tablet aberto no google Os anúncios no Google são uma parte importante de qualquer estratégia de marketing digital. Entretanto, com a evolução constante da ferramenta nos últimos anos, muitas empresas não conhecem todas as funcionalidades oferecidas e isso pode prejudicar o desempenho das campanhas. Principalmente quando se trata de pequenas empresas, é importante reduzir os custos com os anúncios. E isso não significa deixar de investir, mas sim aumentar a performance das campanhas, proporcionando maiores resultados com o mesmo valor de investimento. Existem diversas medidas para otimizar as campanhas e aumentar os resultados, fazendo o anunciante pagar menos por cada clique.

Como funcionam os anúncios no Google?

Um fator fundamental, que é a base de uma campanha do Google, é a palavra-chave. Os anúncios devem ser configurados com palavras ou termos relevantes para o negócio ou para a oferta veiculada. Quando um usuário do Google preenche os requisitos de público-alvo ou pesquisa sobre as palavras-chave utilizadas, o anúncio é mostrado a ele. Porém, muitas empresas podem usar as mesmas palavras-chave em suas campanhas e, assim, acabam disputando a atenção de um mesmo público-alvo. Para resolver esse impasse o Google utiliza um mecanismo parecido com um leilão, por isso é importante saber qual é o lance ideal e quanto a empresa está disposta a pagar por cada clique (CPC). A empresa que aceitar pagar um CPC (custo por clique) maior terá seu anúncio mostrado no buscador ou na Rede de Display. O cálculo para definir esse custo é bastante simples, basta dividir o valor do orçamento (diário ou total da campanha) pelo número de cliques alcançados. Se a escolha tiver sido a de um orçamento diário, quando o valor é atingido o anúncio para de ser apresentado naquele dia, retornando no dia seguinte. Mas o custo por clique não é o único fator a ser levado em consideração na hora de decidir qual anúncio será apresentado para um usuário. Na verdade existem muitos elementos que podem ser modificados e otimizados e assim melhorar a relevância do anúncio. Essas modificações fazem o Google entender que um determinado anúncio é mais indicado do que outro, ajuda a reduzir o custo por cada clique e a potencializar os resultados da campanha.

Como reduzir os custos e potencializar seus anúncios no Google?

Escolher os elementos de cada anúncio é fundamental para que a campanha seja potencializada. Como já foi dito, a ideia não é reduzir o investimento, mas sim ter mais resultados com esse mesmo valor investido. 1.

Mude a abordagem das palavras-chave

As palavras-chave influenciam diretamente o custo por clique da campanha do Google. Quando utilizamos palavras ou termos abrangentes como “cursos online” aumentamos a concorrência do anúncio, consequentemente o custo por clique, já que muitos anunciantes utilizam essa estratégia também. O ideal para reduzir custos e potencializar seus anúncios é escolher termos mais específicos, analisando o volume e concorrência. Uma dica é utilizar o Planejador de Palavras-chave do Google para encontrar variações para a palavra escolhida. Outra dica é incluir palavras-chave de cauda longa, que são termos maiores, com mais de três palavras. Esse tipo de termo é bastante eficaz e ajuda a especificar o anúncio, tirando sua campanha da zona dos termos mais concorridos. Um exemplo poderia ser usar a palavra-chave “curso online de marketing digital” ao invés de usar apenas “curso online” ou “Marketing Digital”. Você também pode negativar a palavra “grátis”, por exemplo. Dessa forma seu anúncio vai aparecer para quem está procurando um curso online de marketing digital, e não um curso qualquer ou um curso gratuito. As palavras-chave de cauda longa normalmente têm Índices de Qualidade mais elevados, o que ajuda a reduzir o CPC médio. Mas não se esqueça de observar o volume das palavras-chave escolhidas, para evitar escolher uma que quase ninguém procura. Após alguns dias de campanha, é possível analisar quais palavras-chave estão convertendo mais e criar um novo anúncio apenas com elas. Assim você consegue potencializar os seus anúncios. 2.

Aumente o Índice de Qualidade

O Índice de Qualidade considera três fatores em um anúncio: o CTR, ou seja, a taxa de cliques em relação ao número de impressões, a força da palavra-chave e a otimização da página de destino, ou landing page. Quando conseguimos melhorar esses elementos aumentamos o índice de qualidade e reduzimos o valor da taxa de cliques. O que conta para o Google é a experiência do usuário. Seu anúncio pode ser excelente, mas se levar para uma página que não converte, que proporciona uma experiência abaixo da esperada, o índice de qualidade diminui. Então, o ideal é testar modelos diferentes de landing pages ou mesmo otimizar a existente. Avalie o tempo de carregamento da página, se ela está relacionada à oferta do anúncio. Incluir palavras-chave no título e na descrição da página também ajuda a mostrar para o Google a relevância da página. Se a ideia é divulgar diversos produtos ou serviços diferentes, crie grupos de anúncios específicos, com palavras-chave direcionadas. Por exemplo, se você tem um curso para concursos, ao invés de fazer um anúncio abrangente, crie grupos de anúncios para cada concurso e direcione para a página específica de cada curso. 3.

Utilize todas as configurações de segmentação da plataforma

O Google oferece diversas configurações para segmentar o público-alvo e também para direcionar a entrega dos anúncios, e é importante utilizá-las. Esse tipo de configuração pode ajudar a delimitar o público, potencializando ainda mais a entrega dos anúncios para as pessoas ideais. O ideal é analisar os primeiros dias de resultados e avaliar, por exemplo: • Quais dias e horários geram mais tráfego e conversões; • Quais dispositivos são mais utilizados por quem converte; • Quais cidades ou regiões geram mais tráfego; Essas informações podem ser configuradas na campanha, restringindo a entrega dos anúncios às pessoas ou horários que têm mais propensão de converter. Ou então você pode aumentar o lance em dias específicos para elevar a visibilidade da oferta. Essas otimizações ajudam a reduzir custos e potencializar seus anúncios no Google. 4.

Tenha conteúdos de qualidade e uma boa estratégia de SEO

O Google está sempre preocupado com a entrega de boas experiências para seus usuários, por isso um dos fatores de ranqueamento também é a qualidade do site relacionado à campanha. Quando a estratégia de mídia paga é combinada com os conteúdos de qualidade otimizados, o Google entende que aquele anúncio é realmente relevante para o público e aumenta o ranqueamento, ou seja, seus anúncios aparecem mais. Ter conteúdos de qualidade ajuda a reforçar a autoridade da marca e a entregar uma experiência relevante com o cliente. Precisa de uma ajuda para reduzir os custos e potencializar seus anúncios no Google? Acesse o nosso site ou ligue para 0800 750 5564 para conhecer nossos planos de produção de conteúdo.