Precisa de um conteúdo que gere resultados? Defina seu público alvo

O marketing digital se dedica a compartilhar informações e apresentar produtos e serviços a um determinado público. E quando eu não sei quem é ele? A definição do público-alvo é fundamental para que as estratégias de marketing não sejam genéricas, mas criadas para atender potenciais clientes que se interessam pelo assunto. Comunique-se com quem você precisa.

Muitas empresas já têm anos no mercado, porém nunca alcançam o resultado esperado de suas ações. Isso acontece porque ele não sabe com quem se comunica. É necessário aplicar pesquisas, que devem ser atualizadas constantemente, para compreender o público. Talvez todo o esforço tenha sido concentrado para o lado errado. 

Assim, o retorno em lucro ou engajamento e engajamento ficam comprometidos. Existem alguns métodos que quando aplicados podem ajudar a descobrir o público-alvo e desenvolver o melhor marketing para se comunicar com eles. De nada adianta ter um negócio com expectativas que visem a lucratividade se não houver uma estratégia eficiente de divulgação. 

Conhecimento e adequação ao público-alvo

Imagine que todos os dias cheguem ao e-mail de um adolescente ou que seja preferência de visualização nas redes sociais propagandas sobre carros novos e usados. À primeira vista você pode pensar que é algo interessante, uma vez que a maioria deles sonha em adquirir um veículo. No entanto, o Código de Trânsito brasileiro define a idade de 18 anos como a inicial para dirigir.  

No entanto, que retorno financeiro imediato a empresa terá potencializando o marketing de vendas para eles? Quase que nada! Por isso é importante implementar uma pesquisa, logo no início de todo o processo para determinar o perfil. Quais são as características do grupo com o qual quero focar o meu negócio? Esse é uma pergunta muito relevante.

Todas as informações sobre o hábito de consumo, preferências e comportamento de compras devem estar compreendidas. Inclusive delimitar a classe social e levar em conta os dados demográficos. Quanto mais informações captar e mais completa for a pesquisa, melhor será o perfil. O relacionamento com o cliente começa ali. 

O comportamento do cliente é definidor das ações

Portanto, é preciso estar atento à forma como o cliente se comporta, uma vez que ele está em mudança constantemente. Não dá para adotar velhas práticas quando a sociedade atual está ligada a um consumo rápido, fácil e dinâmico. Os hábitos de pesquisa e de comparação de preços têm que integrar todas essas variáveis evolutivas. 

Além disso, os clientes de hoje em dia apresentam características quase que individuais, cada vez mais específicas. As pesquisas também devem contemplar informações que sejam pertinentes para atendê-los, assim as empresas permanecem competitivas no mercado. Não é que tenha que elaborar algo em particular para cada um, mas propiciar para que eles se identifiquem no todo. 

Se assim não trabalharem, muitos não conseguem desenvolver as suas empresas. Logo, são poucos aqueles que ainda se mantém trabalhando com um público-alvo genérico. O todo não é uma realidade dentro do marketing digital, pois ele na realidade não age com impacto no resultado de vendas. 

Portanto, é preciso mirar nas pessoas certas, direcionar os esforços de marketing para atingir o público certo, dentro de canais estrategicamente planejados. O produto ou o serviço vendido tem que interessar, ser alvo de desejo. Uma empresa não pode ter dúvidas nesse sentido, porque se assim for vai continuar faturando menos do que poderia. 

Conheça os stakeholder e as personas 

Um desdobramento da compreensão e definição sobre quem é o público-alvo de uma empresa é o stakeholder e as persona. Eles são fundamentais para desenvolver estratégias de marketing que sejam eficientes na comunicação e que tragam conversão de clientes e resultados. 

O stakeholder não está limitado somente a ser um público, mas sim a todos os agentes que podem ser de interesse para o negócio. Nesse caso as ações de marketing devem ser um pouco mais abrangentes, para que cada público seja contemplado. Eles podem ser a concorrência, mídia, sindicatos, empregados, consumidores, grupos de pressão e muitos outros. 

Já a persona é a definição daquele que pode ser chamado de cliente ideal. Mesmo que o público não seja exatamente igual, entende-se que ele tem atitudes que são aproximadas, como a sua decisão de compra. Então dentro do público-alvo são criadas as personas para ajudar na segmentação e direcionamento do marketing digital de cada produto. 

Para conseguir defini-las é preciso investir a fundo em pesquisas de mercado, demográficas e ainda de comportamento nas redes sociais. Somente vencida essa etapa é que os profissionais responsáveis pelo marketing podem desenvolver ações que chamem a atenção e façam que  o cliente em potencial compre. 

As estratégias de SEO são definidas a partir daí, sobretudo as palavras-chaves que o farão melhor colocado nas pesquisas através de sites dedicados a esse fim. Com as personas definidas não haverá mais campanhas que tenham um apelo generalizado. Ou seja, os stakeholders são um grupo grande, enquanto as personagem a definição de um perfil mais específico.  

O cuidado e a atenção geram resultados positivos

A definição do público-alvo leva a um planejamento mais preciso das estratégias de marketing que serão usadas para comunicar e vender. Assim fica fácil trabalhar para que uma estrutura sólida seja montada e para que haja sucesso com o público. As pessoas se encontram em diversos canais, seja nas redes sociais, sites ou mesmo pela televisão. 

Talvez todo o investimento esteja direcionado para o Instagram, por exemplo, porém as pesquisas mostram que o perfil do seu público se identifica mais com o Facebook. O lógico é que haja a mudança de foco e mais tempo e esforço gasto para contemplar a rede social com mais leads. O que também não quer dizer que nenhuma ação tenha que ser feita em outras redes sociais.  

Assim, a empresa conhece quais são as palavras-chave que fazem com que haja aproximação com o público. Um outro desdobramento positivo é que chamarizes de conteúdos podem ser melhores definidos para o blog, site, redes socais, e-mail marketing, campanhas e outros materiais.

Todas as decisões e definições a serem tomadas devem estar enquadradas no propósito da empresa e no resultado das pesquisas. Quanto mais as falhas de comunicação forem reduzidas melhor será o resultado. Isso porque uma aproximação equivocada com o cliente pode reduzir as chances de ele se afeiçoar a marca, não efetivando compra com ela. 

Compreenda qual é a identidade e a linguagem da sua empresa, quais os conteúdos devem ser produzidos, quais os canais e eventos mais adequados para participar, quando é o melhor momento para promoções e que melhorias podem ser aplicadas nos produtos e serviços. 

Precisa de ajuda com seu conteúdo? Então, assine um plano de produção de conteúdo e aumente o engajamento da sua empresa. Acesse o site da RedaWeb ou ligue para 0800 750 5564.