Saiba o tom de voz que a sua marca precisa

Marcas não são mais identificadas apenas pela sua logo ou por seu slogan. Atualmente, a forma como as empresas se comunicam com seus clientes são um ponto importante para o reconhecimento da marca.

Por isso, possuir um tom de voz correto, capaz de expressar os valores e a personalidade da marca, é essencial para garantir relevância dentro do mercado. 

Tom de voz de uma marca é a maneira como a empresa irá se comunicar com seus clientes, através dos mais diversos canais. Dessa maneira, é de extrema importância que esteja de acordo com as outras características que compõem a identidade da marca.

Para construir um tom de voz que atinja os clientes, é preciso levar em consideração qual é o público-alvo da empresa. Portanto, não deve estar de acordo com as preferências dos responsáveis pela marca, mas com os seus clientes.

Sendo assim, o primeiro passo para construir o tom de voz de uma marca é entender melhor qual é a sua persona.

Persona

Personas são personagens semi fictícios, criados para representar o cliente ideal de uma empresa. A sua construção é baseada em informações reais, coletadas a partir dos consumidores da marca.

Essa personagem tem: 

  • Nome; 
  • Idade; 
  • Sexo; 
  • Escolaridade; 
  • Medos; 
  • Sonhos; 
  • Problemas para serem resolvidos. 

Para chegar nessas características, primeiro, é necessário responder a uma série de perguntas:

  • Idade?
  • É homem ou mulher?
  • Qual nacionalidade?
  • Estado civil?
  • Tem filhos? Quantos?
  • Qual nível de escolaridade?
  • Qual profissão?
  • Está empregado? Em qual ramo trabalha?
  • Qual o tamanho da empresa em que trabalha?
  • Qual cargo ocupa?
  • Quais foram suas experiências anteriores?
  • Qual a renda mensal?
  • Qual é a sua rotina?
  • O seu trabalho é online ou offline?
  • Quais são os seus hobbies e programas de lazer?
  • Por quais meios de comunicação se interessa?
  • Quais assuntos chamam sua atenção?
  • O que gosta de ler?
  • Quais são os seus principais objetivos em curto e longo prazo?
  • Quais são os obstáculos que encontra para isso?
  • Costuma comprar online ou em lojas físicas?
  • Com qual frequência costuma comprar?
  • Pesquisa antes de comprar?
  • Costuma pagar à vista ou de forma parcelada?
  • Qual a forma de pagamento mais usada?
  • Qual papel cumpre na decisão de compra na sua casa?
  • Quem o influencia?

É baseado nesse conjunto de informações que as campanhas de Marketing são planejadas e o tom de voz não foge disso.

O tom de voz é pensado para alcançar esse tipo específico de pessoa. Se for montado de maneira errada, não irá atingir os clientes representados pela persona e, consequentemente, a marca perderá espaço dentro do mercado.

Montando um tom de voz

Mas, conhecer o cliente ideal não é suficiente para montar o tom de voz de uma empresa, também é necessário conhecer a marca a fundo. É preciso saber qual a personalidade da empresa, quais são os valores propagados por ela e qual é a sua missão dentro do mercado. 

Para ajudar a entender melhor as empresas e conhecer suas características, existem algumas perguntas simples:

  • Quem é a marca?
  • Como é a sua personalidade?
  • No que acredita?
  • Quais são os seus valores?
  • Qual o seu diferencial frente aos concorrentes?
  • Como os clientes a enxergam?

É baseado nas respostas dessas perguntas que a identidade da empresa é identificada, assim podemos personificar a marca e construir um tom de voz que se adeque a ela.

Por isso, copiar o tom de voz de outras marcas relevantes em seus setores não funciona. O tom de voz deve ser condizente com as características individuais da empresa.

Voz

Outro fator importante para a construção do tom de voz é a voz da marca. A voz é o que vai criar o diálogo com os clientes. Aqui, estamos falando da estrutura da linguagem que será adotada pela empresa.

  • Será uma voz informal ou formal?
  • Irá utilizar de algum regionalismo? 
  • Qual tipo de vocabulário deverá ser utilizado? 
  • Qual estilo de fala terá? 

O mais importante dessa etapa é fazer com que a voz represente fielmente a personalidade da marca, mas também que seja capaz de se comunicar com os clientes. A voz deve ser pensada de uma maneira em que os consumidores possam entendê-la e se conectar com ela.

Tom de voz

Assim como os seres humanos utilizam um determinado tom de voz para as variadas situações do cotidiano, o mesmo acontece com as marcas.

O tom de voz usado em determinadas situações e meios de comunicação devem estar de acordo com os sentimentos que a marca deseja transmitir para os clientes.

Ele pode ser brincalhão, sério, triste, animado ou outros. O essencial é que esteja em concordância com a voz aplicada pela marca, com o contexto no qual será inserido e, principalmente, com o cliente com o qual deseja se comunicar.

Por exemplo, o tom de voz usado nas redes sociais é mais informal, simples, direto e divertido. Já o tom utilizado em artigos é mais sério, contido e explicativo.

Para auxiliar na escolha do tom de voz correto, basta seguir o esquema abaixo:

  • Em qual meio de comunicação o conteúdo será divulgado? Por exemplo: blog, Facebook, Instagram ou LinkedIn.
  • Qual é o tipo de conteúdo? Por exemplo: post, foto, vídeo ou slide.
  • Qual o público desse meio de comunicação? (Persona para quem você está falando)
  • Qual o tom de voz que esse público espera encontrar nesse meio? Sério, divertido, simples ou  brincalhão?

Desenvolver uma voz e um tom de voz que representem sua empresa vai transformar a experiência de seus clientes em algo mais humano, além disso, permite que conheçam mais detalhes sobre a marca.

Com isso, aumenta o sentimento de identificação e facilita o processo de fidelização dos consumidores.

Além do mais, o tom de voz deve acompanhar as mudanças dentro da marca e amadurecer junto com ela. Uma conexão de qualidade entre a marca e seus clientes faz com que a empresa assuma um papel de autoridade dentro de seu mercado de atuação, melhorando os seus resultados frente à concorrência.

Utilização

Como dito anteriormente, o tom de voz é utilizado na comunicação direta entre marca e consumidores. Entretanto, não deve ser utilizado apenas em campanhas e posts online, o tom de voz deve estar presente em todos os momentos.

Ele deve estar no e-mail, nos posts, nos comentários, nas propagandas e nos avisos sobre a falta de algum produto. Ou seja, se existe alguma forma de comunicação entre marca e cliente, o tom de voz deve ser utilizado.

A RedaWeb é uma agência de conteúdo especializada em textos envolventes e originais. Acesse nosso site ou ligue 0800 750 5564 para assinar um de nossos planos.