Os perfis em números: entenda o que a quantidade de views, likes e compartilhamentos significam

As métricas das redes sociais é um ponto muito positivo para o marketing digital, já que permitem uma avaliação imediata sobre o trabalho que está sendo realizado. Além disso, possibilitam aos donos das páginas que alterem alguma coisa, caso tenham sido encontradas falhas no percurso. Em outras ações de marketing, as avaliações das campanhas são demoradas e nem sempre apresentam com exatidão os erros, muito menos podem ser alteradas imediatamente. 

Um dos métodos mais conhecidos de avaliação do sucesso de uma página são a quantidade de views, likes e compartilhamentos de suas publicações. Chamada de métrica da vaidade, exatamente por dar uma aparência de sucesso externamente, sua avaliação requer o uso de outras métricas, mas é possível extrair delas muitas informações positivas. 


A métrica da vaidade e a visão geral de uma página

O principal intuito de uma publicação é que ela atraia o interesse de sua audiência, reproduzida através de curtidas, comentários e compartilhamentos. Essa ação direta é vista por muitos como bem-sucedida, demonstrando-se como um sinal que correspondeu aos anseios de seu público-alvo. 

As métricas de vaidade são informações coletadas de ações diretas da página, mas que sozinhas não ajudam a tomar decisões positivas ou negativas. Elas nunca devem ser ignoradas, nem tampouco supervalorizadas como de costume, afinal, podem proporcionar uma visão geral da página, mas não se atentam aos detalhes necessários de uma boa estratégia. 

É comum que a quantidade de likes seja identificada como uma campanha bem-sucedida, especialmente para quem não está realizando o marketing digital e só se impacta com a primeira impressão. Conseguir uma boa quantidade de likes pode ser uma espécie de prêmio para sucessivas investidas em publicações com pouca receptividade, mas na prática não indicam muita coisa sobre o perfil de quem o fez e muito menos do seu grau de interesse pela marca.

Os motivos que impulsionam um like são os mais variados possíveis. Desde interesse na imagem, no gif, no texto e até no título, sem que isso demonstre um envolvimento maior com a essência do que foi produzido. Isso significa que não há informações suficientes para entender o desenvolvimento da estratégia e nem fazer modificações no seu percurso. 

Isso não significa simplesmente ignorar a métrica de vaidade, apenas dar o valor adequado a ela e saber usufruir de tudo que está sendo oferecido.  Para ajudar nessa análise e ter uma noção de sua performance em até um mês de publicações, é importante ter uma visão geral da página e fazer um resumo das métricas mais imediatas.

Nela são avaliadas as ações da página, com um total de cliques realizados por uma pessoa na página. Ela pode ajudar a perceber se houve interesse em entrar em contato ou não passou de uma mera curiosidade.  Nas visualizações da página, há indicações de quantos usuários a viram, incluindo uma estatística mais detalhada sobre a faixa etária, região, dispositivo de uso e quais as seções de interesse. 

Há, ainda, uma análise prévia da página, que mostra quantas pessoas apenas visualizaram uma amostra do seu conteúdo, sem necessariamente entrar nela - mas, o mais impactante ainda são as curtidas. A rede social permite identificar quantas pessoas vieram de forma orgânica e quantas foram por anúncios, assim como sua evolução em períodos do mês e pelo tipo de publicação apresentada. 

Entretanto, é no alcance da publicação que é possível extrair informações valiosas, já que ela mostra quantas pessoas ficaram impactadas pelo conteúdo apresentado. Há indicativos que separam as pessoas que vieram de forma orgânica e as pagas, valorizando a interação com o conteúdo em si e não com os seguidores. O alcance ajuda também a identificar a interação entre os seguidores da página e os seus amigos que ainda não a curtiram, mas que tiveram acesso ao seu conteúdo. 

O Facebook possui alguns algoritmos diferenciados e que estão até sendo copiados por outras redes sociais. Estes algoritmos fazem com que a publicação de uma página seja priorizada na timeline do seguidor, conforme o seu desempenho. Assim, quanto mais interação, melhor a página se posiciona no ranking. A rede também tem a opção do “ver primeiro”, para que o usuário selecione as páginas que deseja acompanhar sempre que haja uma publicação, o que é ótimo para identificar os leitores mais fiéis e interessados nas mensagens.

Além desses pontos, a visão geral também proporciona as métricas de visualização dos vídeos publicados, a quantidade e perfil superficial dos seus seguidores, pedidos para seguir, taxa média de resposta ao usuário (e, quanto mais rápido responder as mensagens, melhor será para essa mensuração e avaliação dos próprios usuários), assim como todos os outros envolvimentos realizados no conteúdo, tais como compartilhamento e comentários. 


Os benefícios das curtidas, views e compartilhamentos

A avaliação das curtidas de uma página é uma métrica que apresenta pouca variação entre os meses e nem sempre reflete a qualidade do seu público–alvo. Há, ainda, os truques sujos usados por algumas páginas, que apresentam um número grandioso de likes e views criados através de pacotes pagos, vindos de robôs, likes de cativeiros e militantes fakes. 

Uma das formas de identificar se os views são originais ou comprados é através da interação. Algumas redes sociais, como o YouTube, monitoram publicações com uma grande quantidade de visualizações, mas baixíssimo número de interação e comentários. Elas podem até chegar ao topo do ranking, mas são denunciadas e podem até sair do ar. Na prática, há várias formas de driblar os algoritmos, mas a pena pode ser árdua, sobretudo pela credibilidade da marca. 

Essa busca desenfreada de curtidas por alguns é dada pela importância de se ter fãs para o reconhecimento da marca. Eles representam o real objetivo de se ter uma página numa rede social, mas se não forem qualificados, a página acaba perdendo o sentido. 

A variação de likes e dislikes são importantes para serem avaliadas, porque podem ser um termômetro para as estratégias utilizadas. Se há um número maior de pessoas saindo da página, ou seja, dando dislike, pode representar desinteresse nos conteúdos e cabe uma investigação mais profunda, inclusive através do cruzamento de curtidas e descurtidas de um período, avaliando os comentários reações obtidos. 

A origem das novas curtidas são importantes para identificar como os novos fãs foram angariados. Pode ter sido por uma publicação em especial, que recebeu um número surpreendente de curtidas e compartilhamentos, sem que esse fenômeno tenha surtido efeito na sequência de publicações. 

Ela também é avaliada se veio de forma orgânica ou através de anúncios pagos, indicando quando o investimento está tendo retorno e se as publicações orgânicas causam boa repercussão. As curtidas e as chamadas pagas são consideradas quando acontecem até um dia após a publicação do anúncio ou quando ocorrem antes de completar um mês que o usuário clicou no anúncio. Fora essas situações, ela é mensurada como orgânica. 

As reações indicadas nas publicações dão um feedback do sentimento que elas estão provocando no usuário. Em geral, quando há um número grande de menções de tristeza e raiva, é dado um sinal de alerta vermelho para uma possível crise, enquanto corações e sorrisos mostram agrado e concordância. 

Já as publicações com denúncias de spam e ocultar a publicação, que direcionam o usuário a descurtir a página, são um grande risco e precisam ser avaliadas com urgência. Essas interações negativas, quando eventuais, podem fazer parte aceitável, mas se forem comuns pode indicar um erro mais sério. 

Os likes, views e compartilhamentos são almejados por todos que possuem páginas nas redes sociais, mas nem sempre eles podem ser considerados como seguros pontos de mensuração do seu sucesso. Venha ao site da RedaWeb e saiba mais como usar esses pontos a seu favor, unindo a outros caminhos de avaliação que possam turbinar ainda mais a sua página.