Quer ter destaque no seu pet shop? O marketing digital pode superar a concorrência

O brasileiro adora pets. Não é à toa que o país é o segundo maior mercado pet do planeta, perdendo apenas para os EUA. Em 2018, por exemplo, foram mais de R$ 34 bilhões movimentados pelo setor. Portanto, o Marketing Digital para pet shop pode ajudar a conquistar uma fatia deste mercado. 

Entre comida, remédios e brinquedos, existem inúmeros produtos que os animaizinhos precisam, e os pais de pets não hesitam em comprar. E este termo não é usado à toa. Afinal, já existem mais pets do que crianças nos lares brasileiros. 

Então, se você quer aproveitar ao máximo este mercado, continue lendo o post. Vamos apresentar para você como o Marketing Digital para pet shop pode ajudar a superar a concorrência. 

O que é Marketing Digital?

Antes de mais nada, se você não conhece o Marketing Digital, ele é exatamente o que parece. São esforços de Marketing, focados em plataformas digitais, como as redes sociais, sites e blogs, pesquisa do Google, YouTube e muito mais. 

E enquanto as notícias acima são muito empolgantes, também apresentam um desafio. Afinal, todo mundo está lendo sobre o assunto, o que significa que cada vez mais empreendedores querem fazer parte deste mercado. 

Então, desde grandes cadeias de lojas até pet shops menores e locais, existe muita competição neste mercado. 

Como fazer Marketing Digital para pet shop?

Para fazer Marketing Digital para pet shop, o primeiro passo é conhecer o cliente. Neste sentido, chamar de pais de pet é correto novamente. Ou seja, é como produtos para crianças. Quem consome são os pets, mas quem compra são os donos. Logo, o foco na comunicação é para eles, evidentemente. 

Felizmente, você já tem uma característica em comum a todos: eles amam pets. Por isso, é preciso adaptar alguns dos conceitos mais usados no Marketing Digital para este universo. Por exemplo, o conceito de customer experience diz que toda a interação do cliente com a sua marca deve ser positiva. Para um pet shop, pode ser um e-commerce que seja bem rápido, fácil de usar e com cupons de desconto para clientes já cadastrados. 

Dentro da loja, pode ser um petisco para o cachorro, quando ele for visitar, ou algum brinde de presente para o gato ou cão, e por aí vai. Animais respondem muito bem a “treats”, como petiscos, e seus pais também. 

No online, se você tiver uma verba para investir, pode trabalhar com os anúncios pagos, no Google, Facebook ou Instagram. É um ponto que demanda um cuidado um pouco maior, visto que existe um investimento direto. Por outro lado, quando feito de maneira inteligente e assertiva, pode trazer ótimos resultados e fechar bastante vendas. 

Por exemplo, você pode usar o Google Analytics para analisar tendências de venda. Quais são os dias, horas e momentos do mês em que o público mais compra ração? A partir disso, pode fazer anúncios pagos nestes momentos, de modo a gerar mais vendas. 

Outro canal de Marketing Digital interessante é o e-mail marketing. Se o cliente fez a compra na sua loja online, provavelmente usou um e-mail para isso. 

Neste caso, você já tem um contato direto para enviar conteúdo, promoções e muito mais. O único cuidado é para não fazer spam. Garanta que qualquer conteúdo enviado é útil e relevante. 

Por fim, mais uma ação bem simples é se cadastrar no Google Meu Negócio. Assim, você aparece diretamente nas buscas e no Google Maps, o que significa que é muito mais fácil de ser encontrado pelos clientes. 

O Marketing de Conteúdo para pet shops

Uma das formas mais interessantes de usar Marketing Digital a favor do seu pet shop é através do Marketing de Conteúdo. A ideia desta estratégia é produzir conteúdo relevante e útil para sua persona, de modo a aproximá-lo da marca. Assim, quando precisa fazer uma compra, é mais provável que escolha a sua empresa. 

A vantagem é que existem inúmeras formas de produzir conteúdo. O mais direto, e extremamente eficaz, é ter o blog do seu petshop, com diversos conteúdos de como cuidar dos pets. Por exemplo, imagine quantas pessoas acabaram de adotar um gato e procuram no Google um guia completo do que fazer ao adotar o primeiro? 

E quem tem gato sabe que é difícil se contentar com apenas um, então, daqui a algum tempo, ele está procurando como adaptar dois gatos. Se você produz este conteúdo para responder esta, e inúmeras outras dúvidas, é uma ótima forma de atrair o público. Quanto este pai precisar comprar comida para seu gato, pode optar por seu pet shop. 

Além desta forma de fazer Marketing de Conteúdo, existem diversas outras. Por exemplo, incentive os clientes a postarem fotos nas redes sociais e incentive a equipe a postar fotos dos visitantes da loja. 

Você pode até fazer concursos com os pets de clientes nas redes sociais e os melhores podem ganhar algum prêmio. O único ponto a se atentar é a legalidade do concurso, por isso, vale a pena pesquisar o assunto. 

Pets são extremamente “viralizáveis”. Quem não gosta de um vídeo de um cachorro ou gatinho fazendo alguma graça? Então, você pode transformar as redes sociais da sua marca em uma plataforma deste conteúdo, com alguns anúncios e ofertas bem posicionadas. 

Outra ação de Marketing de Conteúdo é encontrar influencers pets. Neste caso, existem duas opções, os próprios pets que são influencers, ou humanos que falam sobre este assunto. 

Este profissional tende a ter um público bem fiel e bem segmentado. Afinal, se você segue um influencer pet, certamente gosta. Vale a pena trabalhar com eles para facilitar a comunicação. 

Foque no LTV e em ações para manter os clientes

Um gato pode viver, em média, até 16 anos e um cão até 13. Então, quando alguém adota um animalzinho está se comprometendo por uma década. Estes animais precisam de comida, remédios e brinquedos. Ou seja, se você conseguir fidelizá-lo, está “garantindo” vendas por 10, 15 ou até 20 anos. Seu esforço, neste sentido, deve ser enorme, pois o Lifetime Value (LTV) também é. 

Como mencionamos acima, o conteúdo é uma forma de fidelizar e manter a relação com o cliente. Além disso, você pode fazer diversas ações, monitorando os clientes através de um CRM. Por exemplo, se ele ficar um tempo sem entrar em contato da sua loja, crie um cupom de desconto personalizado. 

Outra opção é um serviço de assinatura. Além de trazer previsibilidade de receita para você, ainda traz mais conveniência e economia para o cliente. Mas, tome cuidado, a assinatura precisa ser valiosa para ambos, caso contrário o efeito é o oposto. 

Estas são algumas dicas de como fazer Marketing Digital para pet shop e se destacar em relação à concorrência. Ficou claro que pode ser uma ferramenta bem poderosa, e que pode ajudar a vender mais e a fidelizar os clientes. 

Quer começar a trabalhar o Marketing de Conteúdo em seu pet shop? Então, entre em contato pelo site da RedaWeb ou no telefone 0800 750 5564!