas experiências de mercado, os produtos e serviços possuem um tempo de vida útil, e precisam ser constantemente atualizados para manter a competitividade da empresa.

Essa reciclagem é feita de maneira que os produtos com os melhores resultados são renovados de acordo com as novas necessidades do público, enquanto aqueles que barram o crescimento da empresa devem ser retirados imediatamente do portfólio. A última decisão é uma das mais difíceis de serem tomadas, mas é essencial para que a empresa continue ampliando a sua oferta no mercado.


Como a matriz BCG é aplicada?

A Matriz BCG foi desenvolvida para ser utilizada por grandes empresas que contam com um bom fluxo de caixa, assim, dados mais confiáveis são gerados ao longo da história da marca. Pequenas empresas podem se beneficiar do método, desde que algumas adaptações sejam feitas.

Primeiro, a matriz é montada da seguinte maneira. Uma tabela de duas linhas e duas colunas irá receber legendas e etiquetas. No eixo horizontal fica a participação no mercado, ou participação na geração de lucros, enquanto o eixo vertical irá receber a legenda crescimento no mercado, ou necessidade de investimento.

Cada coluna e cada linha recebem outras duas legendas, alta e baixa, pois a participação no mercado e o crescimento do produto podem ocorrer dessa maneira, de forma rápida ou lenta. A combinação de um par alto-baixo, alto-alto, ou baixo-baixo, é o que realmente importará na tomada de decisões.

Feita a divisão, você terá quatro células dispostas na sua frente, e cada campo receberá uma etiqueta representada por figuras e imagens, sendo elas:




Estrela

Localiza-se no canto superior esquerdo, em que a participação no mercado é alta. Esse campo representa, literalmente, as estrelas da sua companhia, os produtos e serviços que são vendidos rapidamente. 

No entanto, de acordo com a matriz BCG, as estrelas também são aquelas que necessitam de um investimento mais pesado para fazer parte do mercado e manter a competitividade.

Quando esses produtos ganham a atenção do grande público, de maneira que você possa reduzir os esforços para vendê-lo, você tem em mãos uma vaca leiteira.




Vaca leiteira

O quadrante no lado inferior esquerdo é aquele que você deseja inserir o seu produto. Ele representa os serviços indispensáveis à sua empresa, pois são eles que apresentam a maior rentabilidade pelo menor investimento.

Um ponto desfavorável é que o seu crescimento no mercado é baixo, podendo até ser estagnado, mas tudo se compensa, uma vez que o lucro é garantido para itens localizados nessa célula.

Esses produtos são os que já se consolidaram no mercado, ou seja, não demandam muitos esforços da equipe de vendas ou marketing, pois se vendem praticamente sozinhos. A maior parte dos consumidores procura a sua companhia por eles.

Toda grande empresa deve oferecer um diferencial para se destacar da concorrência. A geração de vacas leiteiras passa por um longo processo de pesquisa, criação e divulgação da marca. Lembre-se, todos os produtos famosos já superaram essas etapas, já deixaram para trás a fase de questionamento.


Questionamento

A inovação faz parte do crescimento da empresa, sem ela, a companhia está fadada ao fracasso. Ao lado direito da estrela, o quadrante com um ponto de interrogação representa os novos produtos adicionados ao catálogo da empresa. Geralmente são itens desenvolvidos para um público específico, e que oferecem uma solução inovadora para os problemas do consumidor.

O grande problema desses produtos é muito bem explicado ao colocá-los na matriz. Por ainda estarem em um estágio inicial, e longe de se consolidarem no mercado, a sua participação nos lucros da empresa costuma ser muito baixa, enquanto os investimentos são os maiores. 

Uma nova ideia no mercado reflete diretamente na competitividade, e deve-se ter em conta que ela pode dar muito certo e levar a sua companhia a outro nível, ou dar errado e colocar em suas mãos um grande problema, um abacaxi para descascar.


Abacaxi

A última célula que falta ser preenchida é a que todos os empresários querem fugir. Ela representa os produtos que possuem baixa representatividade nos lucros da empresa e que apresentam poucas chances de crescimento.

Quando os serviços e itens estão nesse quadrante é como se você desse a última chance de melhorarem os resultados. Estipule um prazo e não meça os seus esforços para levá-lo aos outros quadrantes, caso isso não aconteça, é hora de retirá-los do seu portfólio.


Evolução no ciclo de vida do produto

A matriz BCG possui limitações na sua aplicabilidade, tanto é que hoje estão disponíveis formas atualizadas e mais abrangentes desse método, que, apesar de tudo, continua sendo muito eficiente para a gestão.

A vida útil do produto se inicia na etapa de questionamento, quando o produto está sendo desenvolvido e precisa ser inserido no mercado. Através de técnicas de marketing de conteúdo, digital, tradicional ou todas essas estratégias juntas, é possível elevar o seu questionamento à estrela, tendo um novo produto de sucesso para a marca. Caso isso não ocorra, ele é rebaixado a abacaxi, e deve ser excluído ou remodelado.

Considerando a melhor das hipóteses, em que você tem em mãos uma estrela campeã em vendas, é essencial investir constantemente nesse produto que está trazendo um lucro certo para a empresa. Com o tempo o público irá se familiarizar com esse produto ou serviço, e você terá se tornado uma autoridade no assunto, de maneira que a estrela evoluiu para uma vaca leiteira, exatamente o objetivo de toda grande empresa.


O marketing de conteúdo é uma maneira muito eficiente de levar o seu questionamento ao status de estrela, pois é através de conteúdos de valor que o público se engaja com uma nova ideia no mercado. A RedaWeb conta com mais de 100 redatores especialistas em desenvolvimento de conteúdo para a web, entre em contato através do 0800 750 5564 e conheça os nossos planos para a sua empresa.