Publicidade em números: saiba como ganhar dinheiro com anúncios em seu blog

O blog, um diário digital que se transformou num poderoso espaço para o marketing, é também uma das formas mais clássicas de ganhar dinheiro pela internet. É possível faturar e  viver com essa renda, mas não é fácil. Muita gente se frustra ao acreditar que basta criar o blog para começar a receber os seus frutos. 

Na prática, conseguir anunciantes é a tarefa mais fácil, o problema é fazer com que esses anúncios sejam rentáveis, já que a forma de ganhar dinheiro com a publicidade digital não é como a das mídias tradicionais. É preciso ter um conteúdo relevante e uma boa audiência, assim como identificar os nichos de mercado mais lucrativos, considerado o “pulo do gato” para um blogueiro bem-sucedido. 


A descoberta dos blogs como oportunidade de negócios

Eles surgiram como um diário online, no qual era possível escrever sobre impressões cotidianas como se estivesse escrevendo no antigo caderno enfeitado. Mas, demorou pouco tempo para  que esse sítio eletrônico fosse descoberto para estrelar no marketing de conteúdo das empresas. 

No início, os blogs eram vistos como fúteis e ferramentas de exposição pessoal. Até que começaram a surgir páginas bem estruturadas, com conteúdos atraentes e inclusão de outras mídias, além de textos que enriqueciam a leitura. Com isso, os leitores foram surgindo cada vez em mais e  voltavam constantemente para acompanhar as novas publicações. 

Os primeiros blogs surgiram em 1997, com um sistema criado para que as pessoas pudessem escrever e publicar os mais variados assuntos, sendo expostos através da web. Ainda havia poucos recursos e a internet não era muito popular, restringindo-se a poucas casas e ambientes educacionais. 

Só em 2000 que os adolescentes descobriram o canal de comunicação na era pré-Facebook. Com plataformas que ofereciam a criação e manutenção de uma página gratuitamente, as pessoas identificaram ali uma oportunidade de serem livres e expor seus pensamentos, sem uma censura direta. Os “fotologs” eram uma ramificação da proposta do blog, com a publicação  exclusiva de imagens. 

Com postagens mais dinâmicas, inclusão de mídias para valorizar o conteúdo e mais autonomia na personalização, quem tinha um blog com publicações constantes e interessantes se tornaram os novos “escritores modernos”. Os textos possuíam lógica e histórias mais envolventes que chamavam a atenção do internauta . A partir disso, nasceram dois personagens importantes: o blogueiro e os haters. 

Somente depois da ferramenta ser descoberta pelos adolescentes e ganhar uma cara nova que as empresas começaram a ver os blogs como uma possível oportunidade de expandir seus canais de comunicação e encontrar novos negócios. Porém, os veículos de comunicação tradicionais, especialmente os jornais, demoraram a aderir a ideia, combatendo as notícias publicadas por supostos especialistas, que colocavam em xeque a credibilidade dos conteúdos. 

As empresas já utilizavam o marketing digital, mas de forma ainda precária através de sites corporativos e de vendas, com explosões de pop ups que foram causando repulsa no usuário. Com o aumento dos adblockers, que bloqueavam esses anúncios, as empresas começaram a perceber que o usuário estava buscando na internet muito mais conteúdo do que algo para comprar.

Logo, os blogs, espaços perfeitos para a publicação de uma rotina de conteúdos e inclusão de várias mídias, foram incorporados no marketing digital. Neles as empresas começaram a fazer publicações com informações que supriam a necessidade do seu cliente em potencial, sem fugir de seu nicho de segmento. 

Hoje, é impossível negar os resultados de um blog corporativo feito com planejamento e cuidado nos detalhes. A marca  passa a ser considerada como referência entre a concorrência e o retorno em vendas vai mostrando que o investimento vale a pena. Eles conseguiram estabelecer uma saudável convivência com os blogs pessoais, que passaram também a trazer retorno financeiro quando bem-sucedidos. 


Como ganhar dinheiro com seu blog

Há pessoas que resistem à ideia de que um blog pode ser corporativo. Elas permanecem com a proposta de ser um canal de comunicação pessoal, que pode incluir os mais variados temas como viagens, poesias, teses e desabafos íntimos. E mais ainda, não conseguem entender como é possível fazer um blog, de pessoa física ou jurídica, capaz de ter  um retorno financeiro “apenas” com publicações de conteúdos relevantes. 

