Mulher preocupada na frente do computador

Quando se pensa na análise de tráfego na Internet, a taxa de rejeição de um site diz respeito a quantas visitas são feitas a um determinado endereço, nas quais os indivíduos só realizam a exibição de uma única página, sem que haja interação com as demais.


Assim, esta porcentagem é determinada com base em uma série de fatores, identificando se estas pessoas realmente clicaram em outras abas disponíveis no seu site, exploraram seu conteúdo ou, como diria a sua mãe: “saíram no mesmo pé em que entraram”.


Para quem trabalha com Marketing, este é um fator primordial a ser observado, especialmente porque existe uma relação forte entre esta taxa de rejeição e a experiência do usuário. Logo, é fundamental saber mais a respeito e identificar o que pode estar acontecendo com a sua página.


Se interessou por este assunto e quer sanar este problema de maneira assertiva? Acompanhe a leitura e identifique as possíveis causas para esta condição.


Quando uma taxa de rejeição é considerada realmente ruim?


De acordo com o Ezoic, a taxa de rejeição da maioria dos sites voltados para o segmento de conteúdo varia em uma média de 40% a 60%, enquanto os de serviço e varejo têm porcentagens entre 10% a 40% e os blogs permanecem com as mais altas, entre 70% e 98%.


Ainda assim, em um cenário como este, tanto uma taxa de rejeição acima de 90% quanto a que está abaixo de 10% representa um mau sinal. Dúvida? Nós iremos te explicar.


O primeiro caso, naturalmente, é bem compreensível. Afinal, se todo mundo está saindo do site é porque algo está espantando estes visitantes – e aqui entra uma série de fatores que será vista mais à frente. 


Por outro lado, no segundo caso, muitos podem comemorar que menos de 10% estão abandonando a página e isso pode parecer até bom demais para ser verdade – e provavelmente é. 


O que pode estar acontecendo para ter números tão positivos é que a análise pode estar com problemas técnicos, causando códigos duplicados e gerando uma falsa sensação de que a página está sendo um verdadeiro sucesso. Portanto, fique atento até mesmo às expectativas muito boas!


O carregamento como um motivo preponderante


Você já considerou que a velocidade da sua página pode ser um fator para que os indivíduos a abandonem assim que chegam ao endereço? Isso porque uma página que possua um carregamento lento é considerada com um grande potencial para ter uma alta taxa de rejeição, fazendo com que muitos desistam de esperar.


Além disso, o Google deseja promover conteúdos que forneçam uma experiência positiva para os seus usuários e seus algoritmos utilizam a velocidade como parte da classificação, descartando os que são considerados muito lentos.


Por isso, reveja esta característica da sua página e corrija qualquer eventual problema que possa estar causando esta adversidade. Você perceberá a diferença!


A importância do Meta Description


Pergunte a si mesmo: o conteúdo do seu website é resumido adequadamente pela Meta Description? Se a resposta for negativa, muitos visitantes podem entrar na sua página acreditando que suas postagens abordam um determinado assunto e irão descobrir imediatamente que estavam enganados.


Esta confusão pode fazer com que eles saiam rapidamente, levando às altas taxas de rejeição que estão sendo abordadas neste artigo. Por isso, ajuste as descrições de acordo com o que tem dentro do seu site ou reescreva o conteúdo para atender às pesquisas feitas e, assim, atrair os visitantes certos. 


No mais, evite enganar o sistema utilizando clickbaits, porque logo os indivíduos irão perceber que a sua página não tem o que eles procuram e sairão da mesma maneira que antes – o que te fará voltar à estaca zero.


Seu UX pode ser ruim para o visitante


Você tem bombardeado seus visitantes com anúncios, pop-ups, pesquisas e até botões para inscreverem seus e-mails? Se sim, isso pode ser um problema.


No fundo, alguns recursos de CTA (como estes citados anteriormente) podem até ser irresistíveis para quem está ávido por angariar leads. Contudo, a verdade é que este excesso de informação pode fazer com que o visitante saia desesperado da sua página.


Como dito anteriormente, o Google considera ao máximo a experiência do usuário e se o seu endereço online tem uma navegação confusa ou não dá esta liberdade para o indivíduo, isso pode ser um mau sinal.


Tenha em mente que o que parece muito intuitivo para você, pode não ser para o seu público. Por isso, tente não cometer estes erros comuns de design e solicite um profissional para deixar o website com um ar mais “limpo” para aqueles que forem visitá-lo.


A demanda pela versão mobile


Embora todos saibam que é indispensável ter um site compatível com os dispositivos móveis, poucas são as páginas que seguem esta premissa verdadeiramente. 


Para se ter uma ideia, um estudo realizado pela Canonicalized comprovou que 24% de um milhão de websites (cerca de 240 mil) não são mobile-friendly, ou seja, não se adaptam bem quando abertos em um celular.


Assim, atualmente, existem muitos endereços online que não estão otimizados para ficarem adequados aos aparelhos móveis, apresentando um layout distorcido, demorando para carregar e até tendo partes que simplesmente desaparecem na versão mobile.


Esta, é claro, é uma receita perfeita para receber uma alta taxa de rejeição. Logo, se você perceber que uma determina página tem apresentado porcentagens altas em relação a este fator e não identificar nenhum outro problema, faça um teste em seu telefone. Você irá perceber o motivo!


O conteúdo como figura de importância


Temos uma verdade para te contar: os visitantes podem estar saindo correndo da sua página porque, infelizmente, seu conteúdo não é bom. 


A realidade é que escrever para a web é totalmente diferente de criar outros tipos textos. Logo, é importante que o profissional responsável por esta tarefa possua uma experiência prévia em marketing de conteúdo ou até mesmo em redação publicitária.


Ainda assim, há também a probabilidade de que o seu material até seja razoável, mas você não o esteja otimizado da maneira correta. Por isso, se o visitante estiver navegando por menos de um minuto no seu website, tente estimular o leitor a conferir algumas das postagens em uma espécie de blog e trabalhe para que estes posts sejam realmente bons.


No mais, considere a possibilidade de contratar de um redator freelancer ou uma empresa responsável pela criação deste conteúdo, como é o caso da Redaweb. Nossa companhia é especializada em gerar este material para a sua página e garantir que você conquiste novos clientes ao publicar itens de qualidade.


Quer saber como fazemos isso? Acesse o nosso site ou entre em contato pelo número 0800 750 5564, caso queira assinar um de nossos planos. Você vai se surpreender com os benefícios e, mais do que isso, com os resultados alcançados pelos nossos experts!