Você sabe quanto custa o seu blog no mercado?

Os blogs existem há muito tempo. Foi em 1997 que o estadunidense Jorn Barger desenvolveu um sistema para que as pessoas compartilhassem na internet absolutamente qualquer coisa que elas quisessem, em forma de texto.

Dois anos mais tarde, em 1999, os blogs já eram uma febre. Em pouquíssimo tempo as plataformas se desenvolveram, tornando-se, até mesmo, uma forma de ganhar dinheiro.

Atualmente, são inúmeras as formas de se ganhar dinheiro com a internet, mas isso não significa que o blog continua sendo um dos modos mais produtivos. Pensando nisso, você sabe quando custa o seu blog no mercado?

O blog como estratégia de marketing

A partir do momento que decidimos mensurar o valor de um blog, estamos também passando a encará-lo como uma estratégia de marketing. Ou seja, quando se obtém essas informações, é possível começar a utilizar o blog como uma poderosa ferramenta de marketing de conteúdo.

Além disso, quando se conhece bem o seu produto, é possível identificar pontos que devem ser melhorados e, também, os pontos de sucesso, os diferenciais.

Continue lendo para descobrir exatamente como calcular o valor de seu blog.

Os custos do blog

O primeiro passo é colocar em um papel quanto aquele blog está custando para você. Ou seja, quanto você precisa desembolsar regularmente para mantê-lo em funcionamento.

Geralmente, os principais custos de um blog envolvem os seguintes parâmetros:

  • Registro de um domínio: aqueles que utilizam os domínios .com ou .com.br precisam se preocupar com esse custo. Normalmente, esse pagamento é anual e gira em torno dos R$ 55,00. 
  • Hospedagem do blog: são diversas as opções de hospedagem hoje em dia, algumas, inclusive, completamente gratuitas. Porém, aqueles que optam por uma hospedagem mais sofisticada podem precisam despender de R$ 250,00 a R$ 4.000,00 por ano.
  • Horas de trabalho: não é apenas porque estamos investindo em algo que também é um hobby que não estamos trabalhando, certo? Esse custo, porém, também é muito variável, pois vai depender do preço de cada profissional. Baseando-se em sua renda média mensal, tente calcular o seu valor/hora. Se você gasta, em média, 2 horas por dia trabalhando no seu blog, quanto estaria ganhando se estivesse trabalhando essa mesma quantidade de tempo em uma empresa?
  • Investimento em identidade visual: mais uma vez, esse custo é variável. Existem pessoas que se preocupam menos com o layout do blog e, portanto, quase não gastam nessa categoria. Outros chegam a contratar designers prestigiados para construir uma verdadeira marca. O ponto positivo, porém, é que esse serviço é contratado pouquíssimas vezes – a primeira na abertura do blog e a segunda apenas anos depois, quando se precisa de uma renovação. Porém, é importante não deixar esse gasto de lado!

Com todas essas informações bem apontadas e calculadas, agora é hora de somar. Vamos utilizar esse número em breve.

Os ativos do blog

Agora que passamos pelos custos, é hora de calcular os ativos, ou seja, o valor agregado do seu blog. Quão fiel é o seu público? Existem alguns fatores para mensurar essa fidelização. Confira:

  • Assinantes de feed e newsletter: o valor médio de uma newsletter com 1.000 assinantes é R$ 500,00. Com esse preço em mente, identifique quantos assinantes de newsletter você tem e calcule o preço do seu público.
  • Seguidores em redes sociais: não é segredo para ninguém como as redes sociais são importantes hoje em dia e, se você ainda não as utiliza, já passou da hora! Considerando que seu blog também tenha uma página no Facebook e uma conta no Twitter, quantos seguidores você tem? Embora seja meio subjetivo calcular o preço (afinal, depende muito de como seu público interage nessas redes), é legal ter em mente que 1.000 fãs em uma página de Facebook têm um valor de R$ 700,00, enquanto nesse mesmo número, no Twitter, chega a R$ 250,00.
  • Conteúdo do blog: um blog de sucesso precisa ser alimentado com um bom conteúdo regularmente. Estima-se que, em média, um bom blogueiro produza 250 artigos/posts por ano. Levando em conta que um artigo costuma custar R$ 15,00, identifique quantos posts você produz por ano e calcule!

Os ganhos do blog

O último fator a se considerar na hora de mensurar o valor de um blog é calcular quanto ele fatura anualmente.

É claro que, mais uma vez, esse valor pode variar bastante. Existem as vendas de infoprodutos ou produtos próprios, por exemplo, que nem todos blogs possuem. 

A seguir, listaremos as formas de ganho mais frequentes, mas tenha em mente que tudo que você ganha com o seu blog precisa ser contabilizado!

  • Programas afiliados: a maioria dos blogs atualmente utiliza o AdSense, um programa afiliado que monetiza o blog de acordo com o número de acesso, cliques em anúncios, entre outros fatores. Esse valor varia muito para cada nicho e público, portanto, tente calcular quanto você ganha só com essa monetização por ano.
  • Anunciantes diretos: essa categoria inclui todos os produtos e serviços para os quais você cedeu um espaço do seu blog para anunciar e quanto faturou com isso, seja apenas com banners ou artigos e posts patrocinados. Além disso, também pode ser interessante calcular quanto você recebeu em produtos recebidos de anunciantes como brindes.

Fazendo a conta

Agora que você já tem todos os números e dados importantes relacionados ao blog, é hora de calcular.

Primeiramente, some os ativos do blog com seus ganhos anuais. Esse será o valor total de seu blog. Depois, é preciso descontar os gastos anuais. Mesmo que esses valores tenham sido investimentos que acabaram gerando mais ganhos, eles precisam ser subtraídos.

É importante descontar os gastos porque o valor do seu blog levará em conta apenas os ganhos, em termos comerciais.

O resultado dessa conta é a resposta para a pergunta: quanto custa o seu blog? Simples, não é?

A importância de saber o valor do seu blog

Quanto mais você conhece o seu produto, melhor. É por isso que todo mundo que possui um blog precisa calcular, anualmente, seu valor.

Dessa forma, na hora de fechar parcerias, por exemplo, você conseguirá negociar, explicando os seus diferenciais de mercado, com dados e números reais.

Além disso, todo profissional precisa estar ciente do quanto está gastando e ganhando com o seu negócio, conseguindo, inclusive, identificar os pontos que precisam de melhoria e os que estão dando mais retorno.

É importante lembrar também que trabalhar com a internet oferece um mundo de possibilidades. Por isso, é bem possível que existam diversos custos, ganhos e ativos que não foram citados aqui, mas não se esqueça de considerá-los!

Entendeu a importância de saber o valor do seu blog? Depois de calcular, resolveu que quer ganhar um pouquinho mais com ele? Não deixe de acessar o site da RedaWeb ou ligar para 0800 750 5564 caso queria assinar um plano de produção de conteúdo.