Como no mundo da internet o limite está longe de ser descoberto, é possível,sim, viver só com o rendimento das publicações de um blog - pagos pelos anúncios. E não faltam cases de sucesso para comprovar que é possível e acessível conseguir lucros surpreendentes, apenas seguindo algumas fórmulas do marketing digital. 

Há muito dinheiro envolvido na blogosfera e nada impede que seu blog conquiste uma fatia desse bolo tão saboroso. Ele pode ser tanto de pessoa física, quanto jurídica, desde que os anúncios não sejam conflituosos com o segmento.  Isso quer dizer que se o seu blog fala sobre casamentos, os anúncios podem ser ligados a esse nicho como buffets, docinhos, grupos musicais, local para festas, etc. 

Porém, nem todos os segmentos são lucrativos e isso é muito importante de ser detectado antes de fechar os seus anúncios. Os ideais são os que possuem uma boa variedade de anunciantes, que concorrem entre si pela atenção do usuário, já que eles costumam pagar um valor maior pelos cliques revertidos e ainda mais na conversão. Se o blog tem um excelente conteúdo e grande visibilidade, esses anúncios tendem a estourar na audiência.  Afinal, só o tráfego muito intenso, que chega a milhares de visitas diárias, pode gerar valores consideráveis de retorno publicitário tanto para o anunciante, quanto para o blogueiro. 

O blog também precisa ter um ótimo provedor, já que de nada adianta ter excelente conteúdo e boa captação de visitantes e anúncios, mas está sempre fora do ar ou com instabilidade na navegação. Ele precisa ser dinâmico, ágil e harmônico com todo o conjunto do blog. 

É preciso saber as técnicas para inserir os anúncios na página em locais estratégicos, para que possam ser vistos sem gerar poluição visual. O acesso mais comum e fácil para esses anúncios é através do Google Adsense, uma ferramenta do Google que orienta e monitora a criação de veiculação de anúncios nos blogs e sites. Antes é preciso criar uma conta no Google Adsense e ter acesso ao seu programa de afiliados, com uma grande variedade de opções de anunciantes. De resto, o passo a passo é bastante simples e não requer ajuda de especialistas. 

Financeiramente é uma excelente opção, já que o Google paga 60% do valor pago a ele pelo anúncio, diferente das outras plataformas. O seu sistema é pay-per-click, no qual o valor é pago por cada clique feito pelo visitante do blog, mas é preciso um valor mínimo para que comece a receber o pagamento mensal por eles. 

Já a plataforma Lemadee paga por cada conversão feita pelo usuário. Ou seja, se ele entrar na página linkada ao anúncio e adquirir o produto ou serviço, o blog ganha por isso. Outra opção de faturar com um blog bem-sucedido são os conteúdos patrocinados. Uma empresa patrocina a publicação de um artigo, que seja relativo ao tema de seu segmento, e ganham a visibilidade de sua audiência. Essa é uma forma mais rápida de ganhar dinheiro, mas deve ser feita com cuidado para não comprometer a credibilidade do blog. 

Há os que alegam que o excesso de publicidade num blog faz com que ele perca sua credibilidade e clientes. De fato, se forem adicionados de forma descontrolada e sem critérios, a página se transforma numa vitrine de anúncios e tira todo o destaque do conteúdo - verdadeira estrela do blog  que deve ser valorizado ao máximo. 

Esta técnica, usada de forma agressiva e invasiva, pode ter retorno num dado momento, mas a reação negativa pode até superar seus benefícios e causar repulsa. O cliente pode começar a falar mal da marca e evitar adquiri-la, exatamente pela sua irritação com o excesso de anúncios. Portanto, não perca a oportunidade de ganhar dinheiro, mas o cuidado com o usuário e com a imagem de sua marca são valiosas demais para se deixar influenciar pelos exageros e perder a confiança que conquistou.  

A principal dica para ter ganhos ilimitados é investir no SEO e na qualidade de seus conteúdos, para que os anúncios incluídos no blog tragam o retorno desejado. A RedaWeb é uma agência especializada em marketing de conteúdo e pode ajudar o seu site a chegar no topo! Entre em contato conosco pelo site ou ligue para 0800 750 5564 e encontre o plano ideal para seu negócio!