Planejamento do marketing de conteúdo: entenda como realizar com eficiência

Você provavelmente já percebeu o poder do marketing de conteúdo. É uma estratégia que tem muito potencial para atrair os leads e transformá-los em clientes. Porém, como qualquer ferramenta, precisa ser bem usada para alcançar os melhores resultados. Então, entenda como fazer o planejamento de marketing de conteúdo para ser ainda mais eficiente.

Para quem você está produzindo?

Todo conteúdo é feito para a pessoa certa, no momento certo e por meio do canal ideal. Ao lembrar desta simples frase, você já consegue fazer um planejamento de marketing de conteúdo bem eficiente. O mais importante é a primeira parte: a pessoa certa.

Então, este é sempre o primeiro passo, avaliar para quem você está fazendo o conteúdo. Por isso, um dos conceitos que mais ajuda neste ponto é a persona. Ela é uma representação semi-fictícia do seu cliente ideal, com alguns dos seus dados demográficos e de comportamento.

Estas são boas informações, mas apenas arranham a superfície do que é a persona. Mais importante do que isso é entender o seu cliente. Ou seja, quais são as motivações, dores e desejos dele.

Pense bem, todo o objetivo da sua estratégia de marketing de conteúdo é responder a estes problemas. Portanto, como você pode fazer isso sem conhecê-los?

Existem diversas formas de encontrar o cliente ideal. Você pode fazer pesquisas e entrevistas com clientes e potenciais clientes, ou usar ferramentas muito interessantes, como o mapa de empatia.

Além disso, conhecer o usuário é importante para determinar o tipo de linguagem e abordagem que serão usadas. Imagine, por exemplo, um blog de medicina. Ele pode ter diversas funcionalidades, mas se o objetivo for trazer clientes para uma clínica, a linguagem é muito diferente de um blog focado em informar os médicos. O primeiro é mais comercial e deve ter uma linguagem mais simples. O segundo é mais técnico e com uma abordagem mais profunda.

Por isso, o primeiro ponto do planejamento do marketing de conteúdo é entender para quem você está produzindo.


Quando o conteúdo deve ser produzido e distribuído?

Outro ponto da frase é “o momento certo”. Normalmente, isso se reflete na jornada de compra em que o cliente se encontra, que é outro conceito fundamental. Por exemplo, não adianta muito trazer um conteúdo mais profundo para um usuário que acabou de conhecer o assunto em questão. É preciso tratar a jornada com certa calma.

Muitas empresas procuram “afogar” os usuários em conteúdo, produzindo peças novas diariamente. Mas, isso não é necessariamente a melhor opção. A frequência de produção pode variar bastante, dependendo de quanto existe a produzir e de como o seu público consome. Se ele lê uma média de um texto por semana, não adianta muito enviá-lo todos os dias.

Como tudo gira em torno do usuário, é importante avaliar o seu critério de consumo e a sua frequência, para que ambos os acompanhem. É claro que também vale a pena produzir conteúdo com um volume maior de modo a criar uma “biblioteca”. Isso depende da sua estratégia.


Onde o conteúdo é distribuído?

Também é importante que o seu conteúdo seja publicado em um canal eficiente. Afinal, ele precisa estar no canal apropriado e encontrar uma forma de alcançar o público ou atraí-lo para o seu blog.

Por isso, o ideal é que a empresa tenha um canal próprio, como um blog. Isso ajuda muito a sua empresa a ser encontrada organicamente no Google. Uma boa estratégia de SEO e um conteúdo bem produzido ajudam a atrair um grande volume de público para a sua página e aumentar a visibilidade do seu conteúdo.

Mas, você não usa o blog em um vácuo. Para torná-lo mais forte, é possível fazer uma combinação com as redes sociais. O Facebook e o Instagram são onde o público está, o que significa que eles podem ser uma forma de entregar o conteúdo para o usuário. Então, ao publicar um novo artigo no blog, é possível fazer uma divulgação do mesmo no Facebook.

Outro ponto importante na produção é definir os formatos. É preciso encontrar um bom equilíbrio entre diversificar os formatos e ter o foco para produzir algo de muita qualidade em cada um deles. Os formatos mais comuns são:

  • Blog Post: um artigo no blog é uma das formas mais diretas e eficazes de atrair o público. É a base do marketing de conteúdo e, aqui na RedaWeb, você conhece mais sobre as práticas de SEO, a busca pela palavra-chave ideal e como escrever textos com qualidade;
  • Redes sociais: as redes sociais são ótimas para chamar o público para o seu blog, mas também podem ser uma forma eficiente de entregar conteúdo. “Pílulas” de conteúdo mais curto e infográficos são ótimas fontes de informação;
  • E-mail: o e-mail não serve apenas para enviar promoções. Ele também pode ser uma ótima ferramenta de conteúdo. Assim como o blog, ele é uma parte essencial da estratégia de Inbound, de modo a ter um contato com o seu cliente. Mas, é um canal interessante em que você pode, por exemplo, enviar conteúdos mais curtos e diretos, recheados de informação fácil de ser consumida.


Faça planejamento de conteúdo rico

Por fim, também é ideal ter um planejamento de algum, ou vários, conteúdos ricos para entregar ao seu cliente. O mais famoso é o e-book mas, dependendo do seu segmento, existem outras opções: uma planilha, uma check-list, um webinar, um podcast e diversos outros.

O conteúdo rico tem uma ligação direta com o e-mail, pois é ele que será usado em troca do contato do cliente. Portanto, é uma peça que demanda um cuidado maior e um planejamento mais delicado. Ou seja, ele precisa ser maravilhoso e garantir ao usuário a sensação de que ele fez um bom negócio.

Um guia, um tutorial ou uma coleção de estudos de casos são exemplos de e-books que têm um conteúdo bem rico. Normalmente, são oferecidos um pouco mais ao final da estratégia de marketing de conteúdo e ajudam a fortalecer a sua relação com o cliente. Por isso, precisam fazer parte do seu planejamento.


Passo a passo do planejamento de marketing de conteúdo

Então, se você pretende fazer um planejamento completo do seu marketing de conteúdo, confira um passo a passo com um resumo do que foi dito acima:

  1. Conheça o seu público: crie a persona, entenda as dores e preocupações do seu público;
  2. O que produzir: os conteúdos giram de acordo com o que o usuário demanda, responda às suas dúvidas e escreva sobre o que é interessante para ele;
  3. Onde publicar: use os canais adequados para divulgar o seu conteúdo e onde o usuário está. Atraia ele para o seu ambiente privado.;
  4. Quando publicar: estabeleça uma frequência adequada de acordo com o consumo do público e publique em um horário que mais garante que seu conteúdo é visto;
  5. Pense em conteúdos ricos: planeje e prepare os conteúdos ricos que são importantes para o usuário.

Assim, você consegue um planejamento de marketing de conteúdo para que a sua estratégia seja ainda mais eficiente. 

Quer saber mais sobre esta estratégia? Então confira outros artigos do blog da RedaWeb! E se quiser começar a colocar a sua estratégia em prática, confira os nossos planos de produção de artigos!